A Hora do Chá ‘História de um Grande Amor – Julia Quinn’

Oi ooooi gente! Hoje é a minha primeira resenha na coluna em 2020. Então, nada melhor do que começar com a Rainha dos Romances de Época. O livro de hoje é primeiro livro da trilogia Bevelstoke, que a Editora Arqueiro está lançando. Vale já o aviso de que o segundo livro está em pré venda, com lançamento para março e o último vai sair já em maio. Então, se joguem nessa resenha e corram para os livros.

Aos 10 anos, Miranda Cheever já dava sinais claros de que não seria nenhuma bela dama. E já nessa idade, aprendeu a aceitar o destino de solteirona que a sociedade lhe reservava.
Até que, numa tarde qualquer, Nigel Bevelstoke, o belo e atraente visconde de Turner, beijou solenemente sua mãozinha e lhe prometeu que, quando ela crescesse, seria tão bonita quanto já era inteligente.
Nesse momento, Miranda não só se apaixonou, como teve certeza de que amaria aquele homem para sempre.
Os anos que se seguiram foram implacáveis com Nigel e generosos com Miranda. Ela se tornou a mulher linda e interessante que o visconde previu naquela tarde memorável, enquanto ele virou um homem solitário e amargo, como consequência de um acontecimento devastador.
Mas Miranda nunca esqueceu a verdade que anotou em seu diário tantos anos antes. E agora ela fará de tudo para salvar Nigel da pessoa que ele se tornou e impedir que seu grande amor lhe escape por entre os dedos.

Miranda Cheever tem uma melhor amiga poderosa e leal, a pequena Olivia Bevelstoke. No aniversário de 11 anos de Livvy, nossa mocinha se sente deslocada, porque sabe que está longe de ser uma beldade, tanto agora, como, provavelmente, no futuro. Ela chega a ouvir palavras pesadas de uma outra menina, mas nada que sua pequena amiga não saia em sua defesa. Quando chega a hora de ir para sua casa, sobra para que Nigel Bevelstoke, o visconde de Turner, a leve para casa.

Ao perceber o quanto a menina parece cabisbaixa, ele começa a conversar com a pequena menina. Fala o quanto ela tem traços bonitos e usa uma frase que a marcará. Ela irá crescer e aparecer. Além disso, ainda incentiva que ela escreva um diário, para que seus futuros filhos e netos possam ler. Ao dar um delicado beijo na mão da jovenzinha, não imagina que ali, ela se apaixonará.

Era amor, e um amor de mulher. A garotinha que o via como um príncipe encantado não existia mais. Ela era uma mulher agora. Conhecia cada falha dele, sabia muito bem de suas limitações, e ainda o amava.

Nove anos se passam e reencontramos todas essas pessoas. Miranda, de fato, cresceu e apareceu, se tornando uma bela dama. Já Turner, endureceu. Nós vamos ver que ele enterrou a mulher com quem acabou se casamento, mas não liga a mínima para isso. Seu sofrimento tem a ver com todas as traições e mentiras de Leticia, que o tornou amargo e frio.

700

Ele acaba tendo atitudes com a menina, que não condiz com a postura de um cavalheiro, principalmente de um que a conhece desde a infância e sabe que ela é como se fosse da família. Enquanto isso, Livvy, com seu jeito casamenteira, resolve juntar sua melhor amiga, com seu irmão gêmeo, Winston. Só que as damas vão debutar na sociedade e vão para Londres para se apresentar na sociedade. E Lady Rulland, mãe dos Bevelstokes, pede que o filho mais velho as acompanhe e ajude com que elas sejam vistas.

– O que deu em você hoje? – disse ele. – Precisamos que seja a ajuizada. Deus sabe quantas vezes você tirou Olivia de enrascadas.
Ela contraiu os lábios com força:
– Não confunda juízo com docilidade, Turner. Estão longe de ser a mesma coisa. Eu definitivamente não sou uma pessoa dócil.

Sendo assim, Miranda vai ter a companhia de Turner, enquanto lida com o amor que ela sente a vida toda, com seu comportamento terrível, suas oscilações de humor e seus “ataques”. Já ele, ainda tenta se livrar da presença da moça, mas sem sucesso. Até acabarem enfrentando um momento de desejo e verdade.

Eu vou me forçar a parar de falar da trama, porque temos algumas reviravoltas por aqui e uns fatos importantes. Então, vamos falar sobre Miranda. Ela é uma menina doce, que desde sempre foi cadenciada a pensar que nunca seria interessante, por não ser a típica beldade loira. Mas, ela é inteligente, espirituosa e, sim, ela é bonita. O seu problema é amar, por anos, uma pessoa que não anda agradável. E, parece, viver esperando pela hora que vai acontecer. Ela tem personalidade, mas que acaba anulada em nome desse amor. Acho que, com isso, ela acaba sendo menos do que poderia. Mesmo tendo seus momentos, como o da livraria e o do “não, obrigada”, que espero que vocês amem, tanto quanto eu.

– Miranda, o que você quer fazer numa livraria para cavalheiros? Você nem pode votar.
De tão indignada, ela até engasgou ao dizer:
– E ainda por cima tem isso…

Já Turner é o mocinho mais diferente que conheci da Julia. Confesso que não li todos os livros da autora, mas dos que já tive esse prazer, ele é o mais difícil. Principalmente, porque ele não tem uma veia cômica, que nos distraia do seu amargor. Me compadeço das coisas que ele passou, acredito que deve endurecer mesmo uma pessoa, mas não acho que seja justificativa para alguns ataques que ele tem, que respinga em outras pessoas. E, mesmo quando ele decide tomar uma posição e correr atrás das coisas, ainda não se dedica totalmente.

699

Na parte de secundários, o destaque é totalmente da minha doce e querida Olivia. Eu fiquei tão apaixonada por ela. Verdadeiramente falando, ela foi a minha personagem preferida. Uma amiga incrível, que apoia, que quer ver o melhor, que é leal e defensora. Seu sonho é que Miranda seja mesmo sua irmã e deixa seu lado casamenteira aflorar, para fazer isso acontecer. E, quando Miranda precisa muito de apoio, mesmo que isso possa arriscar sua reputação, ela não pensa duas vezes antes de dar aos mãos.

– Deus do céu, vocês duas falam uma língua própria?
– Não, estamos sendo perfeitamente claras – disse Olivia. – Mas me diga, irmão, sabe quem cunhou a expressão “entre a cruz e a espada”?

Por já conhecer a escrita da Julia, já sabia que eu encontraria algo fluído e leve. É uma leitura rápida, gostosa, que conta a história de um grande amor. Um amor de toda uma vida. Ela apresenta personagens, que acabam com camadas, manias e comportamentos, que nos chamam atenção, de algum modo. Acredito que a autora já tenha a sua fórmula, que foi aperfeiçoada com o passar das publicações, e que conquista tantos fãs.

Sobre a diagramação, a Editora Arqueiro trouxe uma mudança. Agora, a capa do livro não é mais uma foto de época, não. A trilogia veio com capas com desenhos aquarelados, que são as coisas mais lindas. Acho que se tornaram as minhas preferidas. Por dentro, temos simplicidade. Folhas amareladas, letras e espaçamentos confortáveis para a leitura.

Não era racional. Não fazia sentido. Ele não sabia se tinha medo de amá-la ou de ser amado. Não sabia nem se sentia mesmo esse medo. Talvez estivesse apenas morto por dentro, com o coração tão maltratado pelo primeiro casamento que era incapaz de agir de forma lógica e normal.

História de um Grande Amor foi uma leitura gostosa. Mas, infelizmente, não me conquistou por completo. O mocinho não era tão apaixonante e eu tive pena da mocinha, em alguns momentos. Talvez, se ainda tivesse uns dois capítulos antes do fim, eu teria sido mais conquista. Por isso, deixo minhas quatro Angélicas. E fico na expectativa do segundo livro, que terá a Olivia como protagonista.

CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

10 comentários em “A Hora do Chá ‘História de um Grande Amor – Julia Quinn’

  1. Guria eu preciso muito ler esse livro. Achei a premissa da trilogia encantadora. Li bastante resenhas falando que os personagens principais não são tão cativantes 😦 aqui tu disse que o mocinho não é tão apaixonante. Mas é questão de gosto.. Vou ler mesmo assim ♥

    Curtir

  2. A editora Arqueiro mandou bem ao lançar essa trilogia, ainda não li nada da autora, mas tenho certeza que sua escrita é de requinte e muito bom gosto. Espero começar a conhecê-la pela série os Bridgertons, que estou super curioso para ler.

    Curtir

  3. Olá!
    Eu não sou muito de ler os livros da Julia, mas te confesso que esse me deixou na vontade. Eu adorei a tua resenha e espero que os próximos livros consigam te deixar realizada por completo na leitura.
    Um abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s