Resenha ‘A História do Universo Para Quem Tem Pressa – Colin Stuart’

Oi ooooi gente! Hoje a resenha vem um pouco diferente das demais, ela vem mais no estilo indicação. Afinal, estamos acostumadas a resenhar diferentes tipos de gênero – podem falar, somos bem ecléticas haha -, mas, hoje venho trazer um pouco sobre um livro que vem contar a história do cinema. É o novo livro da Coleção História Para Quem Tem Pressa. Aqui no Além, já falamos sobre a história do Século 20 e a do Cinema. Dessa vez, vamos tratar de todo o Universo.

Os grandes mistérios e maravilhas do céu noturno sempre nos fascinaram, intrigaram e divertiram, desde os primeiros passos na Terra. Hoje, continuamos nos esforçando para entender o nosso lugar no cosmos. O século 20 foi palco de importantes e assombrosas descobertas sobre o nosso próprio planeta, o sistema solar, as estrelas e as galáxias. Contudo, ainda buscamos respostas para inúmeras questões – o que é matéria escura? Estamos sozinhos no universo? É possível viajar no tempo? –, e essa busca nos proporciona uma valiosa compreensão da vastidão e das infinitas possibilidades do espaço universal que ainda estamos por descobrir. O universo, considerando-se a sua imensidão, pode ser assustador, mas neste livro de fácil compreensão embarcamos numa viagem incrível através de todas as descobertas astronômicas fundamentais, desde as resultantes de crenças de civilizações antigas até as oriundas de pioneiras e recentes observações das ondas gravitacionais, previstas por Einstein mais de 100 anos atrás. Nunca houve ocasião melhor para começar a entender os mistérios do universo, e este guia essencial do cosmos é o melhor ponto de partida.

Falar sobre o Universo é imaginar vários detalhes que fazem parte dessa concepção. O legal dessa coleção, como já falei antes, é uma uma boa quantidade de conhecimentos, compactadas em umas boas 200 páginas e de forma leve.

Na infância, os adultos nos contam histórias maravilhosas sobre duendes, dragões e bruxas, mas o universo sempre foi o mais mágico do que qualquer conto de fadas.

Como já disse lá no livro sobre o Século 20 e se encaixa bem para esse aqui, é uma forma de relembrarmos coisas que aprendemos na escola e até mesmo novas informações. Todas bem dividas e sinalizadas em nove capítulos. Vamos falar sobre os primórdios da astronomia – falando até sobre zodíaco e horóscopo SOS -, o Sol, a Lua, o Sistema Solar, as estrelas, galáxias. Até mesmo sobre o Universo e, por quê não, um Multiverso. Alô alô fãs de Marvel e DC *brincadeira*

674.JPG

Honestamente, a parte de ciências nunca foi minha parte preferida na escola. Eu sou totalmente de humanas, mas o livro consegue prender nossa atenção. Fiquei com muito medo de só ter gostado dos dois anteriores, por gostar dos assuntos. Mas, ficou provado que não. E acho que isso é totalmente mérito do formato que o livro propõe.

Se puder destacar as coisas que mais gostei, preciso falar sobre todo o capítulo três, que engloba todo o nosso Sistema Solar. Dentro dele, todos os planetas tem seu destaque, além de falarem sobre planetas anões – vale falar que Plutão foi reduzido a um Planeta Anão e nessa parte, eles explicam a diferença para a classificação. E, uma coisa que me divertiu, foi que tem uma frase que serve de ajuda para decorar a ordem dos planetas: “Minha Velha Traga Meu Jantar: Sopa, Uva, Nozes e Pão. E, gente, eu juro que nunca tinha ouvido falar nisso, mas achei sensacional haha.

Nada dura para sempre. O fato de estarmos aqui, no meio deste universo, para refletir sobre seus grandes mistérios é um privilégio, algo que deveríamos aprender a valorizar.

Outra coisa muito boa, ainda mais nesse 2019 maluco, onde existem terraplanistas – por quê,  Deus?! – foi falar sobre o descobrimento do formato da Terra. Nem na Idade Média isso acontecia, segundo o autor cita. Um antigo matemático grego, de nome Eratóstenes que descobriu e isso sem sair do Egito. E explica como ele pode entender esse fato. Além disso, fala que os gregos antigos não só sabiam sobre o formato do nosso planeta, como tinham uma boa ideia sobre o fato do quanto era grande. Então, sério, é ainda mais louco imaginar que há séculos e séculos e sem metade da tecnologia e informações, as pessoas já sabiam sobre o formato do globo. Mas hoje existe que tem toda a certeza de que a Terra é plano! Não dá, gente.

675.JPG

Sobre a diagramação, o trabalho da editora continua muito legal. Acho as capas são sempre uma graça, com desenhos, referências a pessoas famosas e marcantes para o assunto. Por dentro, as folhas seguem sendo brancas, o que cansa um pouco nossa vista, mas nada demais. Os letras e o espaçamento são confortáveis para a leitura e também tem uma série de figuras para complementar os textos.

A Coleção A História Para Quem Tem Pressa pode interessar a adultos e a crianças, que podem usar até mesmo para pesquisas escolares. Gostaria muito de ter tido algo assim, na minha época. Interessante, compacto e rápido. Deixo as minhas quatro Angélicas.

CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

7 comentários em “Resenha ‘A História do Universo Para Quem Tem Pressa – Colin Stuart’

  1. Tudo bem Raíssa? Primeiramente, obrigado por compartilhar. Esse é possivelmente o tipo de leitura que mais me agrada, então entender perfeitamente o que você quer dizer com “ficar presa”. Acho que contemplar essas coisas tem dois efeitos, trazer mais humildade quando percebemos o quão insignificantes somos comparados à existência, e despertar uma vontade maior de viver por entender que o tempo por aqui é curto. Mais uma vez, obrigado pelo compartilhamento e parabéns pela escrita. Um abraço.

    Curtir

  2. Não conhecia a coleção mas já me interessei de cara! Adoro esse tipo de abordagem de assuntos tão interessantes e complexos narrados de forma compacta e acessível. Gostei muito da indicação, saber mais sobre os mistérios do cosmos sempre me fascinou. É também uma boa opção de presente para esse natal 🙂

    Curtir

  3. Aaaaaah, que máximo!
    Eu sou apaixonada por tudo o que envolve o universo e temáticas afins! Já quis, inclusive, fazer astronomia na Universidade, mas acabei desistindo qdo descobri que tinha de ser graduada em física! Hahaha
    Amei a indicação do livro e a resenha! Ja quero ler ele pra ontem!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s