A Hora do Chá ‘A Dama mais Desejada – Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway’

Oi ooooi gente! É feriado? É feriado. Mas a nossa Hora do Chá semanal tem que acontecer. Hoje eu trouxe a resenha de um dos lançamentos da Editora Arqueiro, que nunca brinca em serviço. Para mostrar isso, trouxe logo, ao invés de uma autora, logo três. A gente gosta assim, né? Durante a resenha, vou explicar melhor como podemos identificar cada autora dentro da história. Antes de mais nada, peguem seu chá e vamos a sinopse…

Hugh Dunne, o irresistível conde de Briarly, precisa de uma esposa. Para ajudá-lo, sua irmã convida as mais elegantes damas da sociedade, assim como alguns cavalheiros, para uma festa em sua propriedade.
A reunião inclui a incrivelmente bela (e dolorosamente tímida) Gwendolyn Passmore, a sincera e adorável Katherine Peyton e a viúva lady Georgina Sorrell, além de alguns condes e até um arrojado herói de guerra.
Durante o evento, que promete ser o grande acontecimento da temporada, Hugh terá tempo suficiente para eleger a dama que mais deseja. A não ser que outro cavalheiro seja mais rápido.
Nesse caso, quem sabe ele acabe cortejando uma moça que definitivamente não está no mercado casamenteiro, e que vai exigir uma boa dose de perseverança…

Começamos a história com Hugh na casa de sua irmã mais nova, Carolyn, onde joga uma notícia em seu colo: ele quer se casar. Na verdade, ele precisa. Depois de sofrer um pequeno acidente, ao treinar seu novo cavalo, e acabar um coma; o conde percebeu que se algo acontecer com ele, não terá tido uma esposa, muito menos um herdeiro. Mas, como a temporada da alta sociedade está no final, Carol tem uma ideia. Chamar algumas das mais belas damas para um período em sua casa. Vai ser o encerramento perfeito da temporada e a chance de seu irmão, finalmente, ter uma noiva.

583.JPG

A primeira dama considerada por Hugh e Carol se trata da queridinha da temporada, a senhorita Gwendolyn Passmore. Enquanto ela encanta a todos com sua estupenda beleza e acaba roubando toda atenção dos cavaleiros – o que irrita as outras damas, por sinal -, ela carrega uma grande timidez. Não gosta de chamar atenção e nem de estar entre muitas pessoas. Seu caminho vai se cruzar com o de Alec Darlington, o conde de Charters. Ele é irmão de Octavia, uma das meninas que tem inveja da atenção dada a Gwen e decide distrair a dama, para que sua irmã tenha mais chance.

O que ele não poderia imaginar é que a srta. Passmore não é nada do que a irmã diz. Quando acabam tendo a chance de ficarem sozinhos e conversarem melhor, um clima acaba acontecendo entre eles e todo o encantamento do surgimento de uma paixão. Entre os momentos dos dois, vemos como Alec vai defendê-la e não ter peso nenhum na consciência em reivindicar o amor de uma das escolhidas de seu melhor amigo. Ah, essa história foi escrita pela Julia Quinn.

Alec compreendeu em um instante, em uma maldita fração de segundo, por que Octavia a odiava tanto. Porque quando Gwendolyn Passmore sorria, o mundo simplesmente parava de girar.

Logo depois de vermos a história de Gwen e Alec, vamos nos encantar por um novo casal. Chegou a hora de Katherine Peyton e Neill Oakes contarem como se conhecem desde sempre, com suas famílias sendo vizinhas, irmãos amigos. Mas, o destino os separou. Neill acabou indo para a Cavalaria, enquanto Kate foi se dedicar a se tornar uma dama e debutar.

Anos os separaram, Kate acaba na casa de Carol e está sendo cortejada por Hugh, tendo seu irmão como cuidador. O que ela não contava é com a volta do Capitão Oakes, assumindo a responsabilidade por ela e sua honra. Ao mesmo tempo que o passado entre os dois não ficou resolvido. Entre ciúmes pela parte dele e tentativas de chamar atenção pela parte dela, vamos entendendo porque motivo eles acabaram se separando. E de que forma doida eles vão dar para encontrar o caminho um de volta para o outro. E, ah, essa história é escrita pela Connie Brockway.

– Porque mais ninguém conhece você como eu. Mais ninguém compreende você como eu. Você apavoraria qualquer outro podre infeliz com sua língua afiada e intimidante. O sujeito estaria de cabelos brancos menos de duas semanas depois do casamento.

Finalmente, chegamos a hora de ver Hugh tentando conquistar aquele que, de verdade, tem seu coração. A verdade é que o conde é um apaixonado por seus cavalos e dedica muito tempo a eles. Então, a pessoa que escolha ficar com ele, precisa entender essa paixão antiga.

E, quem melhor que uma amiga de infância? Lady Georgina Sorell, apesar de nova, já é viúva. Ela sofreu muito ao ver seu marido definhar de doença e se preocupada muito com o fato de Hugh achar que é imune a morte. Temos a aproximação deles, a insistência dela em não querer se casar, o fato dele sentir que ela não o enxerga como um homem adulto. Eles poderiam estar fadados ao fracasso. Mas não com Hugh mostrando que não irá desistir dela.

Então, é bem fofo poder acompanhar eles relembrando momentos marcantes da infância, Georgie entendendo que não tinha um relacionamento feliz com seu antigo marido e Hugh mostrando que só vai poder uma pessoa. Esse casal foi escrito pela Eloisa James.

É que, quando Georgia o tocava, até mesmo quando apenas sorria para ele, Hugh sentia uma necessidade primitiva de que ela fosse só dele.
Os lábios dela o tocaram e ele pensou: ela é minha. Ela sorriu e ele pensou: ela é minha.

Como ficou claro, cada autora acabou responsável por contar a trama de um casal e, juntas, elas escreveram partes do início, meio e fim do livro. Não quis me estender muito, porque o livro tem 270 páginas e vai falar do envolvimento amoroso de três casais diferentes, ou seja, são desenvolvimentos rápidos.

Preciso dizer, antes de mais nada, que a minha história preferida foi a escrita pela Julia. Achei que foi a trama que mais me envolvi, que mais me fez suspirar. Mas, isso não tira os crédito das outras. Talvez tenha rolado o apego, por eles terem sido os primeiros. Outra coisa que quero destacar, além dos casais destacados, temos a incrível irmã de Hugh, Carolyn, e seu marido, Piers. Eles são fofos e engraçados, também ganhando momentos só deles.

– Meu Deus, um verdadeiro bando de cupidos deve ter infestado esta casa – murmurou Hugh para Georgina.

O livro é feito por um trio potente de autora, com um combo de clichês. Acho que, desde o início, a trama fica bem desenhada para os leitores, só faltando entender como tudo se desenvolve. Isso não é uma coisa ruim, torna a trama mais leve. Mas deixa o livro sem maiores surpresas. Acho que poderíamos ter tido três livros, para esses três casais, em separado. O desenvolvimento é muito rápido, ainda que Kate e Oakes tenha uma justificativa. Até mesmo Hugh e Georgie. Mas senti falta de algo maior para cada um deles, mais atenção, talvez.

Mas isso não tira o mérito de um livro gostoso, leve, engraçado, encantador e rápido de ser lido. O livro é para ser devorado rapidamente. Você se envolve na fluidez que cada autora tem e, de uma para a outra, a peteca não caí. Apesar de, independe de sumário indicando o que cada uma escreveu, é possível detectar seus modos nas tramas.

582.JPG

Quanto ao trabalho da Arqueiro, ta daquele jeito que eu chamo de ‘lindo’ haha. A capa é uma graça a parte. Foi amor à primeira vista total! Antes de ver a sinopse, o grito de ‘QUERO’ já tinha saído da minha boca. Por dentro, ele tem páginas amareladas, com letras e espaçamento confortáveis para a leitura. Além do sumário, temos as autoras identificadas nos rodapés das páginas que escreveram. Achei bem legal.

Vale falar que esse livro faz parte de uma duologia e o outro será lançado mais para o final do ano. E a festa da vez, se passará na casa de um dos convidados. Então, fiquem de olho. Deixo quatro Angélicas para A Dama mais Desejada e fico na espera de conhecer A Dama mais Apaixonada.

CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

 

 

8 comentários em “A Hora do Chá ‘A Dama mais Desejada – Julia Quinn, Eloisa James e Connie Brockway’

  1. Que interessante, um livro escrito por três autoras! Entendi que cada uma ficou responsável por um casal, mas acredito que a alternância de estilos deixa o resultado final mais dinâmico, gostei da proposta. E por falar em casais…ah, é uma delícia acompanhar o passo a passo desses amores e todos os seus percalços. Romances de época mexem com o coração, são mesmo especiais!💖

    Curtir

  2. Olá!

    A Júlia e a Eloisa são autoras que eu tenho uma curiosidade enorme em ler seus livros e conhecer suas histórias.
    Quando fiquei sabendo do lançamento desse livro, achei que poderia ser a oportunidade perfeita.
    Com certeza irei me apaixonar pelas três histórias, já estou super curiosa para conhecer esses casais.

    Curtir

  3. Já conhecia a obra, mas não li ainda. Ele deve estar muito bom, pois são três feras que participaram da sua escrita, entre elas, a famosa Julia Quinn que é a rainha do romance.

    Curtir

  4. Me apixonei pelas histórias. Achei super envolvente. Parece que essas escritoras lindas que se reunirão para fazer esse livro sabem bem do que nós gostamos, né?! Parece que estamos lendo pedaços e resumos de novelas antigas hehehe…adorei, Bjus

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s