Maratona de Férias 2020: ‘Frozen II’

Oi gente!! Dia 02 de janeiro chegou aos cinemas brasileiros uma das sequências mais esperadas da Disney: Frozen II. O primeiro longa da franquia estrou em 2013 e foi uma verdadeira febre entre as crianças. Pra todo lado tinha alguém cantando uma de suas músicas, fazendo festas no tema ou comprando material escolar com os rostos de Elsa e Anna estampados. Assim que a sequência foi anunciada, o fandom já ficou preparado para mais uma aventura e para a música chiclete da vez. Essa semana eu fui conferir o novo filme e vim contar o que achei, mas primeiro fiquem com a sinopse e trailer…

“De volta à infância de Elsa e Anna, as duas garotas descobrem uma história do pai, quando ainda era príncipe de Arendelle. Ele conta às meninas a história de uma visita à floresta dos elementos, onde um acontecimento inesperado teria provocado a sepaação dos habitantes da cidade com os quatro elementos fundamentais: ar, fogo, terra e água. Esta revelação ajudará Elsa a compreender a origem de seus poderes.”

 

Todos estão felizes em Arendelle. O reino prosperou após a abertura dos portões; Anna tem um relacionamento sério com Kristoff; Olaf, o nosso amado boneco de neve, continua divertidíssimo, mas anda se perguntando sobre tudo; Mas ainda temos uma Elsa inquieta e que começa a ouvir uma voz que a chama para além do reino. Ela nunca viveu com tranquilidade já que ainda muito pequena foi totalmente isolada no castelo. Ela nunca soube de onde vinha seus poderes e apesar de termos finalizado o primeiro filme com todos aceitando seus poderes, Elsa nunca mostrou realmente quem era e agora pode ser que isso aconteça.

A trama começa a ser explicada pelos flashbacks da infância de Elsa e Anna. Tudo isso antes do isolamento de Elsa, quando elas ainda brincavam e os pais não tinham medo dos poderes da filha mais velha. Os dois contam histórias do passado para as filhas pequenas e a gente começa a entender melhor essa família. Tudo vai bem em Arendelle, mas logo o arco principal é apresentado já que Elsa deseja ir além de Arendelle e entrar na Floresta Proibida. Diferentemente do primeiro filme, Anna não permite que Elsa embarque nessa missão sozinha e logo percebemos como Anna continua protetora com a irmã e apesar de ser Elsa que tenha os poderes, é Anna que tende a proteger Elsa.

Logo embarcamos numa nova aventura, onde não sabemos o que esperar e nem mesmo quem vai proteger quem no final. A única coisa que sabemos é que Elsa finalmente encontrará as respostas que se fez durante toda a sua vida. As vozes que Elsa escuta explicarão melhor o seu passado, a natureza de seus poderes e até mesmo os segredos que construíram Arendelle. Não será nada fácil entrar numa floresta que guardar os segredos de gerações, mas logo as irmãs, Kristoff, Olaf e Sven esbarram na primeira etapa da ventura e conhecem a tribo da floresta e antigos soldados de Arendelle que ficaram presos na floresta há muitos anos e que não podem sair até que o feitiço que os aprisionaram seja quebrado. E aí que Elsa entra.

Voltando aos flashbacks da infância das meninas e dos pais delas, acabamos conhecendo também a história de como o Rei Agnarr e a Rainha Iduna se conheceram e como fatalmente morreram naquela viagem de navio. Frozen II apostou muito em nos esclarecer as origens de tudo, então estamos sempre dando um passo no passado para conhecer o presente e finalmente construir o futuro. As respostas inicialmente são confusas, mas Elsa está determinada a descobrir quem ela é mesmo que para isso tenha que afastar a irmã e mantê-la em segurança.

Frozen II manteve o enredo focado em seus personagens já apresentados. Temos uma adição muito pequena, mas a trama ainda é desenvolvida para fazer as irmãs brilharem. Ambas estão mais confiantes e buscam se encontrarem. Elsa passa de uma rainha assombrada pelos poderes para uma rainha que é livre e que já não se cobrando tanto como fazia antes. A gente vai percebendo essas mudanças no visual da personagem que vai realmente abandonando aquele penteado e roupas formais que vimos na coroação. Já quanto a Anna, ela sabe quem é e percebemos como aquela princesa ingênua se transformou numa mulher forte e determinada.

Esse amadurecimento também acontece no relacionamento das irmãs. Elas viveram tantos anos separadas que agora tentam se proteger de tudo. Quando Elsa decide ir atrás da voz, Anna não só assumi a missão de ir com a irmã como também acredita que precisa estar lá para proteger Elsa. Ambas tomam a frente das missões e apesar de ser a Elsa quem encontra a verdade fica a cargo de Anna resolver os enigmas. Eu sou apaixonada pela forma que as duas personagens foram moldadas, pois elas realmente são protagonistas de suas próprias histórias.

Kristoff e Sven tiveram suas participações mais reduzidas, pois mais uma vez a jornada é das irmãs e Anna em vários momentos, mesmo sem perceber, escolhe Elsa no lugar de Kristoff. Agora quem faz todo mundo rir mesmo que se tivesse um minuto no filme é Olaf. É sensacional o resumo que o boneco de neve faz do primeiro filme e é impossível que você não dê boas risadas. Mais não só de risos, ele é feito né? Mais uma vez teremos um momento emotivo com ele e eu, como uma boa chorona, fiquei lá em lágrimas junto com a Anna.

E o que seria de Frozen sem uma trilha sonora impecável, heim? Apesar de estar cansada de tanto cantar as músicas do filme anterior e de saber que ela foi um verdadeiro sucesso de crítica na época, eu ainda gosto mais da trilha do filme atual. Frozen II tem uma trilha sonora impecável e apesar de não ter nenhuma música chiclete como foi com Let it Go (Livre Estou), eu fiquei completamente apaixonada por Into the Unknown (Minha Intuição). A música é linda e combina muito com a Elsa e a história. Mas é Show Yourself (Vem Mostrar) que tem o maior poder de mudança na trama e na própria Elsa. Eu fico chateada que essa trilha não tenha sido recebida com o mesmo entusiasmo que a primeira. Eu falei sobre as trilhas numa matéria linda, então é só conferir o nosso Solta a Playlist dos dois filmes da franquia.

Frozen II apostou alto nos efeitos visuais e como eu assisti numa sessão 3D, eu pude conferir esses efeitos melhor ainda. Várias cenas estão deslumbrantes, principalmente naquelas onde os quatro elementos (água, ar, fogo e terra) são apresentados. Tem um jogo de cores impressionante e nas últimas cenas da Elsa no mar, são maravilhosas. Não vou nem falar dela lutando e/ ou domando o elemento da água. Maravilhoso é pouco para descrever como o filme está bonito. Ele pode até não ter uma canção que vá grudar na sua mente e nem seja uma trilha premiada como foi com seus antecessor, mas Frozen II é muito mais interessante e olha que estamos falando da sequência de um filme incrível.

A sensação que eu tive ao assistir Frozen II é de que estive vendo uma segunda parte de Frozen. Todas as minhas perguntas foram esclarecidas e eu sai do cinema feliz. Não acho necessário que se faça mais filmes, mesmo que o público peça por isso, pois acredito que todas as pontas foram bem arrumadas e o final foi incrível. A minha filha Catarina, tem 4 anos, então não nasceu no boom de Frozen, mas a gente já assistiu tantas vezes que eu sei até as falas e é claro que tava toda feliz por ir ver a sequência. Ficamos lá as duas apaixonadas por cada nova cena. Eu recomendo demais que você saia agora mesmo e vá assistir mais essa aventura. A jornada de Elsa e Anna só se tornou mais interessante em Frozen II. Eu fico por aqui e espero que vocês possam pegar a dica e assistir essa animação que está lindíssima.

 

9 comentários em “Maratona de Férias 2020: ‘Frozen II’

  1. Oiiiie…
    Aiiiiiiiiii, eu sou apaixonada por Frozen, de também saber todas as falas e as músicas hahaha então imagina minha ansiedade em ver Frozen II, que ainda não consegui rs
    Sua crítica só me fez mais curiosa.
    Eu amo que eles vão explorar mais o passado das irmãs e que ótimo que o foco continua sendo elas, por mais que eu ame os demais personagens e queira revê-los – principalmente o Olaf kkkk ❤️
    Parabéns pela crítica, tá linda. Beijos

    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtir

  2. Não adianta, Frozen é que nem Unicórnio, pegou não tira mais hahahahahaha, não asissti as animações e não pretendo, pois não curto muito. Mas com certeza a história das irmãs é interessante. A Disney estava devendo aos seus fãs duas Princesas que grudasse feito chiclete. E conseguiu o feito ♥

    Curtir

  3. Frozen 2 é incrível, tive a oportunidade de assistir na CCXP 2019 como convidado e assisti novamente esse ano com meus amigos. A história é incrível com tanta riqueza de detalhes é impossível não adorar

    Curtir

  4. Oi Dri! Quero começar por um ponto que você falou sobre estar vendo uma continuação. Na época da divulgação, foi assim mesmo que o diretor falou. Que esse filme nem deveria ser considerado uma sequência de história, mas como uma única história, que precisou ser dividida em 2 filmes por causa do tempo. Eu to com mt mt mt mt vontade de ver esse filme logo. Sei que ele não foi tão bem recebido quanto o primeiro, mas acho que é até apego também. Eu amei a crítica. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s