A Hora do Chá: ‘Um Casamento Conveniente – Tessa Dare’

Oi gente!! Estou de volta com o nosso chá semanal e para acompanhar, eu trouxe o último lançamento da Tessa Dare no Brasil. Um Casamento Conveniente foi publicado em abril/ 2019 pela Editora Gutenberg, mas só recentemente eu consegui ler. Eu amo os livros dessa autora, mas esse aqui pode ter se tornado um dos meus preferidos. Vem saber o porque, logo depois da sinopse…

“Com metade do rosto marcado e desfigurado pela guerra, não foi só a aparência do Duque de Ashbury que sofreu mudanças: a rejeição e o olhar de desprezo das pessoas mutilaram também o seu interior. E, já que precisa viver às sombras da sociedade, ele decide que passará seus dias perambulando por Londres durante a noite para assustar todos que cruzarem seu caminho. Mas o tempo passa, e em posse de um grande título, o duque sabe que precisará cumprir o dever de conseguir um herdeiro para seu ducado. Para isso, só existe uma regra: encontrar uma mulher que aceite um casamento de conveniência, lhe dê um herdeiro e desapareça de sua vida. Quando Emma Gladstone, uma costureira, aparece na casa de Ashbury para exigir o pagamento de uma dívida, ele vê ali uma grande oportunidade de acordo e lhe faz a proposta de casamento. Mas o duque deixa claro que, assim que Emma engravidar, ela deverá partir para o interior e sumir para sempre.
Ele precisa de um herdeiro. Ela precisa de um bom casamento. Os dois estão dispostos a tudo, desde que não envolva seus corações. Mas será que o amor cabe nas entrelinhas de um contrato?”

20190704_162153

O Duque de Ashbury teve metade do rosto e do corpo desfigurado na guerra. Quando voltou pra casa foi rejeitado pela noiva e passou a evitar contato com as demais pessoas. O tempo foi passando e Ash foi ficando cada vez mais recluso. Ninguém vê ou fala com o duque há um bom tempo, mas Ash aproveita as noites para vagar pela cidade e acaba assustando que cruza seu caminho. Logo ele fica conhecido nos jornais londrinos como o Monstro de Mayfair. Ash sabe que em breve precisará de uma esposa e um herdeiro, mas como conseguir isso se não frequenta as temporadas de baile? Ele vai ter pedir ao seu advogado que encontre uma esposa adequada e logo.

Emma Gladstone é uma costureira que já sofreu muito na vida. Ela teve que cuidar de si mesma desde muito jovem, então seu talento pra costura lhe rendeu um emprego numa das maiores butiques de Londres. Emma costurou o vestido da então noiva do Duque de Ashbury, mas como o casamento foi cancelado, ela ficou sem pagamento. Ela toma coragem, vesti o vestido e vai até a casa do duque exigir sem pagamento. O que ela não esperava é que Ash lhe fizesse uma proposta tão tentadora. Ela pode escolher entre pegar o dinheiro do vestido de noiva ou se casar com o duque e lhe dar um herdeiro. Lógico que ela sai de lá atordoada, pois nunca em tempo algum, ela sonhou ser uma duquesa. 

Emma vai embora sem olhar pra trás, mas Ash vê em Emma tudo que precisa. Ela é jovem, possivelmente fértil, não tem família, precisa de dinheiro e poderá viver numa de suas casas de campo depois de engravidar. Tudo que ele precisa é convencê-la. Emma é tudo isso que o duque já sabe, mas ela também é determinada, corajosa e uma amiga leal. Depois de muita insistência, ela decide aceitar a proposta de Ash em benefício próprio e também para ajudar uma amiga que está grávida e com muito medo de ser rejeitada pela família. É claro que ela não aceitaria sem colocar suas próprias regras, não é mesmo?

“Eu sou um Duque. É claro que não a segui. E mandei que seguissem você. É uma coisa inteiramente diferente.”

O duque não quer nenhum envolvimento pessoal com Emma. Ele precisa de um herdeiro e vai trabalhar para que isso seja logo resolvido. Mas Emma não quer ser apenas uma égua reprodutora, ela precisa que Ash seja pelo menos seu amigo. Além disso quanto mais ela convive com ele, mas ela gosta dele. Ash sempre tenta se afastar ou ficar na penumbra com medo de assustar Emma, mas as cicatrizes nunca foram um problema para ela. Cada vez mais, Emma enxerga o homem por trás das cicatrizes e ela gosta muito dele.

Se os sentimentos que Emma está desenvolvendo pelo duque já não fossem problemas demais, eles ainda precisam contar com a interferência de todos os empregados da casa, pois eles estão determinados a fazer os patrões se apaixonarem e viverem um conto de fadas. O que era para ser um acordo fácil,  vai se tornando cada vezes mais um casamento de verdade já que tanto Emma quer curar Ash quanto ele quer protegê-la. 

“— São os criados. Todos eles. Eles se convenceram dessa ideia tola de que, se nos forçarem a ficarmos juntos, nós iremos…
— Iremos o que?
— Nós iremos nos apaixonar.”

Um Casamento Conveniente é o primeiro da série Girl Meets Duke e eu me diverti muito com essa leitura. Primeiro porque Emma leva um gato de rua para casa e insiste que ele sempre foi seu gato. Só que o bicho é super arrisco e vive se escondendo e fugindo. Ela dá o nome de Calças por um motivo super engraçado. Além disso, Emma acredita que não pode chamar o próprio marido de duque ou Vossa Graça, então vive criando apelidos hilários para Ash. Ele recusa todos eles, mas quem disse que ela desiste? Só que Ash também sabe jogar esse jogo de provocações, então vive provocando Emma para que ela saia de sua concha e se torne mais forte.

Além do núcleo formado pelos moradores da casa Ashbury, Emma vai fazer amizade com três mulheres super diferentes e engraçadas: Lady Penelope Campion, uma jovem que adota os mais inusitados animais, a Srta Nicola Teague, uma cientista e a Srta Alexandra Mountbatten, uma relojoeira. Esse quarteto vai arrancar várias gargalhadas de vocês e além disso, guardem esses nomes, pois elas serão as protagonistas dos próximos livros da série e com certeza estarão mais divertidas do que nunca.

“Os dias serão seus para fazer o que quiser. Suas noites entretanto pertencerão a mim.”

Um Casamento Conveniente é um releitura do clássico A Bela e a Fera, mas é muito mais do que isso. Eu adoro como a Tessa Dare sempre dá voz a suas personagens femininas. Emma já não acreditava em contos de fadas, então é bem normal para ela continuar a ser dona de suas próprias ações. Em vários momentos, ela salvou a si mesma. Ela não perdeu sua essência e nem sua determinação. Mesmo apaixonada por Ash, ela mostrou a ele que era dona da própria vida e suas decisões dependiam exclusivamente dela. A autora também sempre trás mocinhas reais que as leitoras possam se identificar e com Emma não foi diferente.

Já Ash é o típico mocinho apaixonante. Ele sempre foi um homem bonito, charmoso, inteligente e divertido, mas a guerra lhe tirou tudo. As marcas não foram apenas em sua pele, mas há cicatrizes internas que estão enraizadas nele. É lindo ver cada barreira que ele montou envolta de si sendo derrubada pela insistência de Emma. Antes mesmo que ele admitisse que amava Emma, ele demonstra isso em vários momentos e a gente vai se apaixonando a cada virada de página. 

“Um homem, ela disse. Não um título. Não uma fortuna. Não um monstro retorcido, formado de cicatrizes. Ela não podia saber como essas duas palavras simples o afetaram.”

A edição está tão bonita. Eu sou completamente apaixonada pelas capas de romances de época da Editora Gutenberg. A diagramação está bem parecida com os livros anteriores da Tessa, ou seja, com fonte e espaçamento adequados para uma leitura confortável. Tem páginas grossinhas e amareladas. A narrativa é fluida, divertida e em terceira pessoa como é comum em romances de época. 

20190704_162223

Um Casamento Conveniente é um romance de época delicioso e encantador com várias cenas hot. Os diálogos são divertidos e os personagens são apaixonantes. A Tessa construiu uma história que envolve todos os personagens sem deixar ninguém de lado. É um romance mega clichê, ainda mais por ser uma releitura de um clássico como A Bela e a Fera, mas eu amo os clichês e eu me diverti muito com esse casal totalmente improvável. Os personagens vão amadurecendo e juntos curando suas cicatrizes. Amei e indico fortemente, então deixo minhas 5 lindas Angélicas. 

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

 

 

 

3 comentários em “A Hora do Chá: ‘Um Casamento Conveniente – Tessa Dare’

  1. Oi Dri! Eu sou doida pra ler um livro da Tessa e acho que vou começar com esse. Como ele ainda é ‘único’, não fico tanto atrás rs
    Achei tão pegada Bela e a Fera de época, que só quero pra ontem. E, eu amo o lado clichê dos romances de época. É meio óbvio o fim, mas sempre amo a construção. Amei a resenha e as fotos. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtir

  2. Ainda não li nada da escritora, mas suas obras parecem ser emocionantes e intensas, pois só leio resenhas positivas e confesso que me aguça um pouco minha curiosidade. Anotada a dica.

    Curtir

  3. Parece ser um livro delicioso, ao ler a sinopse logo me lembrei de A Bela e a Fera e também de O Fantasma da Ópera, dois clássicos do romantismo. Fiquei encantada com o casal, acredito que as barreiras entre os dois serão quebradas aos poucos e o amor vai tomar conta de seus corações! Essa é mais uma linda sugestões para os fãs dos romances de época.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s