Crítica da Série ‘Friends: The Reunion’

Oi ooooi gente! Hoje eu venho cantado I’ll be there for you, ‘cause you’re there for me too… Depois de quase 17 anos desde o fim da icônica sitcom Friends, o cast finalmente fez a tão sonhada, esperada e desejada reunião. Claro que é de conhecimento geral que Jennifer Aniston, Courtney Cox, Lisa Kudrow, Matt LeBlanc, Matthew Perry e David Schwimmer são grandes amigos até hoje. Mas nunca tinha sido gravado algo com todos os seis, especialmente falando sobre o show. Mas, isso mudou no dia 27 de maio, quando estreou o episódio Friends: The Reunion, com exclusividade para a HBO Max. E, como fã da série, não podia esperar pela chance de ver a história. Então, deixa eu te contar um pouco sobre o que aconteceu nessas quase 2h de programa.

No episódio especial Friends: The Reunion, acompanhamos os bastidores de uma das maiores sitcoms de todos os tempos. Assista a reunião de Rachel, Ross, Joey, Monica, Chandler, Phoebe e outros personagens, através de entrevistas, relembrando episódios clássicos e contando histórias até então desconhecidas da série que marcou diversas gerações. A produção também conta com a presença de convidados especiais, como Lady Gaga, Cara Delevingne, Reese Witherspoon, Cindy Crawford e outros.

Vou começar dizendo que nunca esperei que esse momento fosse acontecer. Sou uma grande fã de Friends que, desde que me entendo como gente, vejo, revejo, passo mal de rir, choro, repito as falas… Mas nunca imaginei teríamos os seis reunidos para falar sobre a série ou fazer algo relacionado a ela. Nunca acreditei numa volta, num filme futuro ou coisa do tipo. Mas, então foi anunciado o episódio especial. Claro que, na mente de muitos, isso significava uma nova história para eles, mas a realidade é que eles usaram essas horas para falar sobre como a experiência, revisitaram momentos, histórias, bastidores e mais. Então, vou ser claríssima aqui: o especial é feito para FÃS e ponto. Não é para agradar críticos, fazer média para elogios especializados e afins. The Reunion é para dar uma aquecida nos carentes corações dos fãs da série. E que coisa linda que foi! Gostem ou não da série em si, é inegável dizer que Friends marcou uma era na televisão, alcançando marcas nunca antes vistas em uma sitcom de comédia. Foram 10 anos no ar, de 1994 a 2004, mas que geram discussões até hoje. Entre a clássica “Ross e Rachel estavam dando um tempo”, até as mais atuais “Ross é boy lixo”, ou “é cópia de outra série” e “não gosto, porque nem é tão engraçada assim”, a série marcou, marca e deve continuar marcando gerações, com a simples temática de um grupo de amigos.

Para a reunião do elenco, foram reconstruídos três partes fundamentais do cenário durante as temporadas, o apartamento da Mônica, o apartamento do Joey e o Central Perk. O elenco vai entrando um por um, começando por David, e vão revendo o espaço em que todos os personagens moraram, pelo menos por um tempo. Só essa entrada deles, já é linda. Não só por todo lado emocional para os telespectadores, como para o elenco. Ainda que sejam amigos, tem apelidos que só eles entendem, mas voltar àquele local, trás lágrimas, risos e uma tonelada de lembranças. E o programa trabalha muito com isso, é uma cápsula do tempo , que vai desde quando a ideia foi concebida, passando por escalação e muito mais.

Logo depois que eles se reencontram, vamos para a parte que vai guiar o especial. Se junta aos seis, o apresentador James Corden, que vai trazer os extravagantes números que a série alcançou pelo mundo, como também vai ser o fio condutor para várias pontos que serão apresentados. Uma das coisas mais legais são os showrunners contando o processo desde quando eles se conheceram, tiveram a ideia, até como foi escolher cada um dos seis principais, qual personagem foi mais difícil. Assim como comentaram o quanto a plateia ao vivo influenciava na criação de piadas e até mesmo como o delírio do público presente com a transa de Mondler (Chandler e Monica) em Londres, mudou os rumos dos personagens. E, claro, o esperado final de Ross ou Rachel, eles ficariam juntos ou não?!

A química entre os seis amigos é latente até hoje e isso fica claro a cada risada que eles dão juntos. Liderados por Lisa (Phoebe), Matt (Joey) e Jennifer (Rachel) e suas super contagiantes gargalhadas e brincadeiras, todos se divertiram muito. Apesar de Courtney (Monica) ter chorado mais e David (Ross) ter sido o condutor da clássica competição de meninos x meninas, Matthew (Chandler) marcou por seu semblante mais sério. O ator ficou afastado da mídia por diversos problemas que teve, inclusive durante o período de gravação, e dá para perceber até hoje o quanto isso o abala mais e, consequentemente, o afasta tanto de seu marcante personagem. Mas, os outros estão ali. E eu amo o quanto foi importante que ele topasse em fazer o especial, o que era imprescindível para os outros cinco. Só teria algo, se fosse com TODOS! Por sinal, também são todos que assumem a produção executiva do especial.

Eles tem participações especiais de pessoas que fizeram parte das filmagens, como de Reese Witherspoon, que dá um doce depoimento sobre sua participação, e Tom Selleck, que participa do quadro de perguntas e respostas. Mas também de Elliout Gould e Christina Pinckles, os Gellers. Foi tão lindo poder ver aquele casal, já tão mais velhinhos, com todo o carinho que eles sentem pelos seis e falando como se sentiam amados também. Maggie Wheeler, a tão marcante Janice, também aparece, e gera um momento super gostoso e descontraído. Outras participações famosas acontecem, como David Beckham, Kit Harrington, BTS, Cara Delevigne, Mindy Kaling e até mesmo Malala. O problema é que esse excesso de participações é o ponto fraco do show. Enquanto uns dão depoimentos sobre algum ponto da série e como elas os tocaram – e nisso, pessoalmente, achei que BTS e Malala foram os mais interessantes – outros apenas aparecem para desfilar clássicos figurinos da séries. Parece (e foi, vamos combinar) que chamaram apenas pelo marketing. A única com participação ativa, foi Lady Gaga, que cantou a clássica Smelly Cat com Lisa Kudrow. Além disso, também vamos ver vários depoimentos de anônimos ao redor do mundo, sobre como foi o impacto da série em suas vidas.

Voltando aos seis amigos, teremos chance de vê-los fazendo a leitura de roteiro de algumas das principais cenas da série, como aquela em que Phoebe descobre sobre Monica e Chandler, ou o primeiro beijo entre Ross e Rachel. E é lindo como eles se mantém engraçados, entregues e dando o tom maravilhoso! Mas, acho que ponto alto, são pontos que, antes, a maioria das pessoas não sabia ou tinha acesso. Saber que Courtney escrevia suas falam na mesa, nas maçãs do cenário. David falando que não gostava de gravar as cenas com o Marcel e explicar isso foi muito engraçado. Ou então, saber que ele e Jennifer tiveram uma paixão platônica, que nunca foi levada para a vida real. Os erros de gravação são um show a parte, porque eles se acabam de rir e a gente também. Mas, um deles acabou fazendo chorar, quando Matt acabou descolando o ombro enquanto gravava o episódio “Aquele em que Ninguém está Pronto”. [Para informação: terceira temporada, segundo episódio].

O especial também vem para que os fãs saibam de uma coisa, não existirá uma próxima reunião. Como Courtney mesmo diz, essa reunião será a última gravada e comentada sobre a série. Eles não vão repetir o fato daqui uns anos. Lisa também enterra todos os rumores ao dizer que não há planos de um filme futuro. Tanto da parte dos atores, quanto dos criadores. E tem uma justificativa super plausível. Mas, para dizer que não temos nem um pouco de vislumbre de como está o futuro deles, James Corden pergunta a cada um sobre acham que os seus personagens estariam hoje em dia.

Como disse lá no início, Friends: The Reunion é para os fãs. Um presente tão querido, tão gostoso de assistir, que faz com que não se sinta as quase 2h que o episódio tem. Trás risadas, trás lágrimas. E trás uma saudade tão grande. Para mim, supera qualquer possibilidade de filme ou continuação, porque não vai estragar o que já conhecemos. Vem para nos trazer mais doces lembranças. E vale a pena, como vale… Eu estarei sempre lá por vocês, porque vocês estiveram lá por mim também! Obrigada por isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s