Resenha: ‘Uma Surpresa na Primavera – Carrie Elks’

Oi gente! Se tem uma série atual que estou adorando acompanhar é a As Irmãs Shakespeare, da Carrie Elks. Em Uma Surpresa na Primavera vamos conhecer Lucy, a mais velha das irmãs, e entender um pouco de onde vem aquela super proteção que ela tem com as irmãs, se tornando, às vezes, uma mãe coruja. Além disso essa história se passa, na maior parte do tempo, na Escócia. Tem como não amar? Leiam a sinopse que eu já conto porque esse livro me conquistou tanto…

“Lucy Shakespeare é uma advogada de sucesso e, além de ser a mais velha das quatro irmãs, está acostumada a controlar tudo e todos ao seu redor, principalmente a si mesma isto é, até conhecer o lindo Lachlan MacLeish. Lachlan contratou Lucy porque ele precisava da melhor advogada para defender sua herança, a propriedade de Glencarraig, que está subitamente em risco graças ao meio-irmão desonesto. Glencarraig é o único lugar onde as lembranças da família de Lachlan são felizes, e ele não vai desistir disso tão facilmente No meio de todo esse problema, a última coisa que ele quer é uma distração, mas, assim que vê Lucy, percebe que está em apuros. Apesar do esforço de ambos, não demora muito para que Lucy deseje quebrar todas as suas minuciosas regras. E, enquanto viajam da Escócia para Paris e Nova York, ela não pode deixar de se perguntar: Será que, às vezes, vale a pena arriscar tudo?”

Lucy Shakespeare é a mais velha das irmãs e desde a morte precoce da mãe, ela assumiu a responsabilidade de cuidar da família. O pai se afundou no luto, então Lucy fez o que tinha que fazer. Sempre garantiu que as mais novas tivessem o que fosse preciso, sem que elas percebessem como era difícil para uma adolescente assumir todas as responsabilidades pela família. Ela se acostumou a estar no comando de tudo e de todos, mesmo na fase adulta, então é natural que ela ainda se sinta responsável pela felicidade e conforto do pai e das irmãs.

IMG_20200707_153832

Aos 29 anos, Lucy é uma advogada com uma carreira consolidada e com grandes chances de se tornar sócia do escritório em que trabalha. Ela é totalmente dedicada ao trabalho, praticamente em tempo integral, com exceção dos momentos que visita o pai ou fala com as irmãs, então não é nenhuma surpresa quando ela é indicada para assumir um grande caso. O cliente é um empresário americano que recebeu uma herança na Escócia, mas que está sendo contestada pelo seu meio-irmão. Um caso fácil já que o cliente foi nomeado no testamento.

Lachlan MacLeish é um filho ilegítimo, que não teve nenhum suporte do pai e se tornou milionário apenas pelo fruto de seu trabalho. Ele tem investimentos em Miami e Nova York, onde vive, e vem se destacando cada vez mais no mercado financeiro. Quando recebeu a notícia de que seu pai o nomeou como herdeiro da propriedade de Glencarraig nas Terras Altas, ele fica extremamente surpreso, ainda mais porque ela está vinculada ao título de de laird de Glencarraig, ou seja, o líder do Clã MacLeish. Apesar de surpreso, ele não está disposto a abrir mão da herança e é por isso que contrata o escritório de Lucy para cuidar do caso.

“Aprendi com meu pai que a melhor época para começar qualquer coisa é agora. Se esperarmos que as estrelas se alinhem e tudo mais seja perfeito, vamos esperar para sempre.”

O primeiro encontro entre os protagonistas é totalmente profissional já que ambos são workaholics de carteirinha. Mas, apesar disso, a atração é inegável e eles tentam controlar, porque explorar esse sentimento não seria nada bom para os negócios e, principalmente, para a carreira de Lucy. Ambos sempre estiveram no controle de tudo, então perder isso está fora de questão. Mesmo com um oceano entre eles e um caso para vencer, Lucy e Lachlan encontraram uma forma de estarem juntos além da relação advogado/ cliente. Uma viagem para o castelo de Glencarraig vai mudar tudo para eles.

Lucy e Lachlan são personagens mais maduros e com dramas familiares bem marcantes. Compreendem que não é nada ético ter um relacionamento entre eles, mas não conseguem negar que há uma atração muito grande acontecendo e que a viagem ao castelo só concretizou tudo isso. Como eles são mais velhos, é interessante ver um romance, sem tanto drama, nascendo. O que mais atrapalha é a maneira que eles sempre lidaram com suas vidas pessoais, pois sempre colocaram o trabalho na frente de um possível relacionamento. Então é bem legal acompanhar ambos se permitindo viver além de suas carreiras.

“A primeira vez que ele a vira, naquele restaurante de Miami, a achara atraente. Mas ali, no meio das Terras Altas escocesas, cercados por rochas e água intocada pelo tempo, ele podia ver que ela era muito mais que isso. Linda, cativante, encantadora. Ela era uma tentação em forma de mulher.” 

Esse é o primeiro livro que nos mostra mais do passado das irmãs. Lucy esconde um grande segredo das outras e nunca se permitiu revelar, porque se sentia culpada pela morte da mãe. Ela estava no carro no dia que mãe bateu com o automóvel e morreu. Lucy sobreviveu apenas com uma cicatriz na cabeça, muita mágoa e culpa, além da grande responsabilidade que a cercou depois disso. Tudo isso fez com que Lucy crescesse determinada a proteger suas irmãs e o pai de toda a dor. As irmãs estão separadas, vivendo suas vidas, cada uma numa cidade diferente, mas estão unidas no que mais importa. Já o pai, não é o mesmo há muito tempo, e devido ao Alzheimer, as revelações que Lucy tanto tentou esconder, finalmente virão à tona.

Quanto à Lachlan, ele cresceu sendo negligenciado pelos pais. A mãe trabalhava muito para manter a casa, enquanto o pai vivia uma boa vida com sua outra família. Ele encontrou amor e carinho na família do amigo e vizinho, Grant. Foi com eles que Lachalan aprendeu os valores necessários para ser tornar um homem descente. Apesar de sua mãe ser ausente, ele não deixou de cuidar dela quando enfim pode ter meios para isso. E a amizade que ele desenvolveu com Grant foi para vida toda já que ele se tornou seu assistente pessoal e o único amigo em que Lachlan confia.

IMG_20200707_153937

Dizer que amei a temática desse livro é pouco. Os protagonistas são mais reais, com sentimentos e indecisões mais perto do que seria no mundo real. Lucy é uma protagonista e tanto e amei que aquela impressão que eu sempre tive dela, tenha sido comprovada em seu livro. Ela é protetora e responsável, mas sem ser arrogante. Já Lachlan é o mocinho ideal. Tem todos aquele pré-requisitos para fazer as leitoras se apaixonarem. Saindo um pouco dos protagonistas, eu achei bem interessante que a Carrie tenha feito o gancho necessário para a história da última irmã, mas sem deixar de mostrar como os casais dos livros anteriores estão se virando depois do ponto final de suas histórias.

“Ela me disse que a laca de ouro era como uma cicatriz, que deveríamos usar nossas cicatrizes com orgulho, porque elas provam a todos que somos sobreviventes.”

Eu amo o trabalho nas edições dessa série, já que a Verus adaptou cada capa original para que os leitores nacionais pudesse ter capas lindíssimas também. Apesar disso, a capa de Uma Surpresa na Primavera é a que menos gosto, pois não achei que a adaptação captou toda a beleza da capa original. Sem contar que as lombadas só combinam entre si a partir do segundo livro. São detalhes, que podem ser bobos, mas meu TOC de leitora fica incomodado. A diagramação é bem simples, mas é confortável para a leitura. Temos páginas amareladas e a narrativa é feita em terceira pessoa. Apesar da diagramação ser simples, a Carrie colocou nos inícios de cada capítulo um trecho de alguma peça de Shakespeare.

IMG_20200707_154343

Uma Surpresa na Primavera é uma leitura deliciosa. Se passa na maior parte do tempo na Escócia, mas a Carrie ainda carregou seus leitores para Nova York e Paris. Até o presente momento, ele se tornou o meu livro preferido da série, pois finalmente pudemos adentrar completamente no passado e no presente da família Shakespeare e assim entender como cada uma delas se tornou quem é atualmente. É uma história de amor carregada de superação e perdão, pois, às vezes, nem sabemos que precisamos tanto dessas duas coisas para ser feliz. Deixo minhas 5 angélicas e em breve estarei de volta para falar do último livro da série. Até lá. ❤

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

Um comentário em “Resenha: ‘Uma Surpresa na Primavera – Carrie Elks’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s