Crítica da Série ‘Stranger Things – 1ª Temporada’

Oi ooooi gente! Hoje trouxe uma crítica para vocês. A temporada não é nova, mas é pra dar uma oportunidade de você conhecer Stanger Things, que chega com uma nova temporada no próximo dia 27 ~ No dia do meu aniversário! Valeu pelo presente, Netflix! ❤ . Antes de falar mais, vamos conferir a sinopse e o trailer da primeira temporada.

Ambientada em Hawkins, Indiana, na década de 1980, Stranger Things acompanha a história de um garoto que desaparece repentinamente. Sua mãe (Winona Ryder) pede às autoridades locais o início das investigações do desaparecimento, que vai revelar uma série de mistérios envolvendo experimentos ultrassecretos do governo, forças sobrenaturais aterrorizantes e uma garotinha muito estranha.

A primeira coisa a ser dita sobre Stranger Things é que ela trás uma sensação de nostalgia até para quem não viveu nos anos 80. Mesmo sendo uma série de ficção científica, ela também tem dezenas de easter eggs sobre o mundo nerd, inclusive no jogo que dá o ponta pé inicial nos episódios. Ah, as músicas também irão trazer nostalgia.

A série é ambientada numa pequena cidade dos EUA e gira em torno do misterioso desaparecimento de Will, após sair da casa de um de seus melhores amigos. A turma é composta por quatro meninos: Will, Mike, Lucas e Dustin (meu preferidinho ❤ ). Eles estão naquela fase pré adolescente e se envolvem profundamente no mundo dos jogos que eles costumam brincar. E isso faz com que Mike, Lucas e Dustin se envolvam mais profundamente na busca pelo amigo, já que eles acreditam ser os heróis que são nos jogos.

Stranger-Things-1-768x480.png

Se por um lado temos o desaparecimento de Will, do outro temos o surgimento de Eleven (preferidinha também ❤ ). Ela fugiu de um laboratório onde experimentos eram feitos e acaba se encontrando com os meninos. Mike e Dustin a recebem bem, mas Lucas tem um pé atrás. Mas será o papel de Eleven juntar os amigos e partir mesmo em busca de Will. Ela passa a ficar escondida na casa de Mike, enquanto aprende a adorar waffles, a entender os nossos sentimentos e, com seus poderes, salva os amigos de diversas encrencas.

maxresdefault.jpg

Além das crianças, temos uma galera adolescente também, com destaque para Nacy, Jonathan, Steven e Barb. Jonathan é irmão de Will e também vai partir em busca dele, enquanto se envolve numa espécie de triângulo amoroso com Nancy e Steve. E também temos os adultos representados em duas partes. A parte que procura o Will, que é sua mãe, Joyce e o xerife, Hopper. Esses dois, são interpretados Winona Ryder e David Harbor, os maiores nomes do elenco! E a outra parte é liderada por Dr. Brenner e a turma do laboratório, que está a caça de Eleven e tentando controlar os estranhos eventos que tem ocorrido na cidade.

12-stranger-things-8.w710.h473.2x.jpg

Todos tem sub tramas que, momentaneamente, podemos achar que não tem a mínima ligação com o plot inicial, mas com o passar dos episódios, todos vão se reunindo em torno do ponto principal: o desaparecimento de Will. Ah, quanto a vilões, esse papel pertence a criaturas monstruosas, que o laboratório está tentando parar. A pergunta é: quem é essa criatura e eles irão conseguir parar antes que ela mate mais pessoas?!

Os episódios são envolventes e vão evoluindo muito. São apenas oito deles, mas o suficiente para apresentar uma história estruturada e daquele jeito perfeito para que a gente maratone. Mas, se prepare para o lado sombrio da coisa. Os episódios tem uma pegada mais escura e podem dar sustos algumas vezes. Mas, também tem o alívio cômico, que com certeza, vem por parte das crianças.

stranger-things-1.jpg

Quanto a atuação, a série trás uma volta maravilhosa de Winona Ryder. Você sente a dor da mãe, na perda do filho e a esperança dela em encontrá-lo, enquanto todos afirmam que ele está morto. Mas, não tem como não consagrar e premiar as crianças. Finn Wolfhard (Mike), Caleb McLaughlin (Lucas), Gaten Matarazzo (Dustin) e Millie Bobby Brown (Eleven) tem uma atuação esplendorosa! Elas roubam a cena seja em partes mais dramáticas ou nas piadas. Eles trazem aquele vigor e vontade que é impossível não cativas os telespectadores. Você se pega torcendo para que eles encontrem o amigo, que eles superem o bullying na escola, chora e ri com eles e torce para que a amizade seja eterna!

A série foi um sucesso desde o início! Virou febre entre as pessoas e era difícil encontrar alguém que ainda não tinha assistido essas super crianças. A Netflix, que não é boba nem nada, logo confirmou a segunda temporada, que era extremamente esperada e necessária. Já que o final nos deixa com dúvidas sobre certos destinos.

E se você ainda não viu, corre que dá tempo de conferir os episódios antes da próxima sexta, quando a nova temporada chega e a Netflix pode fazer com que o mundo inteiro comente, mais uma vez, sobre essa turminha de amigos!

sam_strangerthings_s1.jpg

 

 

 

 

 

 

33 comentários em “Crítica da Série ‘Stranger Things – 1ª Temporada’

  1. AMOOOOOO! Que série, né? Eu fiquei maluca que maratonei kkkkkk Mas que sorte, presentão de aniversário! Gosto de lembrar tbm que a mãe de Will é uma heroína, sério. O sofrimento dela me deixava com agonia ao ver, Que mulher!

    Curtido por 1 pessoa

  2. A série é tão boa que nem sei o que mais gostei nela hahahah Eu assisti em um dia, fiquei muitoo vidrada, muito tempo que não ficava tão presa num seriado, aliás eu assisti com legenda em inglês e achei super tranquilo, é uma boa série para aprender o idioma!
    super ansiosa para a nova temporada ❤

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá, tudo bem?
    As pessoas costumam falar muito bem dessa série. Estudei uma disciplina na faculdade (literatura infanto-juvenil) e muitos colegas comentavam muito sobre ela, o que me fez vez um episódio. Gostei, mas morro de preguiça de ver série, então não continuei. Mas parece uma história muito interessante sim, e a caracterização deles, apenas de ver imagens, o telespectador já percebe a referência aos anos oitenta.

    Diego, Blog Vida & Letras
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oláaa! Ai, eu amo séries. Não consigo ficar sem ver novas haha vou caçando até ficar completamente embolada em novos episódios haha e a caracterização é ótima mesmo.

      Curtir

  4. Adoro a série, atualmente estou esperando a segunda temporada. Suas impressões foram as mesmas que as minhas. Adoro essa sensação nostálgica e sou apaixonada pelo trabalho da Winona. Ela estava maravilhosa nesse papel, como sempre. Mal posso esperar para mergulhar nesse momento de novo.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Olá, tudo bem?

    Assisti a série assim que lançou ano passado e simplesmente amei demais. A forma como trouxeram o suspense/terror foi na medida certa, e faz o telespectador ficar vidrado e não conseguir parar de assistir. Estou bem ansiosa pela próxima temporada, pois tem algumas pontas soltas que precisam ser explicadas. É impossível não amara a Eleven, ela é demais! Adorei o post!

    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Alice. Simmm! Achei que foi a medida certa. Aquela forma que faz ficar curioso por mais e não com medo do que virá. Tem várias coisas mesmo a serem explicadas. E a El é maravilhosa!

      Curtir

  6. Oi Raissa, tudo bem? Sou suspeita pra falar da série. Primeiro porque sou fã dos anos 80, segundo adoro encontrar easter eggs, terceiro por todo esse ar de “E.T.” que a série nos faz recordar. Vi algumas pessoas comentando sobre e fiquei curiosa pra assistir quando percebi tinha visto TODOS os episódios haha acredita? Apesar de a trilha sonora não ser algo forte na série gostei bastante das escolhas. Acredito que os EUA estão começando a perceber que séries menores e com enredo mais dinâmico prendem atenção das pessoas. Acompanho séries europeias e geralmente elas possuem 10/11 episódios e você já fica querendo mais como por exemplo The Fall já assistiu? Agora vamos aguardar a segunda temporada que começa amanhã, será que nos surpreende? Beijos, Érika =^.^=

    Curtido por 1 pessoa

    1. Vou começar falando que assisti The Fall sim. Ficava louca pelos episódios rs
      E simmm. Mas ainda acho que isso é mais mérito da Netflix (nos EUA). Fora isso, as séries se tornam longas e por mais que até goste, passam por períodos que tem.episódios chatos e que não acontecem nada.
      E eu te entendo, vi os episódios tão rápido, que quando acabou, fiquei “oi? Cadê o resto?” Hahahaha

      Curtir

    1. Aaaaaaah. Muita gente fez essa comparação quando o trailer do filme saiu (já que a série acabou vindo primeiro, nesse sentido). Ainda mais pq até onde eu sei, mudaram os anos no filme, já que a década de 80 ta em alta rs. Mas, efetivamente, é diferente sim.
      Aqui temos o Mundo Invertido rs

      E maratone sim. Você vai ver que os episódios vão embora super rápido hahahaha

      Curtido por 1 pessoa

    1. Oiiii. Sério? Gente, primeira vez que eu escuto isso. Sempre vejo todo mundo dizer que maratonou. Mas tente, acredito que a história vai evoluindo pelos episódios.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s