Resenha: ‘Como Num Filme – Lauren Layne’

Oi oii gente. Hoje trago pra vocês um livro bem curto mas muito envolvente da minha autora querida Lauren Layne. Como Num Filme é um prequel da série Recomeços, publicado pela editora Paralela, e antes de saber mais, confere a sinopse:

“As regras são claras… até o momento em que são quebradas. Neste livro da série Recomeços, conheça a história de Ethan. As únicas coisas que o mauricinho Ethan e a rebelde Stephanie têm em comum são o curso de cinema na Universidade de Nova York e o roteiro que precisam desenvolver juntos. Mas, quando a proposta de recriar clássicos de Hollywood se confunde com a realidade, eles acabam se tornando os protagonistas de uma história de amor digna de Oscar! Ela quer um quarto confortável em uma boa casa. Ele quer ficar longe de sua ex. Eles precisam de uma boa nota. Convencidos a ajudar um ao outro, os dois entram em um acordo: Stephanie será a namorada de mentirinha de Ethan enquanto ele a deixa morar em seu apartamento. Para isso, ela deverá fingir ser uma perfeita lady: discreta, arrumadinha e, claro, completamente apaixonada… igualzinha à personagem do filme que estão criando. Contudo, à medida que os dois se aproximam, Ethan se vê completamente apaixonado pela garota cheia de mistérios e contradições ao seu lado. Agora, ele vai ter que decidir: será que seus sentimentos são pela Stephanie de verdade? Ou apenas pela versão que ele criou?”

Ethan teve seu coração partido pelas duas pessoas em que ele mais confiava. Abalado e de coração partido, ele só precisa se afastar de tudo, principalmente de sua ex. Ele encontra um curso de cinema para fazer nas férias de verão e se joga, mesmo não tendo muito a ver com ele. Seus pais não gostam muito dessa ideia, pois ele sempre passou as férias trabalhando com o pai na empresa da família, mas Ethan sabe que vai dar de cara com seus problemas lá e não quer lidar com isso naquele momento.

É nesse curso que ele conhece Stephanie. Uma garota meio gótica revoltada, que não se importa em nada com sua aparência. Totalmente o oposto de Ethan, que o jeito que você se apresenta é uma das coisas mais importantes em seu mundo de elite. Stephanie também está lidando com seus próprios demônios. Ela passou por um turbilhão em um curto período de tempo e isso a mudou. A doce garota, líder de torcida, que era só sorrisos não existe mais.

Ethan e Stephanie não se dão bem logo de cara mas serão forçados a trabalhar juntos em um projeto, onde terão que criar um roteiro. Claro que pra isso funcionar, os dois tinham que sair ganhando de alguma forma, e é em um combinado entre eles que Stephanie além de virar colega de quarto de Ethan, entrará em um relacionamento de mentira com ele.

Ethan faz uma verdadeira transformação em Stephanie, a la Uma Linda Mulher, e eu amei demais essa sequência. Eu quase coloquei Pretty Woman para tocar durante essas cenas rs. A diferença é que Stephanie sabe se portar como uma dama, toda educada e delicada, surpreendendo Ethan em seu papel, fazendo com que ele comece a questionar o que Stephanie esconde de tão terrível, a tornando a pessoa que é hoje. Ele sabe que existe um motivo doloroso e deseja que ela confie nele para se abrir.

“Ethan abaixa para pegar minha mochila e a entrega para mim. Eu aceito sem nem agradecer. Quero que fique bem claro qual Stephanie ele acabou de beijar. Não foi a doce e submissa Stephanie de mentira. Foi a Stephanie de verdade, que é rabugenta e raivosa.”

Todo esse jogo os aproxima, fazendo com que eles questionem tudo o que suponharam com suas primeiras impressões um do outro. Principalmente Ethan, que se pega encantado por essa nova versão de Stephanie. E é aí que o problema pode residir, afinal ele está mesmo olhando sua colega de quarto – que se tornou uma grande amiga – com outros olhos ou é sua mente lhe pregando peças e confundindo o que é real com a farsa ? A resposta pode mudar o futuro desse casal.

Eu não irei me aprofundar muito mais na trama, pois o livro é bem curto e posso acabar dando spoilers. Então vou falar um pouco dos personagens.

Eu gostei demais da Stephanie. Ela se mantém fiel a si mesma, apesar de tudo se confundir ao longo do caminho. Ela teve que lidar com situações difíceis que fizeram ela ter uma mudança radical, mas ao longo da trama ela vai percebendo o que realmente importa. Ela não é mais a antiga Stephanie mas tão pouco termina a história como uma revoltada com a vida. Ela se encontra no meio do caminho e eu gosto muito de ver esse processo. Além de todo o seu humor ácido que só me fez gostar mais ainda dela.

Ethan não é o típico garoto rico com um império de herança, que é revoltado com os pais ou que não quer nada do que pertence a família. Pelo contrário, ele adora saber o que lhe aguarda no futuro e quer sim comandar os negócios um dia. Esse não é o problema, mas sim o quão fechado em sua bolha ele realmente é. Aos poucos ele vai abrindo os olhos e percebendo que pode ser feliz com alguém tão diferente dele. Ethan vai contar com os conselhos da última pessoa que ele pensaria em se abrir e eu tenho um carinho por esse momento, pois tanto os envolvidos quanto nós leitores, precisávamos dessa conversa.

“Quem diria que fingir que não está se apaixonando por alguém seria muito mais difícil que o contrário?”

Como eu disse antes, Como Num Filme é um prequel da série Recomeços e que mesmo tendo sido lançado depois, ele acontece antes de Em Pedaços. Calma que vou explicar certinho. Pra quem leu a história de Olivia e Paul, já conheceu Ethan e Stephanie pelos olhos de Liv, mas nessa cena em questão os dois já aparecem como um casal que demonstra estar apaixonado. Por conta das circunstâncias de Ethan ser o ex de Olivia e de como ela fala deles eu já fiquei curiosa sobre a história dele e Stephanie. Logo que Como Num Filme foi lançado eu fiquei mega animada e corri ler assim que possível, doida para saber todos os detalhes que os levaram até aquele momento e confesso que me surpreendi com a premissa que encontrei. Apesar dessa ligação entre os livros, eles podem ser lidos separadamente, mas não tem porque né gente rs, eu indico lerem todos em ordem, certinho.

Eu gosto demais de tudo o que essa autora escreve e com esse livro não foi diferente. Layne já virou aquela autora que tudo o que lançar eu vou correr ler sem medo. Como Num Filme tem aquela leitura leve, mesmo tendo suas doses de drama, que você se apega aos personagens e quando vê, já terminou. Foi fofo, emocionante e apesar de curta, eu não achei a história corrida e gostei do desfecho.

A diagramação é do jeitinho que a gente gosta, com páginas amareladas e fonte de um tamanho bom para uma leitura confortável. Eu achei essa capa linda e prefiro a nossa do que a original. Vi muito de Ethan e Stephanie nos modelos, o que eu gostei bastante pois na maioria das vezes isso não acontece. Também prefiro o título Br do que o original. Ou seja, editora Paralela arrasou em tudo.

“O momento é romântico de uma forma cafona e não parece com nenhum de nós dois, mas nâo nos movemos por alguns minutos. Somos só nós, as luzes refletindo na água e a banda tocando Frank Sinatra.”

Apesar de Ethan e Stephanie não serem meu casal favorito da autora, eu me apeguei a eles e torci muito para se acertarem de vez. De perceberem que as únicas pessoas que eles estavam enganando eram eles mesmos. Foi divertido acompanhar esse jogo gato e rato que eu adoro e ver como eles, sem perceberem, se tornaram grandes amigos acima de tudo. Vou deixar quatro Angélicas para essa história e contando os dias para o lançamento de Imperfeitos, próximo livro da série. Nos vemos em breve!

11 comentários em “Resenha: ‘Como Num Filme – Lauren Layne’

  1. olá ,tudo bem ? A escrita da Lauren Layne é muito gostosa ,
    já estou torcendo tambem pelo casal Ethan e stephanie se acertarem , vou ter que ler este romance..

    Curtir

  2. Olá Anna,

    Já li a obra e fiquei completamente apaixonada, gostei, inclusive, mais do que o primeiro livro. Eu amo um clichê, então é claro, que esse livro desde o início, tinha tudo para conquistar meu coração.
    Amei o casal e por tudo que eles passaram, se tornaram um dos meus preferidos da autora, empatado apenas com “Mais que amigos”. A Lauren é o tipo de autora que quero ler tudo que publicar e estou bem ansiosa para o segundo livro da série. Adorei o seu post, me deu saudades deles!

    Beijos!

    Curtir

  3. Oioi
    Parece ser um livro bem fofinho, gostei do Ethan, gostei dele não ser mais um “pobre menino rico” meio que cansei desse tipo de personagen. Uma pena que também ando meio mal humorada com essa coisa de transformação da mocinha em algo mais ‘aceito pela sociedade’
    Então me senti meio em dúvida com o livro.

    Curtir

  4. Que livro aparentemente (porque ainda não o li) mais doce! Amo enredos com iniciais desencontros e antipatias que descamba para a descoberta do Amor. E se nesse meio houver uma transformação, tipo Fênix, fica tudo ainda melhor. Mesmo sem ter lido a história, já simpatizei horrores com Ethan e Stephanie, espero ter a oportunidade de ler este livro!
    Bjs!

    Curtir

  5. Não conhecia o livro, mas fiquei curioso com a sua história e desejo lê-la na íntegra. Seu enredo parece ser emocionante e muito bonito. Anotada a dica.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s