Resenha ‘A Esperança – Suzanne Collins’

Oi ooooi gente! Hoje venho trazer a resenha final da minha trilogia preferida da vida, sim, com bastante atraso, mas chegou! Já falamos de Jogos Vorazes e Em Chamas, então, agora chegou a hora de falar sobre A Esperança. Apesar de já ter lido esses livros diveeeeersas vezes, sempre que finalizo, dá um aperto no peito e uma saudade dos personagens. Mas, antes de falar mais, vamos a sinopse. Ah!, lembrando que temos comparativo com os filmes no final.

Katniss conseguiu sair da arena pela segunda vez mas mesmo assim ainda não está a salvo. A Capital está irritada e quer vingança e por isso inicia uma represália a toda a população. Numa trama tão violenta quanto psicológica Suzanne Collins consegue provocar em A esperança um debate sobre a moral e os valores da guerra e as consequências das escolhas feitas por cada um dos personagens. Ser o símbolo da revolução tem um preço alto para Katniss que terá que decidir o quanto da sua própria humanidade e sanidade ela poderá arriscar em nome da causa dos seus amigos e da sua família. É pela voz da protagonista ainda mais feroz e obstinada que a autora desafia o leitor a refletir em meio a cenas cruéis de combate. Tudo isso numa narrativa brilhante com viradas surpreendentes que levam a um desfecho chocante e original. Ambientado num futuro sombrio a saga “Jogos Vorazes” é pioneira de uma tendência que ganhou força no mercado de bestsellers juvenis: a dos romances distópicos e pós-apocalípticos.

LIVRO

Depois de ser resgatada da arena que explodiu no Massacre Quaternário, Katniss Everdeen não está no seu melhor momento. A menina se encontra no Distrito 13, junto com as poucas pessoas que sobraram depois do Distrito 12 ser explodido. Além de estar sentindo as feridas físicas, ela precisa enfrentar os psicológicos. Começando com o fato de que Peeta Merllark não foi resgatado como ela, mas sim levado pela Capital e está sendo tratado de modo que ninguém sabe.

Panem está com vários Distritos em rebelião contra a Capital, partindo de diversas formas de ataque, esperando a hora que O Tordo irá a público, mas Katniss ainda não se sente preparada para o papel. Vai ser necessário ver os benefícios que pode ter para os que ama e que quer proteger, que ela decide assumir o posto.

Contrariando o desejo inicial da equipe de televisão que prepara os pontoprops, Katniss vai a campo e acaba no já destruído Distrito 8, onde irá ver um hospital lotado de feridos, que renovam suas esperanças ao receber A Garota em Chamas. O problema é que a Capital vai mostrar seu poder sem limites e transformar tudo em um caos ainda maior, atiçando a ira d’O Tordo.

Enquanto isso, Peeta está preso na Capital, dando entrevistas, onde fala sobre e com Katniss, por fim dando um aviso a ela e a todo o Distrito 13: eles precisam se proteger, porque um ataque está a caminho. Quando percebem que o que O Garoto do Pão falou a verdade e que consegue salvar a todos, resolvem avisar ao país que tudo ficou bem. Mas vai ser nessa hora que a ficha de Katniss vai cair e ela vai perceber que enquanto representar a esperança dos rebeldes, o Presidente Snow vai machucar ainda mais Peeta.

518.JPG

Sendo assim, um resgate aos tributos mantidos na Capital é feito e Peeta, Johanna e Annie chegam ao Distrito 13. Finnick, que também passou por maus bocados, reencontra seu grande amor, Johanna é mantida com medicamente e é tratada. Mas Peeta é o que reserva a maior e mais triste surpresa de todas. Mexeram com sua mente a ponto dele passar a ver a menina, que até então era seu grande amor, como a sua maior ameaça.

– O presidente Snow diz que está nos enviando uma mensagem? Bom, eu tenho uma para ele. Você pode nos torturar e nos bombardear e queimar nossos distritos até que eles virem cinzas, mas está vendo isso aqui? Está pegando fogo! Se nós queimarmos, você queimará conosco!

Quando Katniss entende o estado atual de Peeta e percebe que ela perdeu quem ele era para sempre, ela pede para ser enviada para outro lugar. Sendo assim, ela acaba no Distrito 2, a última resistência antes de os rebeldes chegarem a Capital de vez. Lá, sua missão é convencer aqueles que ainda servem o Presidente Snow a se render. Claro que não vai ser algo fácil, nem para eles e nem para ela. Atitudes que a menina não concorda serão tomadas e ela sofrerá algumas consequência de ser a cara da revolução.

Quando volta ao Distrito 13, Katniss vai encontrar em Johanna uma amiga, além de ver que a felicidade de Finnick e Annie vai resultar em bons frutos. Ao mesmo tempo que se prepara para a parte final da revolução. Quando chega a hora, Everdeen é designada para o Esquadrão 451, o conhecido Esquadrão Estrela.

Ou seja, chegou a hora de rumar para a Capital e derrubar de vez o sistema de Snow. Mas, nada será fácil e eles enfrentarão diversas armadilhas pelo caminho, ao mesmo tempo em que irão perder vários de seus amigos, ao tempo que Katniss começará a questionar se vale arrastar tantas pessoas para a sua vingança pessoal. E quando o fim estiver ao alcance de suas mãos, sua vida mudará mais uma vez.

Eeeeee, falei demais, né? Vamos parando por aqui e falando dos personagens. Katniss está no seu pior momento, podemos dizer. Ela não está mentalmente saudável, nem mesmo fisicamente. Ela sente uma mistura de culpa, sofrimento, perda etc em relação a Peeta está tão longe e que se agrava quando ele chega telessequestrado. Ser a cara da revolução não era o que desejava, mas se torna necessário. Particularmente, acho muito difícil lidar com ela em alguns momentos, porque ela está mal de verdade. Acho que esse é o livro que consigo sentir mais empatia por ela.

Lidar com Peeta aqui é o mais diferente de tudo. Ficamos boa parte do livro sem ele, apenas vendo pequenas entrevistas, mas quando ele aparece, é totalmente diferente daquele menino dócil e apaixonado. Só temos que lembrar que ele não está em seu melhor estado, afinal, mexeram com a sua mente. Também sinto muita pena dele, principalmente, quando chega a Capital e ele acaba com o misto de sentir impulsos violentos e lutar pela lucidez e tentar salvar Katniss. Acho que não tem maior prova de amor que essa, certo?

519.JPG

Outros que precisamos falar é Haymitch e Gale. O primeiro é o mentor dos dois e a única outra pessoa que também sente pelo Peeta. Ele tenta ajudar Katniss a passar por esse momento querendo protegê-la, ao mesmo tempo que quer fazer o mesmo pelo rapaz. Já Gale testa a nossa paciência ao limite com suas atitudes e as consequências de seus atos podem ser drásticas demais. Sobre Finnick e Johanna, eles não estão na sua melhor forma. Mas ficam ao lado da nossa protagonista em momentos importante, mostrando seus sofrimentos com o que está acontecendo e como eles quererem e vão reagir.

– Senhoras e senhores…
A voz dele é baixinha, mas a minha ecoa pela sala.
– Está aberta a septuagésima sexta edição dos Jogos Vorazes!

A diagramação da Rocco é bem simples. As páginas são amareladas com letras e espaçamento bons para a leitura. O livro é menor dos que estamos acostumados, mas é a estrutura dele, então não se espantem. Ele é divido em três partes, de nove capítulos cada uma.

A finalização da trilogia é para mexer com os nossos corações, mostrar que nem todos os finais são felizes e que eles precisam continuar lutando pelo o que acreditam. Perdemos, ganhamos, ficamos com cicatrizes e marcas para sempre.

FILME

A Esperança, parte 1

Como isso aqui já ta enorme, vou tentar focar nas principais mudanças em relação ao filme/livro, ainda que não sejam taaaantas assim.

E essas mudanças ficam bastante a cargo de trocas de personagens. Enquanto no livro temos a equipe de preparação de Katniss (Venia, Octavia e Flavius), no filme eles são substituídos pela Effie, que no livro, ficou desaparecida até o final. Por ser uma personagem querida pelos fãs, ela ficou com essa função de cuidar da mocinha. Além de ganhar frases ditas por outros personagens.

O que também é diminuído no filme são os momentos entre Finnick e Katniss. Eles criam ainda mais laços de amizades, assistem juntos alguns vídeos de Peeta e trocam conselhos, além de passarem tempo juntos nos hospital. No filme, vários desses momentos foram dados ao Gale.

Ah, vale falar que no filme acompanhamos um pouco do resgate dos vitoriosos presos na Capital, coisa que pouco sabíamos pelos livros. Assim como alguns momentos do Presidente Snow com seus aliados.

520.JPG

A Esperança, parte 2

Decidi falar na última parte de filmes para falar que algo beeeeeeeem diminuído neles, são os ferimentos de Katniss. Ela se machuca muito, passa muito tempo no hospital, mas isso é bem reduzido nas telonas.

Se no primeiro filme, Finnick foi reduzido, no segundo, quem sofre com isso é Johanna. Ela e Katniss chegam a dividir o mesmo quarto, treinarem juntas para irem para a Capital, mas ela perde muito, quando não mostram sequer o treinamento ou o motivo pelo qual ela não vai para a Capital junto dos outros rebeldes. Com isso, a chegada de Katniss acaba alterada, com ela indo de forma clandestina se reunir com o Esquadrão 451 e não porque se provou capaz de estar ali.

Temos uma insinuação de relação entre Effie e Haymitch, assim como eles assumindo falas e momentos que seriam de Pluttarch, se o ator não tivesse falecido durante as gravações.

No epílogo também temos mudanças. Depois de tantos e tantos anos juntos, Peeta e Katniss decidem ter filhos. No livro, eles tem uma menina mais velha e um menino mais novo, mas ambos crianças com idade para correr e brincar. No filme, o filho mais velho se torna o menino – que a quesito de curiosidade, era sobrinho de JLaw, apaixonado pelo Josh -, e a menina é um bebê de colo.

Vale ressaltar que muitos diálogo são idênticos aos do livro, assim como muitas cenas. De fato, toda a trilogia/série Jogos Vorazes foi muito bem representada nas telonas e vai ter sempre um local especial para os fãs.

received_1224374384350116.png

12 comentários em “Resenha ‘A Esperança – Suzanne Collins’

  1. linda resenha, eu amei muito o filme e o livro, ainda tenho que termina de ler outros livros que estão na minha lista para pode rever esse novamente kkkkk

    Curtir

  2. Hey!
    Jogos Vorazes foi uma das trilogias que mais me impactou. Lembro que quando terminei de ler, fiquei com uma sensação absurda de angústia. A adaptação para o cinema tinha tanta ação que mesmo com algumas alterações (o que sempre acontece nesses casos) gostei tanto quanto os livros.
    Já peguei nos livros algumas vezes com a intenção de reler, mas não consegui. É uma história ótima, mas ao mesmo tempo cruel demais pra mim.
    Adorei sua resenha!

    Curtir

  3. Olá Raíssa,

    Preciso finalizar essa trilogia com urgência. Li apenas os dois primeiros livros e o terceiro estpa me esperando, sua resenha me deixou animada e talvez leia esse mês. Gostei bastante dos dois primeiros livros e já dava para ver as sutis mudanças do filme em relação ao livro. Pelo que li nesta resenha, parece que existem mais mudanças e estou curiosa para ver como isto foi retratado. Amo demais os filmes e ler a trilogia está sendo sensacional, com certeza vou reler mais vezes. Adorei seu post!

    Beijos!

    Curtir

  4. Oi Raíssa, tudo bom?

    A trilogia Jogos Vorazes também é a minha preferida! ❤
    Para mim o melhor livro é Em Chamas, mas os outros livros não ficam para trás. Adorei a resenha, você escreve muito bem, me deu até vontade de ler os livros novamente rsrs
    Também gostei das fotos, muito sucesso! xoxo

    Curtir

  5. Oba, uma resenha completa!
    Confesso que conheci a saga pelos filmes e acabei gostando mais do que achei que gostaria. Adorei os personagens e pela sua resenha senti que muita coisa mudou neles – psicologicamente.
    Gostei de saber sobre os outros livros, bjs

    Curtir

  6. Devo ser a única dos comentários que não leu essa trilogia. Como já disse por aqui anteriormente, Distopias não são as minhas leituras favoritas. Mas, não posso deixar de dizer que tua resenha traz tanto amor pela história que é praticamente impossível não se deixar fisgar pela curiosidade de conhece-la. Parabéns!

    Curtir

  7. Eu estou com essa trilogia na minha lista desde o ano passado. Preciso abrir um espaço na minha lista de leitura, nem se for para o primeiro livro pelo menos, pois estou muito curioso para saber de suas histórias.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s