A Hora do Chá ‘Destinado – Carina Rissi’

Oi ooooi gente! Estou de volta na minha amada coluna e, mesmo com uma semana de atraso, venho dar seguimento as resenhas da Série Perdida. Como já falei, decidi reler todos os livros, enquanto preparo o coração para a despedida final, com o sexto livro. Que, por sinal, a Carina já acabou de escrever. Vamos nos reencontrar com os personagens que tanto amamos mas, dessa vez, Ian que vai contar tudo o que precisamos saber. Mas, antes que mais nada, vamos a sinopse.

Um novo capítulo da história de amor de Ian e Sofia pela perspectiva do cavalheiro que conquista corações por onde passa. Ian Clarke é um homem de sorte e sabe muito bem disso. Ele encontrou a felicidade que tanto almejava ao lado de sua amada (e complicada) Sofia. Não que tenha sido fácil ― mas o que é simples quando o assunto é sua esposa? O destino tem sido gentil, e por essa razão Ian se esforça tanto para ser um bom marido, um bom pai, um bom irmão. Entretanto sua felicidade começa a ruir no baile de aniversário de sua irmã, Elisa. Ian assiste, impotente, enquanto sua vida perfeita se transforma em uma terrível catástrofe. A noite é desastrosa, e Elisa, a menina que ele jurou proteger, se torna alvo de um escândalo. Mas o pior ainda está por vir. Um assunto do passado, um pesadelo que há muito o persegue, retorna para assombrá-lo. Aterrorizado com a possibilidade de perder Sofia outra vez, Ian segue seu coração na tentativa de proteger a mulher que ama, sem se importar com as consequências. Ele só não suspeitava de que o preço a pagar seria tão alto…

Ian Clarke não poderia estar mais feliz. Está casado com a mulher da sua vida e, olha que a princípio, isso poderia ser impossível. Além de ser pai de uma linda menininha arteira e está vendo sua irmã crescer. Ele segue cuidando de seu negócios de cavalos, enquanto Sofia cuida da sua empresa que nasceu com o empreendimento de cremes de cabelo e assim eles vão levando a vida. Dentro do possível, tudo se adaptando.

7

Em meio a tudo isso, o aniversário de Elisa chega e a jovem dará mais um dos famosos bailes dos Clarke para comemorar. A mocinha que já estava apaixonada por Lucas, além de dançar mais do que a etiqueta permite, vai ceder um beijo no jardim e, então, tudo começará a desandar mais rápido do que Ian poderia imaginar.

Escolhas. Dizem que a vida é feita disso, mas ninguém nunca ensina a lidar com as consequências.

O irmão, e chefe da família, obriga que Lucas assuma um noivado com a caçula, para salvar a reputação da mocinha. Só que, apesar de amar o rapaz, Elisa não desejava que esse compromisso acontecesse de forma forçada. E ela não tem a menor ideia dos sentimentos de Lucas, já que o rapaz nunca os confessou. Toda essa situação deixa Elisa muito magoada, com raiva de Ian e eles acabam discutindo. Claro que não é algo que o nosso já amado personagem goste, porque todos os seus esforços são para o bem da menina, que ele cuida desde que seus pais morreram.

O fato é que Ian também tem outro problema para lidar. O celular de Sofia voltou e isso não poderia assombrá-lo mais. Tentando deixar para resolver isso depois, o guarda em uma gaveta em seu escritório. Mas, com tudo o que aconteceu, ele acabou nem lembrando mais da situação. Principalmente quando outra bomba explode, Elisa sumiu. Seu primeiro pensamento é que ela tenha ido para a casa de Teodora, sua melhor amiga.

Acredito que, como tudo o mais na vida, as amizades sinceras surgem nos lugares mais inesperados e justamente nos momentos em que mais precisamos.

Só que Elisa não está lá. E, após contar para Sofia o que aconteceu e ela ligar os pontos, o casal percebe o que aconteceu: Elisa foi parar no século 21. E a fada madrinha de Sofs aparece para confirmar a situação, além de avisar que nossa heroína precisa voltar e resgatar a cunhada, sem Ian. Coisa que ele não está disposto a deixar acontecer e se joga junto com a esposa no clarão que os leva para o mundo atual. E muita confusão está a caminho agora.

8

Não será tão fácil achar Elisa no mundo caótico que a gente se encontra, mesmo com a ajuda de duas pessoas muito especiais para Sofia: Nina e Rafael. Juntos, os quatro vão para diversos lugares, enfrentam diversos problemas – até mesmo de saúde -, enquanto lidam com uma perda de memória de Ian, que vai se agravando com o passar dos dias. Nossa mocinha começa a entender que seu tempo está contado e precisa correr, antes que perca tudo o que conquistou. Ao mesmo tempo que vamos revisitando alguns momentos dos livros anteriores, mas pelo ponto de vista de Ian Clarke.

– Não existe nada mais extraordinário do que encontrar alguém que nos ama da maneira que somos. E você sempre me aceitou do jeito que sou, sem jamais tentar me mudar. Eu ultrapassei obstáculos, medos e inseguranças, o mundo todo, para poder estar com você. E faria tudo de novo. Porque eu te amo.

Bom, vou parando de falar da trama que, acreditem, não falei nem metade. Vocês não imaginam as coisas que essa turma vai passar. Falando dos personagens, dessa vez, Ian vem primeiro, já que assumiu a narrativa do livro. É muito mais apaixonante ver as coisas pelo ponto de vista dele. É inevitável não se render mais ainda aos pés desse mocinho que é sem defeito algum, meu Deus. Não tem como não ficar tocada com todo o amor que ele tem por Sofia, Marina e Elisa. O carinho que vai desenvolvendo por Nina e Rafael. A gratidão que tem por Madalena e Gomes. O respeito que tem por seus animais. É tanta coisa que faz com que ele seja um sonho. Sofia é uma menina de sorte.

E falando de Sofia, preciso dizer que senti o tanto que ela amadureceu nesse livro. Ela ainda tem seu jeitinho maluco para algumas coisa? Tem. Ainda sim, também consegue ser mais focada, mais preocupada. Claro que pode estar ligado a toda a situação em que eles estavam passando e precisando que ela fosse centrada, mas como um todo, senti essa evolução muito boa nela. Amo todo o jeito dela em relação ao Ian, mas o lado cunhada é maravilhoso, o lado amiga, vê-la tanto tempo junto de Nina e Rafael. E o seu lado mãe é a coisa mais fofa possível.

– […] Pelo amor de Deus, nunca vi duas pessoas tão propensas a se meter em encrenca como você e a Sofia! Não é à toa que foram feitos um para o outro.

Falando dos secundários, grande parte da trama gira em torno de Elisa, mesmo não estando presente. E, como já disse, eu sou apaixonada por ela. Acho uma personagem tão doce e cativante. Por sinal, o próximo livro é dela e tivemos o gancho aqui. Apesar de já conhecermos Nina e Rafael e, inclusive já saber qual a conexão que o rapaz tem com Sofia e Ian, foi muito bom poder ver mais deles. Eu adorei as interações do Rafa com o Ian, foram sensacionais. E, claro, Gomes e Madalena, sempre sendo queridos e amados. Eles ainda nos trazem uma surpresa super fofa dessa vez!

721

Como já comentei, essa está sendo uma releitura e, serei honesta, eu gostei muito mais desse livro lendo pela segunda vez. Talvez seja o meu próprio amadurecimento, que juntei com o dos personagens, que me fez gostar mais. Não só pela narrativa do Ian, mas por ver que o amor deles é mais forte que tudo. O ritmo não é tão rápido quanto os outros, nem a trama tão engraçada, ainda que as loucuras estejam no caminho. Mas segue sendo muito gostoso de ler. Deixar Ian assumir a narrativa foi uma boa aposta, principalmente em alterar fatos novos, com as lembranças de momentos importantes para o casal.

Afinal, eu estava destinado a amar aquela mulher, e apenas ela. Não havia nada tão certo no mundo quanto Sofia e eu.

Na parte da diagramação, assim como a narrativa, Ian assume a capa também! Vale a curiosidade de que é a única capa dos livros da Carina, onde o mocinho brilha sozinho! Podemos ver o tão encrenqueiro celular e Sofia correndo lá atrás. Eu adoro essa pegada mais engraçadinha. Por dentro, temos simplicidade. As folhas amareladas, com letras e espaçamento bastante confortáveis para a leitura.

Destinado é o terceiro livro da série Perdida e nos mostra um outro lado desse casal que já é tão amado. Com Ian assumindo a frente e se passando no século 21, ao invés de no século 19, temos mais confusões e muito mais amor. Por a resenha ter atrasado, eu volto ainda esse mês com Prometida, livro da Elisa e Lucas. Deixo minhas cinco Angélicas.

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

Nota: Antes dessa resenha ir ao ar, houve uma polêmica envolvendo Perdida, no dia do #BlackOutTuesday. Críticas foram feitas a ‘Nota da Autora’ do primeiro livro, onde Carina diz que não incluiu a escravidão por preferir esquecer que esse fato aconteceu. Em um momento onde exaltamos a luta negra, não havia nada mais certo do que me calar, ouvir e refletir o que as pessoas estavam apontando. O que eu nunca tinha pensado, fez sentido. Não estou aqui para cancelar a Carina, a série ou algo assim. A própria já divulgou uma nota onde diz que pediu a Verus para alterar as próximas edições. Peço que antes de vocês chamarem de mimimi, escutem o que as pessoas estão dizendo, aprendam. Evoluir é constante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s