Resenha ‘Croata Deslumbrante – Aline Sant’Ana’

Oi ooooi gente! Hoje eu to chegando com uma resenha rápida, de uma leitura rápida. Perfeita para vocês lerem ainda nesse sabadão! Croata Deslumbrante é o nono conto da série Sem Fronteiras Para o Amor, da Aline Sant’Ana. Eu já estou quase concluindo a leitura dos que já foram publicados e sigo me apaixonando por vários países do Globo Terrestre. Antes de falar mais, vamos a sinopse…

É estranho sentir uma conexão imediata com alguém, não é? Você olha para a pessoa e BOOM!, lá está, o mundo para de girar e você só vive aquele momento.
Comigo aconteceu. Em uma festa, admirando uma desconhecida dançar como se o mundo fosse acabar, foi a coisa mais louca que já vivi.
E a mais incrível também.
Lea González entrou na minha vida em um piscar de olhos. Eu nem pude me defender, e nem quis. Espanhola, viajante, dona do mundo e de si mesma, eu não poderia perdê-la. Não assim, quando tinha acabado de conhecê-la.
Ela poderia morar comigo durante sua temporada na Croácia.
E… eu apresentaria o meu país para ela.
Duas propostas bem loucas para uma desconhecida, né?
E você, aceitaria? Viajar comigo, passar um tempo ao meu lado, desbravando o meu país…
Prometo que você não vai se apaixonar por mim.
Mas dizem que eu sou péssimo em cumprir promessas…

Lea González está com seu passaporte repleto de carimbos, por causa de suas viagens pelo mundo. Ela era centrada, pé no chão, fazia faculdade. Até que acabou perdendo sua irmã gêmea, Lya, em um acidente de carro. E, depois de lutar contra a depressão, entendeu o como sua irmã levava a vida, tão intensamente quanto podia. Então, acabou decidindo largar tudo e seguir em uma viagem pelo mundo.

Quando está na reta final de sua visita a Cairo, no Egito, precisa escolher um novo lugar para onde ir. E, depois de sortear uma letra – a C -, escolheu o país para onde seguiria: Croácia. Sem conhecer nada do local, mas pronta e curiosa sobre todas as peculiaridades que poderiam surgir em seu caminho. E, mal sabia ela o que o novo destino lhe esperaria.

– Cada país tem sua peculiaridade. Eu não sei nada sobre a Croácia, vou ter que descobrir quando chegar lá. 

Já na Croácia, seu caminho irá se cruzar com o de Filip Modrić. Ambos estão em uma festa badalada do país. Ele, junto de seus melhores amigos, é capturado pelos passos de dança dela, fica extremamente atraído e vai até a mulher. A sintonia é instantânea e eles acabam formando um grupo de pessoas curtindo. Então, duas propostas são feitas.

71

Filip propõe apresentar o país a Lea e, não só isso, ele oferece sua própria casa para que ela fique. Como está em período de alta temporada, os hotéis estão caros e ele tem espaço de sobra para recebê-la. Então, depois de alguns dias pensando, nossa aventureira irá aceitar essas propostas e assim, eles se reencontram e começam a explorar pontos que ele está doido para apresentar.

Tome cuidado com a sorte, pensei sozinha. Às vezes, ela te leva exatamente para onde você deveria estar.

Conforme os dias vão passando, mais próximos eles ficam. Lea vai deixando seus muros caírem e vai se abrindo para Filip. Enquanto ele vai se apaixonando a cada dia. Só que ela não deseja se prender a ninguém, sente vontade de continuar o seu caminho. Mas, quanto mais perto chega o dia de partir, mais Lea percebe que quer ficar. Resta saber se ela vai conseguir parar de correr pelo mundo e se entregar aos laços do amor ou se ainda não consegue abrir mão da sua dita liberdade.

Sem mais falar da trama, antes que pule um spoiler, quero falar sobre Lea. Que mocinha querida! Logo de cara percebemos o quanto a morte da sua irmã gêmea a afetou e eu não consigo sequer imaginar como deve ficar um buraco na vida de alguém que perde seu gêmeo. E ela tenta recuperar esse pedacinho fazendo viagens e evitando criar laços e amarras. Constrói muros até para os pais, mas sabe quando a hora chega?! Não tem como resistir a ela. E é tão gratificante poder enxergar ela, de certa forma, se redescobrindo.

Naquela noite, percebi que a intimidade não tem nada a ver com o tempo, e sim com a conexão que criamos com alguém.

Já Filip é um cara que desde o primeiro momento, desperta atenção e seu jeito decidido nos deixa claro que ele sabe o que quer mesmo e está disposto a esperar e lutar para conseguir. Gosto como ele respeita demais o espaço de Lea, ainda que já esteja muito rendido, sabe que ela precisa desse espaço e desse tempo, para poder se acostumar com tudo o que acontece entre eles. Ele tem um jeito doce, que… socorro! Ah, não posso deixar de comentar que uma de suas profissões é tradutor de livros e eu achei isso tãaao legal!

72

Não sei mais como fazer para exaltar o trabalho que Aline vem fazendo com essa série, sem ser repetitiva mesmo! Porque a cada conto, temos uma surpresa gostosa, um jeito dela introduzir os costumes do país e a gente, de certo modo, aprendemos alguns detalhes. Como já disse, essa mulher cria mocinhos 0 defeitos. A gente só queria a sorte de conhecer a Croácia com o Filip também, sabe?! Ainda que tenham parte bem emotivas, a história é muito leve, fluida e gostosa. Novamente, me surpreendi em como terminei rápido, porque fiquei super envolvida. Senti como se a história fosse até mais do que um amor sem fronteiras – e, nesse caso, é literalmente, como vocês vão entender ao ler -, mas também uma forma de se encontrar, encontrar uma liberdade onde não esperamos e de uma forma que não imaginávamos.

Passou a entender que a independência anda de mãos dadas com o amor e uma coisa não anula a outra.

Para quem não conhece a série, vou contar que ela foi criada como um jeito super fofo e lindo que a Aline pensou para agradar suas leitoras. A série nasceu no grupo de leitores dela, onde 12 leitoras ~sortudas~ foram sorteadas e, com isso, puderam escolher o país para onde iríamos viajar, os atores que inspirariam os personagens, os nomes que eles teriam e uma música para isso. Não sei vocês, mas eu adoro essa ideia. Acredito que é o sonho de muitos leitores poder escolher elementos que sempre desejamos e eles serem moldados e escritos por uma escritora que amamos.

70

Sobre a diagramação, eu adoro que a Editora Charme tem um cuidado e um carinho todo especial, mesmo sendo só um e-book! Com uma capa que ressalta o país onde se passa a trama e ainda valoriza o boy. Essa imagem também é usada para iniciar os capítulos, sinalizando quem está fazendo a narrativa.

Croata Deslumbrante é mais um conto dessa série tão incrível, que nos faz querer devorar toda as histórias, desejar conhecer todos os países e culturas, além de entender que amor não tem fronteiras, não tem limites. Vou deixando cinco Angélicas para essa trama, enquanto tomo um fôlego e me preparo para pousar na Arábia Saudita.

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s