Resenha: ‘Luta Comigo – Kristen Proby’

Oi gente!! Voltando com mais uma resenha da série With me in Seatlle. Joga Comigo é o segundo livro da série que vem sendo publicada pela nossa parceira Editora Charme. A maioria dos personagens já foram apresentados nas resenhas anteriores de Fica Comigo e Um Natal Comigo. E agora temos a história da Jules, a melhor amiga de Natalie, e a única filha numa família cheia de homens Montgomerys.

Antes de falar mais, confere a sinopse…

“Jules Montgomery está muito ocupada e satisfeita com sua vida para se preocupar com homens, especialmente um como Nate McKenna. Crescer no meio de quatro irmãos lhe ensinou que o mais sensato é ficar longe de homens sexy, tatuados e motoqueiros. Principalmente, se ele for seu chefe. Após participarem de um jantar incrível com os colegas de trabalho, ele violou a política de não confraternização… entre outras coisas, e isso não acontecerá novamente. Jules não vai arriscar sua carreira em troca de sexo alucinante, independente do quanto seu corpo e coração digam o contrário.
Nate McKenna não dá a mínima para a política de não confraternização. Ele quer Jules e vai tê-la. As regras que sejam modificadas, ou que se danem. Ele não é o tipo de homem que entra numa briga para perder, e Jules Montgomery está prestes a descobrir como ele reage ao ser ignorado após a melhor noite de sexo que já teve. Ela pode lutar o quanto quiser, mas ele fará de tudo para ficarem juntos.
Luta Comigo é o segundo romance da série With Me In Seattle.”

A história de Jules e Nate começa ainda no livro um. Eles trabalham juntos e são super profissionais, mas é inegável a atração que sentem um pelo outro. Nós temos algumas citações de Jules falando de Nate para Natalie e eles até saíram juntos num encontro de casais, mas Jules tratou de voltarem a ser apenas colegas de trabalho. Além disso Nate é chefe de Jules e sócio da empresa que tem como uma de suas normas a proibição de relacionamentos entre seus funcionários.

luta (2)

Os dois ficam juntos pela primeira vez quando saem para jantar com os colegas de trabalho. A atração é tão palpável que eles acabam se rendendo à uma noite de paixão. Só que Jules sai de fininho antes do dia amanhecer por medo que isso venha prejudicar seu emprego. Além disso ela acha Nate misterioso e parece meio averso a relacionamentos amorosos. Sendo assim ela prefere não se arriscar.

Meses se passam desde que eles ficaram juntos e Jules não consegue esquecer a enorme atração que sente por seu chefe. Durante todo esse tempo Nate nunca disse nada para ela, mas ele resolve colocar um fim nesse tempo afastado que ela determinou para eles. Nate convida Jules para passar o fim de semana com ele. Não importa se vão dormir juntos ou não, ele só quer resgatar aquela noite perdida a tantos meses e ver se os dois ainda se sentem tão atraídos como estavam antes.

“Que homem gostoso. Todos esses novos lados dele que estou descobrindo são divertidíssimos e sexy. E tão inesperados!”

E o fim de semana se torna perfeito porque além da grande atração que sentem um pelo outro, eles percebem como se dão bem dentro e fora do trabalho. Eles puderam conhecer mais um sobre o outro e é nesse momento que descobrimos que o misterioso Nate já foi lutador de MMA e ainda treina como um. Ele leva Jules na academia que mantem com o pai e ela como uma boa menina criada entre homens enfrenta o treinamento sem se abater.

A partir deste fim de semana os dois não conseguem mais se largar. Durante o dia são os profissionais respeitados Julianne e Nate, mas à noite vão para casa e podem viver o amor deles com calma. O problema maior deles e como eles vão fazer para ninguém perceber que eles mantém um relacionamento fora do escritório. Jules sempre acha que todos sabem e que em algum momento ela vai perder o emprego que ela tanto ama e lutou tanto para conseguir.

“_Você está um pouco tensa, querida.
_Tenho um emprego estressante. Meu chefe é um tirano. Ele dá um tapa na minha bunda com a mão ensaboada e eu grito de surpresa antes de rir.
_Ok, ele é um tirano sexy.”

Jules é uma mulher inteligente e linda. Ela também mostra outro lado que eu não tinha percebido no livro anterior. Apesar de um pouco fútil também é uma mulher durona e que não seja abater facilmente. O nosso mocinho é um cara de aparência forte e misterioso, mas conforme vamos lendo percebemos o quanto ele é carinhoso e protetor. Não só com Jules, mas todos que ele se importa.

Entre os momentos dos dois, nós temos toda a família Montgomery de volta. Seria um mega spoiler se dissesse porque a família se encontra numa festa, então vou deixar vocês curiosos rs Dessa vez conheceremos todos os irmãos de Jules, e digamos apenas que o único que não tinha aparecido ainda é um grande babaca. Não gostei do comportamento dele e acho que Nate reagiu bem a hostilidade dele.

Além dos irmãos de Jules, temos o casal Luke e Natalie (livro um) aparecendo nos momentos certos e mostrando que são realmente amigos fiéis de Jules. Nossa mocinha tem uma família e amigos incríveis. Você percebe que todos se amam e são protetores, que estarão lá uns pelos outros.

“Bom, se você estive prestando a atenção, Nate, você teria visto que eu estou apaixonada por você desde muito antes de termos feito amor pela primeira vez nesse apartamento.”

Assim como no primeiro livro, Luta Comigo tem muitas cenas hots. Essa série foi publicada naquela época da febre dos eróticos com CEOs maravilhosos. Eu acredito até que teria amado muito mais essa história se tivesse lido nessa época, pois na hora que Nate dissesse ‘Você é Minha’ eu já estaria lá rendida igual a Jules, mas eu li agora e como aconteceu com a minha leitura do livro anterior, eu achei tudo muito clichê e previsível.

Apesar de tudo isso, eu ainda achei o relacionamento de Jules e Nate mais bem construído. Eles não se apaixonaram instantaneamente. Eles ficaram juntos uma única vez e passaram longos meses mantendo uma paixão completamente platônica. Mesmo depois de ficarem juntos, a gente percebe a transformação da paixão em amor. Além disso temos o momento crucial de quando eles precisaram enfrentar o trabalho. Será que Jules perderá o emprego? Como isso vai afetar o recente relacionamento deles?

“Você não estava lá para mim. Você não lutou comigo, por nós.”

Como num bom clichê temos um rompimento e nesse momento sabe quem ajuda Jules a lamber as feridas? Seu irmão Will, o jogador de futebol americano e protagonista do próximo livro da série, Joga Comigo. Até mesmo temos uma pequena cena de abertura para essa nova história e eu fiquei curiosa demais para saber sobre essa nova personagem que entrará em cena e também para conhecer Will.

“Eu amo você, Julianne. Eu te amei por muito tempo. Você e eu somos uma equipe, em todos os sentidos. Você me surpreende com sua força, com sua bondade e com o amor que você mostra a todos ao seu redor, inclusive a mim.”

Essa série vendo sendo publicada em formato físico e em ebook. Assim como os primeiros livros, eu li a versão em ebook de Luta comigo. Eu senti falta das aberturas de capítulos com alguma coisa que simbolizasse a história assim como tem nos livros anteriores. A história é toda narrada sob a visão de Jules e apenas no epílogo que temos a visão de Nate, seguindo o padrão de narrativas da série. Eu encontrei alguns errinhos nessa edição, mas nada que me impedisse a dar segmento à leitura.

luta

Luta Comigo é uma história quente e envolvente. Apesar de ter lido numa época diferente, eu ainda gostei bastante. Quem não ama os clichês não é mesmo? Claramente percebemos a evolução de escrita da autora e isso já me deixou eufórica pelo próximo. O casal me convenceu mais do que Natalie e Luke, mas mesmo assim ainda vou guardar minha nota máxima e dar apenas 4 Angélicas para o livro dois da série.CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

11 comentários em “Resenha: ‘Luta Comigo – Kristen Proby’

  1. OI, Adriana, tudo bem?
    Olha só, amei a capa do livro, acho que mostra o estilo da história perfeitamente. No entanto, não sou um fã de NA’s. Na verdade eles costumam me irritar um pouco porque além de há muito clichê, vejo muitas coisas que cai um pouco no machismo (pelo menos foi assim nas histórias que li e isso me irrita). Mas para quem gosta é um prato cheio sim e deve ser apreciado sim.

    E bom quando satisfaz como foi com você né?

    Boa leitura.
    Diego, Blog Vida & Letras
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.com

    Curtir

  2. Olá, Adriana!
    Mais uma ótima dica de leitura e uma boa resenha. Gosto de visitar o blog e da temática dos livros que vocês apresentam. Eu comecei a ler Peça-me o que quiser da Megan Maxwell, e quando terminá-lo, daria uma chance para a trilogia da Kristen Proby.

    Curtir

      1. Oi, Adriana.
        Perdão pelo longo tempo que levei para responder. Eu estou gostando sim do livro. Acho super interessante pois a autora apresenta a visão da mulher naquela relação, como a personagem se comporta frente a um mundo completamente novo que envolve o swingue, voyrismo e outras práticas. Acho o livro muito excitante.
        Eu já tinha lido O que contei a Zveiter sobre sexo, Flávio Braga. Você conhece?
        Penso que é possível um bom contraponto entre as duas obras. Cada um com sua visão distinta sobre o sexo e suas variáveis. Outra obra que comecei a ler também foi Mulheres, do Bukowiski. Ele já tem todo o estilo “marginal” de escrever e nessa obra, apesar de não ser tão excitante quanto as outras duas, é de extrema qualidade.

        Curtir

  3. bem,confesso que eu não amo os clichês rsrs
    além de não apreciar o gênero, não conhecia essa obra/série em questão, mas realmente não há nada que me atraia pra fazer a leitura… mas para os fãs do gênero, com certeza será uma leitura empolgante…
    bjs…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s