Resenha ‘A Pequena Livraria dos Sonhos – Jenny Colgan’

Oi ooooi gente! Hoje eu trouxe a resenha de uma romance bem gostosinho, perfeito para ler tomando chocolate quente. Se trata de um dos livros da coleção Romance de Hoje, da Editora Arqueiro. Mas, não vão pensando que é uma série. Na real, são livros únicos de autoras e com romances que se passam na atualidade. Então, vou apresentar um deles para vocês. Vamos a sinopse…

Nina Redmond é uma bibliotecária que passa os dias unindo alegremente livros e pessoas – ela sempre sabe as histórias ideais para cada leitor. Mas, quando a biblioteca pública em que trabalha fecha as portas, Nina não tem ideia do que fazer.
Então um anúncio de classificados chama sua atenção: uma van que ela pode transformar em uma livraria volante, para dirigir pela Escócia e, com o poder da literatura, transformar vidas em cada lugar por onde passar.
Usando toda a sua coragem e suas economias, Nina larga tudo e vai começar do zero em um vilarejo nas Terras Altas. Lá ela descobre um mundo de aventura, magia e romance, e o lugar aos poucos vai se tornando o seu lar.
Um local onde, talvez, ela possa escrever seu próprio final feliz.

Nina Redmond é uma bibliotecária que tem verdadeira veneração por livros. Seja no trabalho, seja na sua casa e, até mesmo, nos seus sonhos. Mas, o mercado editorial não está no melhor momento e ela acaba demitida, já que o local em que ela trabalha vai se atualizar e ela não encaixa mais no perfil. A mulher acaba sem o emprego, sem saber o que fazer e quase sendo intimada a se mudar, de tanto livro acumulado.

714

Nossa mocinha sempre teve o sonho de ter sua própria livraria e, sem a perspectiva de um emprego seguro, porque não investir no que sempre teve vontade, certo?! Só que ela não tem dinheiro para comprar ou alugar um local, sem falar nos impostos. Quando tudo parece perdido, Nina encontra um anuncio de venda de uma van, que irá trazer esperanças de novo.

– E ninguém nunca vai ler, porque a sua lista de leituras já é mais alta do que eu!

Até pra conseguir que o antigo dono da van conclua a venda não será fácil e ainda tem vários documentos a preencher, até que perceba que não tem outro jeito de manter seus planos, sem que tenha que se mudar para a Escócia, para uma cidade bem menor do que a que está acostumada a morar.

Quando se instala em Kirrinfief, Nina percebe que está numa cidade bem menor, em um cenário novo e lindíssimo, novas oportunidades, pessoas acolhedoras, chances de mudar vidas e leitores, vários homens solteiros e a casa perfeita, com um locatário e suas ovelhas, dispostos a chamar sua atenção. Sua vida tem uma guinada de 360º e isso faz muito bem para quem ela é e quem ela pode ser.

Porque a vida é assim, não é mesmo? Se pensarmos em cada pormenor que pode influenciar nosso caminho de mil maneiras, umas boas e outras ruins, nunca faremos mais nada.

Falando sobre Nina, eu acredito muito que ela é uma personagem que evoluí do início ao fim da história. Ela começa como um funcionária passiva e desempregada, para alguém que vai em busca de seu sonho, mesmo que isso signifique arriscar tudo. É um máximo ver o quanto ela ama mesmo o que faz, ama o desafio de achar o livro perfeito para o leitor, como se fosse formar o par perfeito. E, para nós leitores, isso é algo para aquecer o coração.

712

Apesar dela ser o principal apelo do livro e o seu crescimento pessoal, claro que outros personagens que ajudam ela, durante sua caminhada. Sua melhor amiga, Surinder; Marek, o maquinista que ajudará em alguns momentos e Lennox, o dono da casa que ela irá alugar. Existem outros, mas esses três é que terão mais participação na evolução de Nina.

Quando ficava triste, os livros eram seu consolo; quando se sentia só, eram eles seus amigos. Eram eles que cuidavam do seu coração partido e a encorajavam a manter a espernaça quando estava na pior.

Foi o meu primeiro contato com a escrita de Jenny Colgan e sua narrativa em terceira pessoa. E, ela me conquistou. O romance contemporâneo com a pegada de chick-lit, ainda que lide com assuntos de forma mais séria e direta. Tem a parte de romance? Tem sim. Mas, o foco é totalmente em Nina e sua busca pela realização pessoal e profissional. A trama é leve, nada daqueles grandes dramalhões. É um livro rápido, gostosinho, bem good vibes e para nos fazer passar o tempo de forma agradável. A autora ainda ganha pontos por escolher a Escócia – com direitos a kilts – como ambientação. E, leitor querido, preparem-se para referências a vários personagens que já conhecemos!

Na parte da diagramação, temos uma capa super lindinha! Impossível não se apaixonar de cara por ela, que ainda tem esse título, pra conquistar qualquer leitor do gênero. Por dentro, os capítulos são abertos com um desenho de Nina e sua pilha de livro e as divisões são marcadas pela van. As páginas são amareladas, com espaçamento e letras confortáveis para a leitura.

Queria ser durana como Katniss Everdeen, inflexível como Elizabeth Bennet, corajosa como Hermione.

A Pequena Livraria dos Sonhos é o meu primeiro contato com a Coleção Romances de Hoje da Editora Arqueiro e já quero me jogar nos outros, que ainda contam com mais duas autoras. Vou deixar quatro Angélicas para essa leitura que faz o nosso coração aquecer.

CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

Um comentário em “Resenha ‘A Pequena Livraria dos Sonhos – Jenny Colgan’

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s