A Hora do Chá ‘Amor de um Duque – Lorraine Heath’

Oi oooi gente! Estou de volta nessa coluna tão querida do nosso blog. Quando venho escrever as resenhas para ela, já saco os meus vestidos de baile imaginários, meu chá das 17h e deixo a imaginação ir para a Londres de 1800 e alguma coisa. Hoje eu trouxe um outro livro da Lorraine Heath, a autora que me apresentou esse mundo de época. Esse livro é o segundo da série Sins for all Seasons, que começou com Desejo e Escândalo. Cada livro vai falar sobre um Irmão Trewlove e, dessa vez, vamos ver a história de Gillie. Antes de mais nada, vamos a sinopse…

Gillie Trewlove sabe o valor da bondade de desconhecidos, já que foi abandonada ainda bebê na porta da mulher que a criou. Quando se depara com um homem sendo agredido em sua própria porta ― ou melhor, no beco próximo da sua taverna ―, ela não hesita em ajudá-lo. Porém, o homem é tão bonito que não pode pertencer a um lugar como Whitechapel, muito menos à cama de Gillie, na qual ele precisa ficar para se recuperar. O duque de Thornley está tendo um péssimo dia. Ser abandonado no altar é humilhante, ser salvo de bandidos por uma mulher ― ainda que uma mulher linda e corajosa ― é mais ainda. Após ajudá-lo a se recuperar, Gillie concorda em acompanhá-lo pelas ruas sombrias de Londres em busca da noiva. No entanto, cada momento juntos os leva ao limite do desejo, e faz o duque repensar sua escolha a respeito do casamento. Gillie sabe que a aristocracia nunca iria aceitar uma duquesa como ela, mas Thorne está disposto a provar que nenhum obstáculo é insuperável diante do amor de um duque.

Nossa história começa com Thorne sendo espancado durante um assalto, onde além de perder o resto de sua dignidade, também perdeu um relógio que está em sua família há gerações. Mas, ele é salvo por Gillie, dona da Taverna perto de onde o homem foi espancado. E, com o nome de peso que tem, consegue afastar os meliantes sem muito esforço. Então, logo após receber orientações médicas, a jovem vai cuidar para que o ferido se recupere bem.

Depois que o estranho se recupera o suficiente para ir embora é que vamos descobrir quem ele é: um duque. Alguém da realeza, que Gillie nunca pensou em ter contato. E que se mostrará muito grato por tudo o que foi feito para mantê-lo vivo. Só que ele precisa de mais uma coisa. Ajuda para encontrar a noiva que o abandonou no altar e que fugiu sem deixar rastros. Apesar que ainda não ter certeza do que fará ao encontrá-la.

Um homem com um propósito podia sobreviver ao inferno e muito mais. Os irmãos dela haviam lhe ensinado isso.

Com isso, uma amizade começa a nascer entre Thorne e Gillie, durante os mais diversos lugares que irão para conseguir informações. E ele vai perceber que a mulher que o salvou, é bem conhecida e tenta fazer o que pode para ajudar as pessoas que são menos favorecidas, como oferecer moedas de madeira, para que possam trocar por um prato de sopa em sua taverna.

11.JPG

Thorne se tornará presença constante na Taverna, onde começa a ajudar com as tarefas, a ensinar coisas novas a Robin e conquistar a todos, enquanto vai quebrando muros que Gillie sempre construiu em torno de si própria. Quando não consegue mais negar nem para si, nem para o homem, o que sente, nossa doce mocinha resolve se entregar a uma paixão, sem se incomodar em pensar no futuro. Ela sabe bem que não seria aceita pela nobreza e nem é seu desejo ser parte dela.

– É que sou teimosa.
– Como fui afortunado de ter você como minha salvadora.

O que Gillie vai entender é que não somos donos dos nossos sentimentos, muito mais do que somos donos de nossas vontades. E, apesar de estar feliz por ter entendido e saboreado como é o relacionamento entre um homem e uma mulher, o coração pode ser traiçoeiro e enganá-la, quando decidir que quer se encontrar. Com isso, basta saber se ela vai superar seus medos. E, principalmente, o quanto Thorne está envolvido e se será capaz de peitar a sociedade pela mulher que lhe surpreendeu.

Gillie Trewlove não é uma mulher comum para a época. Desde pequena, foi ensinada pela mãe a esconder os seu atributos femininos para não acabar sendo alvo de algum abuso e acabar se tornando uma mãe solteira. Com isso, se tornou mais fácil de se misturar em meio aos irmãos. Além disso, ela realizou seu grande sonho ao se tornar dona de sua própria Taverna. E ela ama esse lugar e cuida dele com todo amor e toda dedicação. Ela é forte, independente e tem fortes posições sobre casamento e amor. Mas, ela vai tento seus muros derrubados conforme ela vai conhecendo melhor Thorne.

– […] As pessoas em minha posição não se casam por amor. Casamos por ganhos maiores, por obrigação, por dever.
– Acho que seu pessoal vê as coisas do modo errado. O amor é o maior ganho que se pode ter.

Já Thorne é um duque que conhecemos em um momento não muito feliz. Ele quer buscar a noiva e tentar entender o que pode ter acontecido para ser abandonado, mas isso vai ficando de lado, conforme vai convivendo e se encantando pelo jeito de Gillie. Mas, ele ainda tem algumas obrigações com a sociedade e, sabe muito bem, que casar com uma pessoa sem status não é bem o plano. Mas, ninguém manda no coração e um duque pode fazer imposições e conseguir o que quer. Ele só precisa saber o que é isso.

Assim como o livro de Mick, aqui temos secundários muito queridos. Os funcionários da Taverna que ajudam Gillie, tem tiradas ótimas com ela. Destaque maior para Robin, que é um menino tão doce que nossa mocinha cuida. Vale falar que ele é um menino órfão, que gosta de sentir que está ajudando a cuidar das coisas e Gillie faz com quem ele tenha esse sentimento. Também iremos rever Mick e Aslyn, com isso, teremos uns spoilers de como anda a vida dos dois. Já que citei um, vale falar que todos os Irmãos Trewlove irão aparecer. Fancy tem uma participação pequena, mas Finn, Aiden e Fera vão marcar presença como irmãos ciumentos e cuidadosos. Além de garantirem uma cena linda e de puro amor com a Gillie. Aaaaaa, temos a mãe de Thorne. A Duquesa Viúva não é o ser que vamos amar de cara, mas depois… ela nos garante umas boas conversas com Gillie e surpresa com suas atitudes.

– Obrigada por vir ver se eu estava bem.
– Sabemos que você é uma mulher forte, Gillie, e perfeitamente capaz  de cuidar de si mesma, mas você é nossa irmã e nos preocupamos por estar sozinha nessa casa.

Como já disse outras vezes, Lorraine Heath é uma autora que eu sou apaixonada. Desde o primeiro livro que li, ela consegue me envolver logo nas primeiras páginas e vai nos segurando até o final, sem a menor dificuldade. Nessa livro, apesar de menos reviravoltas que o do Mick e com a pegada clichê, ela consegue nos cativar com a construção dos personagens. Faz com que a gente se apaixone, que a gente torça, que a gente se emocione e, até mesmo, se questione. Novamente, ela nos oferece uma miríade de bons sentimentos e vontade de ler mais e mais histórias escritas por aquelas mãos. A narrativa, como é costume nos romances de época, é de terceira pessoa.

12.JPG

A diagramação já começa nos ganhando na capa, super delicada, mas que já não é tanto a cara mocinha. Por dentro, alguns detalhes em arabesco, mas apenas no início dos capítulos. As folhas são amareladas, com letras e espaçamento confortáveis para a leitura. Como falei na introdução, o livro faz faz parte da série “Sins for All Seasons”, onde cada livro contará a história de um irmão Trewlove. O próximo será sobre Finn e eu estou hiiiiiiiper ansiosa, porque ele tem uma forte conexão com essa da Gillie. O motivo? Só vocês lendo para saber. Mas, ainda não há previsão para o lançamento em terras brasileiras, mas, minha aposta, é que só saia em 2020 mesmo.

Perfeitos e, ainda assim, imperfeitos. Ela levantou a cabeça.
– Você é um perigo para o meu coração.
– Não mais que você é para o meu.

Amor de um Duque me deixou encantada e ainda mais apaixonada pela família Trewlove. Quero saber mais sobre todos. Mas, preciso ser justa. Como apesar de ter gostado, o primeiro segue sendo meu preferido, eu dou quatro Angélicas para esse.

CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

11 comentários em “A Hora do Chá ‘Amor de um Duque – Lorraine Heath’

  1. Oi Rai
    Eu conheci a escrita da Lorraine por sua causa e amo a narrativa dela. Eu ainda não li essa série, mas por essa resenha dá pra perceber que a mocinha não tem nada a ver com essa capa. Ela foi a mais votada, mas agora percebi que a capa com o homem bem vestido teria sido melhor. Amei as fotos!
    Bjs

    Curtir

  2. Amo romances de época. Lendo sua resenha me lembrei das irmãs Noirot da Loretta! Acho que eles fariam uma farra juntos hein!!!

    Curti demais a premissa e parece que a autora escreve muito bem! Dica anotadinha aqui! :*

    Curtir

  3. Olá Raíssa,

    Ainda não li nada da Lorraine, mas sou louca para conhece a escrita da autora que é tão elogiada. Eu gostei bastante da premissa desse livro, pois gosto quando temos uma mocinha que foge dos padrões da época e imagino que não seja nada fácil para ela ser dona de uma Taverna.
    Também gostei de saber que os personagens secundários são bem desenvolvidos, isso é um ponto que me agrada demais, pois gosto de ser enlaçada pela história. Ainda não conhecia a série, mas já vou colocar na minha listinha, quero ler o primeiro que você amou tanto. Arrasou na resenha, como sempre!

    beijos!

    Curtir

  4. Confesso que não conheço nenhuma obra da autora, mas a sinopse é tão envolvente que já me cativou. Adorei o casal protagonista, a mocinha é daquelas mulheres fortes à frente de seu tempo que tanto admiro. Gostei também do fato de os personagens coadjuvantes terem o seu momento para brilhar. Essa série deve ser ótima!

    Curtir

  5. Não conhecia essa autora, mas as capas não me são estranhas, acho que já vi gente falando dela por ai, adorei a sinopse do livro, me deu até uma vontade de ler e olha que eu sou bem pé atras com coisas romanticas hahahaha
    E eu adoro quando o livro tem personagens coadjuvantes que são importantes pra história e não servem só de estepe pros principais!
    Amei a resenha e as fotos são lindas! Adorei!

    Curtir

  6. Eu ainda não li essa série, mas conheço o trabalho da autora e adoro sua narrativa. E confesso que fiquei bastante curioso com a sua resenha. Ótima dica.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s