Maratona de Férias 2020 ‘Stranger Things – 3ª Temporada’

Oi ooooi gente! Vamos dar seguimento a nossa Maratona de Férias, já que a ideia é desafogar a quantidade de críticas de séries que temos e, muitas delas, do meio de 2019 para cá. Então, a minha escolha para começar a extensa lista que me pertence, é a terceira temporada de Stranger Things, que estreou lá em julho, bem no final de semana do dia da Independência Norte Americana. E isso é trabalhado na série. Dessa vez, o nosso amado grupo não é formado mais de criancinhas, mas sim, por pré adolescentes. Enquanto lidam com alguns problemas da idade, ainda vão precisar enfrentar novos perigos.

É 1985 em Hawkins, Indiana, e o verão está esquentando. As aulas acabaram e há um novo shopping na cidade, e a turma de Hawkins está crescendo. O romance floresce e complica a dinâmica do grupo, e eles precisarão descobrir como crescer sem se separarem. Ao mesmo tempo, o perigo aparece. Quando a cidade é ameaçada por velhos e novos inimigos, Eleven e seus amigos são lembrados que o mal nunca acaba; ele evolui. Agora eles precisam se unir para sobreviver, e se lembrar que amizade é sempre mais forte do que o medo.

Desde o final da segunda temporada, um bom tempo se passou. Nossas crianças estão crescendo e, uma aparente, paz se instalou em Hawkins, ainda mais durante um delicioso verão. Dustin (Gaten Matarazzo) foi para um acampamento, Lucas (Caleb McLaughlin) e Max (Sadie Sink) seguem namorando e brigando, assim como Eleven (Millie Bobby Brown) e Mike (Finn Wolfhard) seguem no clima de matar a saudade e Will (Natalie Dyer), Steve (Joe Keery) e Jonathan (Charlie Heaton) estão trabalhando pós escola. Joyce (Winona Ryder) segue lidando com o luto e Hopper (David Harbour) com a filha adolescente que está namorando.

O problema é que a paz tem fim. Os russos estão tentando reabrir a passagem para o Mundo Invertido e Joyce é a primeira a sentir isso e começar a se preocupar, logo após perceber que os ímãs não funcionam mais. Ou seja, no fundo, o Devorador de Mentes ainda está a espreita, mesmo do Mundo Invertido. E sua tática é possuir a maior quantidade possível de cidadãos de Hawkins. E, para isso, escolhe o corpo de Billy (Dacre Montgomery) para “liderar” o ataque.

bP63nZNyhmazGNxGTz9bA9.jpg

Enquanto Hoper e Joyce rumam para encontrar Murray (Brett Gelman) e ter a ajuda dele para compreender um dos cientistas russos, ao mesmo tempo em que se preocupam com seus filhos e amigos; Mike, Lucas, Will, Max e Eleven vão lidando com os perigos, já que o Devorador de Mentes está atrás da menina com poderes. Jonathan e Nancy vão investigando tudo o que podem, sobre como o grande vilão está construindo sua volta e, por fim, Steve, Dustin, Erica (Priah Ferguson) – a irmã de Lucas – e Robin (Maya Hawke) – a novata da temporada – estão infiltrados na sede dos russos, para saber sobre os planos.

Ou seja, assim como na temporada anterior, temos mais de uma frente de “batalha”. Onde os personagens vão se dividindo, formando sub grupos, com suas tramas próprias e importância para a resolução do problema. A verdade é que se torna até difícil escolher qual grupo a gente gostaria de estar junto. Já que todos tem seus momentos bons e ruins.

A34_promo_stills_022519.0043_R.0

Como ter seu forte nas grandes referências, elas não poderiam deixar de marcar presença no terceiro ano da série. Com a série se passando em 1984, cientistas russos como vilão, nós tivemos a Guerra Fria sendo apresentada e representada. Mas, ela vem naquela pegada clichê dos grande vilões russos vs os grandes mocinhos americanos, que tanto estamos acostumados a ver, não podemos negar. Mas, isso também rende momentos bem engraçados com os personagens, principalmente com Erica e Dustin. Além disso, temos a chegada dos grandes shopping as cidades, os looks babadeiros e coloridos e as músicas incríveis, que vão desde Madonna a Wham!.

A verdade é que essa terceira temporada, chegou desde de um período maior de pausa e o medo de que o ritmo tivesse se perdido, ainda mais depois de uma segunda temporada lenta, era grande. Mas, pareceu que tudo só serviu para a evolução. É incrível como o ritmo é delicioso, com misturas de momentos de tenção, suspense, investigação; enquanto temos alívio cômico, a amizade crescente de Max e Eleven, enquanto Lucas e Mike se desesperam em como compreender suas namoradas. Assim como temos a discussão de o quanto Eleven tem sua vida podada e controlada, por causa de seus poderes.

stranger-things-3-steve-dustin.jpg

Os Irmãos Duffer acertam ao fazer uma linha narrativa onde destacam os personagens, suas personalidades, seus desenvolvimentos, enquanto ainda mostra a construção da nova ameaça a cidade. Tudo isso abrilhantando os personagens, sejam eles já amados ou novatos. Em resumo, apresentando a melhor temporada de uma das séries mais popular dos últimos anos.

Mas, a série culmina em um final que abalou e vai abalar muitos fãs. Todo o arco final é muito bonito e tocante, mas bem triste também. Ao mesmo tempo que mostra que os showrunners não tem medo algum de ousar. Além de deixar um cliffhanger capaz de fazer os fãs viajarem em diversas teorias e manter os corações bem apertados.

Stranger-Things-3-Final-Explicado.jpg

E, como uma triste opinião final, acredito demais que estamos nos encaminhando para o final de Stranger Things. Mesmo que com as teorias que existem e que possam servir de pano de fundo para a quarta temporada – que já foi confirmada, mas ainda sem data -, após aquela cena pós créditos, uma hora os bons ganchos a serem explorados, sem se tornarem repetitivos, irão esgotar. Fora a idade dos atores, que já estão ficando cada vez mais distantes das de seus personagens. Basta saber se nossa amada Netflix tem algum plano para esse grupo tão amado.

 

 

 

12 comentários em “Maratona de Férias 2020 ‘Stranger Things – 3ª Temporada’

  1. Eu AMO essa série e achei a terceira temporada INCRÍVEL!
    É muito legal mesmo acompanhar os sub grupos e a gente fica dividido real hahaha
    Destaco muito a amizade da Max e da Eleven e a Robyn, que roubou muito a cena. Assim como a Erica. Novos personagens que acrescentaram demais na série.
    To bastante ansioso pela próxima!

    Curtir

  2. Oiiiiiiie
    Ai Raí, eu não tenho uma grande vontade de assistir essa série rs. Todo mundo quer me matar quando eu digo isso, então não seja uma dessas pessoas, por favor rsrs. Eu meio que me obrigava a sentir vontade de ver, por todo o sucesso que é a serie, e a cobrança de todas as partes para que eu visse rs. (Ficava me sentindo por fora igual aconteceu com GoT rs) Acho que essa cobrança de ‘você tem que assistir e amar’ me deu essa travada rs.
    No entanto, sua crítica está incrível, e assim como fiz com GoT, vou dar uma chance mais pra frente, pqe acaba que agora eu tenho tanta série pra ver que acabo passando na frente dessa.

    Beijos

    Curtir

  3. Uma série clichê americana, mas que agente adora. Claro!
    Não conhecia, nem faz muito o estilo que gosto mas só pela resenha já deu vontade de assistir.

    Curtir

  4. ola tudo bem?
    Eu não conhecia a temporada de Stranger Thing, mas ler a texto me pareceu algo teen muito propicio para o publico nesta faixa etária.O interessante é que nos traz a lembrança dos ocorridos nesta epoca .
    Achei muito interessante e quando tiver um tempinho vou conferir..

    Curtir

  5. Olá, tudo bem?

    Eu acho Strangers Things bem legal, mas a primeira temporada é de longe a melhor de todas pela novidade e inovação, mas também pelo simples fatos dos atores serem bem crianças. É interessante a série do meu ponto de vista por utilizar de ideias e conceitos de tantos filmes, séries ou livros das últimas décadas.
    Abraço!

    Curtir

  6. Olá Raissa, Tudo bem?
    Gostei do seu post, confesso que não tive vontade de parar e assistir a série, embora todos falem bem. Mas vi uns episódios aleatórios, e realmente parece ser boa, mas mesmo assim não quiz assistir, estou com problemas para ver série na verdade. Gostei do seu post. Abraços

    Curtir

  7. Oie, tudo bem? O que dizer de Stranger Things? É uma das melhores séries já feitas pelo Netflix. O enredo, os personagens, a fotografia, a edição de imagem também é incrível. Lembro quando lançou a primeira temporada assisti num único final de semana. A terceira temporada também me surpreendeu. Ainda mais com a trilha sonora. Aquela música do filme História sem fim lembra muito minha infância. Um abraço, Érika =^.^=

    Curtir

  8. Olá! Eu só assisti a primeira temporada, então, ler tudo isso me deixou animada (mesmo com spoiller) hahah Não sei quando continuarei a assistir, mas eu lembro que tava muito animada com ela. Aposto que continua tão boa quanto. E que ótimo ver como os personagens evoluíram tanto. Parabéns pela resenha ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s