A Hora do Chá ‘Herdeira Profissional – Madeline Hunter’

Oi ooooi gente! To chegando na nossa amada coluna do chá! Dessa vez, venho trazendo Herdeira Profissional, da Madeline Hunter. Esse é o primeiro livro da nova série da autora, Herdeiras do Duque. Vale falar que a Editora Charme também tem outra trilogia ducal da autora, mas isso vai ser papo para uma outra resenha. Nesse primeiro volume, vamos entender quem são as tão procuradas Herdeiras e conhecer a primeira delas. Antes de contar mais, vamos a sinopse…

Minerva Hepplewhite aprendeu a cuidar de si mesma da maneira mais difícil. Quando um estranho invade sua casa, ela não desmaia nem dá sorrisinhos encabulados. Em vez disso, acerta o malandro na cabeça e o amarra — apenas para perceber que se trata de Chase Radnor, um cavalheiro, neto de um lorde, um homem que faz de seu ofício investigar questões suspeitas. Ele insiste que seu tio, um rico duque, tornou Minerva herdeira de uma fortuna. Só que um detalhe poderia surpreendê-la ainda mais: a repentina atração que sente por esse homem irritante… Chase não consegue decidir se Minerva sofreu injustiças ou se é uma femme fatale. De qualquer maneira, ela o intriga. Como se para afrontá-lo, com a herança inesperada, ela monta um escritório de investigações discretas para rivalizar com o de Chase, e pode ser a pessoa perfeita para ajudá-lo a descobrir a verdade sobre a morte de seu tio. Mas, conforme a proximidade dá lugar à sedução, Chase percebe que deseja uma aliança muito mais profunda…

A história começa com Chase Radnor invadindo a casa de Minerva Hepplewhite. Apesar da forma abrupta como chegou na residência, suas intenções tinham um lado bom. Ele foi contar que a jovem dama se tornou herdeira de uma boa quantidade de dinheiro, deixada pelo Duque de Hollinburgh. A intenção de Chase ao ir atrás da jovem é, não só confirmar a sua identidade, mas também descobrir qual era a sua ligação com o falecido e, mais ainda, se ela pode ter algo a ver com a morte do nobre. Apesar da primeira informação sobre a morte ser de o homem caiu da varanda de sua casa de campo, as pessoas não tem certeza de que foi um mero acidente, ou um crime. Ainda mais por causa do testamento que foi deixado.

Minerva logo deixa claro que não conhecia o Duque, muito menos era sua amante, como é o primeiro pensamento de Chase. Ela fica tão surpresa quando descobre a quantia que ela receberá, mas percebe que pode ser suspeita do ocorrido, já que o sobrinho do falecido deixa claro que a morte será investigada e não acredita que tenha sido um mero acidente. E, sua tensão aumenta ainda mais, quando descobre que ao se apresentar ao advogado, ela não responderá como Minerva, e sim como Margaret Finley, viúva de Finley. Sendo assim, a jovem fica ainda mais nervosa que o seu passado a faça parecer culpada de algo que ela não tem nenhuma ligação e decide que esse será o primeiro caso a ser investigado pelo Escritório de Investigações Discretas Hepplewhite.

Ela parecia composta. À vontade. Minerva Hepplewhite tinha um nível de autocontrole que o irritava inexplicavelmente.

Sendo assim, ela conta com a ajuda de seus fiéis amigos, Beth e Jeremy, que estão com ela há anos. Além disso, também chama Elisa para ajudar a entender a família do Duque, que irá se reunir para discutir sobre os absurdos que foram descritos pelo testamento. Entre irmãs irritadíssimas e sobrinhos indignados, sobra para Nicholas, o novo duque, a tentar explicar tudo o que será feito e, principalmente, tenta apelar que a família não conteste o último desejo de tio Frederick. E, no meio de tanta gente com raiva, Minerva, que conseguiu se infiltrar como empregada, irá escutar diversas coisas curiosas sobre aquelas pessoas.

Chase logo percebe que Minerva está por ali e propõe que eles se aliem, para poderem compartilhar as informações que eles forem descobrindo, até porque, ela já esta fora da lista de suspeitos. Mas, não há como negar que no meio dessas investigações, uma fagulha de flerte começa a nascer entre eles. Beijos, toques e conversas, despertam emoções nos dois. E é interessante ver como cada um se entrega isso. Principalmente Minerva, que viveu um terror em seu antigo casamento e acreditava não ser capaz de sentir ou despertar essas sensações.

– Existe apenas uma condição. Se eu compartilhar com você, você deve compartilhar novamente comigo.

Enquanto os dois vão se rendendo ao que sentem, também seguem com as investigações sobre a morte do Duque. Pessoas que eles não esperavam, podem ter mentido sobre fatos importantes e, mesmo assim, eles pensam em formas de conseguir proteger essas pessoas, principalmente Chase e Nicholas. Já Minerva vai se envolvendo em casos paralelos que podem ser bastante arriscados. Chegará o momento em que eles vão perceber que podem se unir, não só em seus trabalhos, mas em suas vidas. Resta saber se dará certo e se eles conseguirão desenvolver o mistério que envolve a morte do antigo Duque de Hollinburgh.

Deixando a trama de lado, vamos aos personagens. A primeira Herdeira a ser apresentada, é Minerva. Desde o primeiro momento ela demonstra o quanto é forte. Não hesita em proteger a si e a Beth do invasor noturno. E, conforme as páginas vão passando, é revelado que não é a primeira vez que ela precisa lutar por sua segurança. A personagem veio de um casamento absurdamente tenebroso, onde ficou sem família e presa a um marido violento e que a culpada pela sua impotência. Depois de uma misteriosa ajuda, ela consegue fugir junto com Beth e Jeremy, então aprende meios de se defender. Ela vai aprender o lado prazeroso do amor com Chase e é uma delícia como ela fica quando entende que não tinha nenhum problema. Minerva é uma ótima investigadora e, esse diferencial, a torna uma das mocinhas de época mais diferentes que já li.

– Parece que você quer que eu a seduza. Seria melhor se a escolha fosse sua sem a minha persuasão, Minerva. Eu quero beijá-la. Quero você à beira da loucura agora, mas apenas se você me quiser também.

Do lado Radnor, temos Chase. Ele é sobrinho do falecido duque e primo do atual. Se empenha em descobrir o que aconteceu com seu tio, não só pela própria vontade, mas pelo pedido de seu primo e até do secretário do interior. Ele também tem um passado com um ponto triste, que mexe com suas certeza até hoje, principalmente pela culpa que ele acaba carregando. Além de ser um bom investigador, é um ótimo amigo para Nicholas e está disposto a ajudar a insuportável família que eles tem. Assim como é um homem amoroso, que vai conquistando Minerva aos poucos e se empenha em fazer com que ela se sinta incrível, especialmente depois que descobre como era seu antigo relacionamento.

Nos secundários, do lado de Minerva, temos Beth e Jeremy. Eles seriam funcionários da casa, mas a verdade é que são a família dela. Eles tem uma relação muito bonita de amizade e companheirismo. Mãe e filho se preocupam bastante com a jovem, especialmente por tudo o que ela já passou. Do lado de Chase, temos os primos Nicholas e Kevin. O primeiro assume o posto de duque e precisa lidar com a insuportável família, suas reclamações e exigências. Ele é um pouco brincalhão, mas sabe da responsabilidade que passou a ter. Já o segundo, tem uma pegada mais misteriosa e, com descobertas feitas no decorrer da trama, precisa ser protegido pelos primos. Confesso que estou super curiosa para saber mais sobre ele, já que irá ocupar o posto de protagonista do próximo livro da série.

– Você é extraordinariamente corajosa, Minerva. Corajosa, engenhosa e mais inteligente do que a maioria dos homens. Nunca vi gente como você. 

Sobre a escrita da Madeline, meu contato é bastante recente. Comecei com outra série da própria Charme, a Decadent Dukes Society. Falando sobre Herdeiras do Duque, o que eu achei incrível é que, apesar de ter um nobre diretamente ligado as protagonistas, a nobreza não é aclamada. Pelo contrário. Nesse primeiro, temos uma mocinha ligada com investigações, se metendo em locais que não são muito aconselháveis, mas mostrando o seu valor. O ritmo do livro começa um pouco lento, ainda que a escrita da Maddie, em si, seja cativante. Quando as coisas começando a ganhar ritmo, fui devorando as páginas, por curiosidade não só sobre o casal, mas sobre o grande mistério que ronda a trama, que é a morte do antigo Duque. Como uma pessoa que ama suspense, gosto do fato de ter vários suspeitos, mas nada concreto. Acredito que a autora deve levar isso até o terceiro livro, que na minha opinião, é o mais acertado. A narrativa, como já é costume nos livros de época, é feita em terceira pessoa.

Sobre a diagramação, a Editora Charme já chega com uma capa muito linda. Fiquei apaixonada pelo tom escolhido – por sinal, apesar da capa ser diferente da original, elas seguiram o tom do vestido usado -, o vestido, a delicadeza. Os capítulos são numerados e as páginas tem detalhes de arabescos. As folhas são amareladas, com espaçamento e letras confortáveis para a leitura.

– O que o anda distraindo?
– Você. Todo o meu desempenho nessa investigação não correspondeu aos meus próprios padrões por sua causa. Penso em você o tempo todo. Eu a desejo constantemente. 

Herdeira Profissional marca a chegada de uma nova série de época. Apesar de ter gostado e achado a trama cativante, o livro tem um ritmo inicial lento e, na reta final, depois do casal já ter se encaminhado, senti falta de um toque especial. Sendo assim, deixo quatro Angélicas e fico na expectativa de Herdeira em Seda Vermelha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s