Resenha ‘Todas as Suas (Im)Perfeições – Colleen Hoover’

Oi ooooi gente! Hoje eu trouxe resenha de um livro super novinho. Ta exalando total aquele cheiro gostoso de livro novo. Tudo isso para dizer que vou falar do lançamento de uma das minhas escritoras favoritas do mundo: Colleen Hoover. Impossível não gritar ‘QUERO’ quando qualquer livro dessa mulher começa a ser vendido. E, não foi diferente como a versão brasileira de ‘All Your Perfects’. Então, antes de seguir falando, vamos a sinopse…

Uma história de amor perfeita é suficiente para manter vivo o casamento entre duas pessoas imperfeitas? O acaso uniu Quinn e Graham duas vezes. A primeira delas, no que consideraram o pior dia de suas vidas, quando ela descobriu às vésperas do casamento, que estava sendo traída pelo noivo e ele, pela namorada que pretendia pedir em casamento. A segunda, meses depois, em meio a encontros ruins. Deste reencontro surgiu um amor profundo e um relacionamento perfeito. Ou talvez nem tanto. Com o passar dos anos e a frustração por não conseguirem ter filhos, Quinn e Graham acumularam silêncios e desconfianças. O casal se encontra no centro de um furacão, e seu futuro depende das promessas feitas quando o casamento ainda parecia uma praia paradisíaca.

Quinn está de casamento marcado. Também está chegando para visitar seu noivo. Chegando lá, se depara com um homem bem nervoso em frente a porta e, a notícia que ele lhe dá a deixa atônita. Seu noivo está no apartamento com outra mulher. E, essa mulher, é a namorada do cara do lado de fora, Graham, que estava prestes a pedi-la em casamento. Os dois acabam decidindo enfrentar aquele terrível momento juntos e acabam tendo uma conexão. E assim começa a nossa história.

Logo em seguida, vamos descobrir que eles acabaram se casando. Mas, depois de anos de casamento, eles vivem em meio de uma crise conjugal não assumida. Quinn, principalmente, se tornou uma mulher muito amarga por não conseguir realizar, de forma alguma, o desejo de ser mãe. Com isso, Graham vai pisando em ovos com ela, sem conversar e tocar em assuntos delicados, sem saber como conseguir chegar até ela, sem que ela se afaste.

– Se você iluminar apenas as suas inperfeições*, todas as suas qualidade ficarão na sombra.

*No livro está escrito dessa forma, mas vocês precisam ler para entender o motivo.

Entre passado e presente, vamos vendo como eles se reencontraram depois do fatídico dia, como foi o processo para acabarem juntos, se apaixonarem e tudo mais. Além de entender em que pé está o casamento dos dois. Os erros que cometem, os terríveis mau entendidos e segredos. Nós vamos ver como um casal que tanto se amava e tinha planos de serem felizes juntos, se tornam um casal a ponto de uma separação. Fato é que daqui para frente, tudo é spoiler. Mas vou tentar contar da minha experiência com a leitura.

638.JPG

Honestamente, essa história da Colleen já entrou pro meu Top Five da autora. Só não me peçam para colocar em ordem, que meu coração não aguenta esse fardo haha. Mas fazia um certo tempo que eu não me sentia completamente arrebatada pela trama que ela apresentava. Não em entendam mal, se procurarem resenhas que fiz dela, as notas são boas. Mas desde É Assim que Acaba, não sentia que ela tocava no ponto profundo que ela costumava tocar. Isso foi mudado aqui e vou explicar – ou tentar, ao menos – o porquê.

Em nossa defesa, é difícil admitir que um casamento possa ter acabado quando ainda existe amor. As pessoas acreditam que um casamento só termina quando não há mais amor. Quando a raiva suplanta a felicidade. Quando o desdém substitui a alegria. Mas Graham e eu não estamos zangados um com o outro. Apenas não somos mais as pessoas que costumávamos ser.

Nossa protagonista é Quinn. Conhecemos ela em seu pior momento, descobrindo uma traição, tudo sem desmoronar por completo. Mas, também vamos descobrir a menina doce e apaixonada que ela era. Até deixar de ser, para se tornar uma pessoa amargurada, pela não realização de um sonho. Imagino como deve corroer a pessoa por dentro. Durante a leitura, senti raiva dela, senti pena, senti vontade de chacoalhar e também de abraçar. Acho que cheguei a me sentir até mesmo desesperada e com a dor que ela deveria estar sentido. Me conectei com Quinn como não achei que seria capaz. Inicialmente, achei que não conseguiria gostar dela, achava que era amargurada demais, mas, conforme vamos conhecendo, acho que vamos sentindo uma empatia sem fim por ela e todo seu drama. Vamos nos conectando com sua dor.

Com Graham não é muito diferente. Os mesmo sentimentos que tive com ela, eu senti por ele. Acho que só acrescentaria que senti vontade de dar uns tapas nele, por um motivo ou outro. Ele é parte de um casal em crise, que finge que está tudo bem. A gente percebe que ele quer que esteja tudo bem. Mas a bomba explode, ela sempre chega a esse ponto. Junto disso, erros são cometidos, conversas que foram adiadas por muito tempo, precisam vir à tona. Mesmo com tudo isso, nosso protagonista não está disposto a desistir de tudo o que construiu e ama muito fácil, ele quer tentar mudar tudo. Acho que essa força gigantesca é que o me faz admirar ele.

É curioso como posso sentir falta de uma pessoa ainda presente. É curioso como posso sentir falta de fazer amor com quem ainda faço sexo.

Colleen, como seu terrivelmente lindo habito, escreve uma trama onde ninguém é totalmente bom ou totalmente ruim. Ela constrói pessoas absurdamente reais, cheias de erros e furos, mas com tanto amor, com tanta coisa para nos contar e acrescentar… Isso sempre me deixa louca, em um bom sentido. E, essa história me tocou de uma forma muito profunda, porque, diferente das outras tramas dela, entre o casal havia amor. Talvez amor demais, mas problemas que foram silenciados demais também. E isso foi algo que me deixou desesperada por passar por cada página e descobrir se eles conseguiriam superar. Além disso, acho que ela trouxe uma temática que eu nunca tinha visto em livros: infertilidade.

639.JPG

Fiquei refletindo se não me senti tão tocada, porque meu marido e eu decidimos engravidar. Logo quando isso se torna uma resolução certa, pego um livro que aborda a infertilidade e me deixei ser capturada por cada letra dessa trama. Me senti envolvida, querendo soluções, querendo ajudar os dois a conversar. Aí, a autora ainda me coloca umas cartas na história… Pois é, queridos, pensem em uma pessoa aos prantos lendo essa parte e, quem sabe, vocês possam imaginar como fiquei. Acho que isso que sentia falta nos livros que vinha lendo da Colleen. Que eles atingissem o fundo da minha alma, por qualquer motivo que fosse.

O coração do meu marido é minha salvação, mas seu toque se tornou um inimigo.

Além da infertilidade, temos o casamento também como um tema. Acho que uma das coisas mais lindas que li nesse livro, fala sobre isso. Sobre o que é um casamento, como podemos superar os problemas juntos, como nunca desistir. É a união de duas pessoas, que podem ser tão diferentes entre si, mas que tem o amor como o maior ponto em comum. Com meu coração aberto, acredito que tenha sido o livro que mais me tocou nesse 2019. Talvez, apenas talvez, tenha me emocionado também o fato deles terem o mês de agosto como algo tão especial para eles. Esse mês é especial para meu marido e eu. Já disse que me conectei demais com a história? haha. Ah, preciso dizer que a narrativa é em primeira pessoa, feita pela Quinn, alternando entre ‘Antes’ e ‘Agora’.

640.JPG

Quanto a diagramação, por dentro, está como todos os outros dela. O espaçamento e as letras confortáveis para a leitura, com folhas amareladas. Já por fora, tive uma surpresa. A Editora trouxe uma capa beeem diferente da original, o que não costuma acontecer muito com os livros da autora, ainda que ocorra. Confesso que gosto da capa, acho delicada, ainda que não muito correspondente ao tema, a verdade precisa ser dita. Mas, o que me deixou frustrada com a capa foi que ela veio como um papel mais grosso. Não sei se vou conseguir explicar bem, mas os livros sempre parecem plastificados, não é? Não é o caso aqui. E isso me incomodou demais, já que com capa branca, já fica fácil sujar, sem o “plástico”, piora tudo.

– Qual o segredo de um casamento tão perfeito? – perguntei.
O senhor se inclinou para frente e me encarou, muito sério.
– Nosso casamento não é perfeito. Nenhum casamento é perfeito. Houve momentos em que ela desistiu de nós. Houve ainda mais vezes em que eu desisti de nós. O segredo para nossa longevidade é que jamais desistimos ao mesmo tempo.

Acho que é impossível dizer que darei qualquer nota que não seja as cinco Angélicas. Todas as Suas (Im)Perfeições é um livro tão tocante, que já sinto vontade de reler e abraçar Quinn e Graham. Enquanto isso, fico contando os minutos para o próximo livro da autora chegar por aqui. CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

 

9 comentários em “Resenha ‘Todas as Suas (Im)Perfeições – Colleen Hoover’

  1. Nossa que coincidência achar o seu post, minha amiga falou desse livro no ultimo final de semana e eu estava louca pra ler. Depois de ler a sua resenha quero mais ainda. Vou comprar hoje mesmo na hora do almoço.

    Curtir

  2. O livro traz alguns temas que me interessam demais e pela sua resenha eles foram abordados de um forma tocante, o que me deixa super curiosa em saber o final kk
    Não conhecia, mas adoraria lê-lo.

    Curtir

  3. Olá!

    Esse livro está fazendo bastante sucesso lá no instagram, a edição é linda e a história me deixou curiosa para saber mais sobre a história desses personagens que são completamente destruídos.
    Fiquei com pena da personagem por ter que enfrentar uma situação como essa, imagino como deve ter sido horrível encontrar o seu noivo com outra pessoa dessa forma.

    http://www.pactoliterario.blogspot.com.br

    Curtir

    1. É interessante a temática do livro,principalmente pelo desenvolvimento dos personagens.É uma história de reflexão,já que é cheia de devaneios,situações inesperadas.Gostei do enredo e estou curiosa pelo desenrolar do desfecho.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s