Resenha: ‘Aflição – Jenika Snow’

Oii oi gente. A resenha de hoje é de um livro intrigante e que me deixou pensante por dias depois de finalizar a leitura. Recebemos este livro da Bookmarks, agência responsável pela tradução e está disponível somente em ebook. Antes de saber mais, confere a sinopse…

“Só depois de Cameron que eu soube o que era o verdadeiro mal … ou que eu ansiaria tanto por ele. Eu deixaria que o mundo me oprimisse, me puxasse para baixo até que nada fizesse mais sentido. Talvez tenha sido assim que eu me deixei entrar nessa confusão. Talvez tenha sido desse jeito que me coloquei nesta situação com um homem que eu sabia que poderia me salvar de um destino pior que a morte. Mesmo que estar com Cameron, dar a ele tudo de mim, a única parte que valia alguma coisa — meu corpo — poderia me arruinar, tive que sobreviver. Barão da droga. Chefe do crime. Assassino. Eu deveria temê-lo, ficar horrorizada com o que queria de mim e com quem ele era. Mas, em vez disso, me peguei querendo agradá-lo e me entregar completamente. Porque eu sabia que isso me dava controle sobre ele. Cameron Ashton reinava no submundo turbulento, o perigo e a violência da imoralidade, de seu trono. Uma pistola é sua espada e apatia é seu segundo em comando. Eu sabia que ele era perigoso, sabia que acabaria comigo sem pensar duas vezes. Mas ele era minha única chance, a única forma de sobreviver. E eu não sabia o quanto isso era verdade até que ele me possuísse. Ele era possessivo e controlador. A escuridão nele corria mais forte, mais profundamente que jamais correu em mim. Talvez não sejamos tão diferentes. Será que desistir do controle para Cameron, lhe dando a minha alma, faça de mim poderosa? Talvez, no fim das contas, eu seja a dona dele.”

20181219_143731

Sophia trabalha duro para sobreviver a cada dia e mesmo assim parece não ser suficiente. Com uma mãe ausente e um pai alcoólatra, a vida dela nunca foi fácil. Ela trabalha em uma cafeteria que quase não dá pra ela se sustentar. Quando o ápice de sua crise bate a porta, um colega de trabalho indica um cara que pode ajudar com seu problema de dinheiro.

Quando ela chega no lugar indicado, fica claro que não é uma boa ideia, mas Sophia não tem nada a perder e precisa arriscar para tentar sair da situação que se encontra. Ricky é um bandido da pior espécie e quando Sophia acorda pra vida e percebe que ainda tem muito a perder sim, vai ser tarde demais. Agora ela sabe onde os bandidos fazem seus negócios ilegais, então ou ela pega o dinheiro, e fica devendo a Ricky, ou morre.

Sophia, agora sem escolha alguma, acaba pegando o dinheiro e isso só vai complicar sua vida mais ainda. Desesperada ela vai ao bar onde costuma ir para fingir só por algumas horas que tudo está bem, e lá vai reencontrar com o homem misterioso e que exala perigo, que ela conheceu dias antes, do lado de fora desta mesma boate, e que a salvou de um babaca estuprador.

Cameron é um traficante de drogas e temido por todos. Ele é dono da boate que Sophia frequenta a tanto tempo e onde sempre foi observada por Cameron. Quando eles estão cara a cara, Sophia acaba pedindo sua ajuda. Ela sabe que ele é perigoso, pode até ser um assassino, mas ela não consegue evitar de se sentir atraída por ele e o cenário que ela tem com Ricky a pegando não é nada bom.

Cameron decide ajudar Sofia, mas com a condição de que ela seja sua por duas semanas, com a promessa de que Cameron poderá fazer o que quiser com seu corpo. Ele é frio, imperturbável e deixa Sofia temerosa, mas ela acaba aceitando. Ela vende sua alma para o diabo e parece bem aliviada.

“Eu queria que você continuasse sendo minha, queria ter você por perto, cuidar de você. Mas até um cretino como eu sabe que o meu mundo é muito tóxico para você, Sofia.”

Sofia então se muda para a casa de Cameron e começa uma relação totalmente inesperada por mim. Cameron faz de tudo para não levar Sofia a acreditar que ele possa ser bom para ela e sempre deixa claro que quando ele a pegar, vai arruiná-la. Porém, conforme os dias passam, essa promessa nunca se concretiza. Cameron a protege de todas as formas possíveis e de todos, talvez até de si mesmo. Eles vão se aproximar e quando tudo parecer certo, chegará o prazo final e Sofia vai descobrir o que, de fato, é real.

O livro não é tão grande, então vou parar de falar da trama para não acabar dando spoilers e vou focar nos personagens e no que eu senti durante a leitura.

“Todas as coisas materiais são fáceis de te dar, Sofia. É o feliz para sempre que eu não posso oferecer.”

Aflição é um livro que me deixou em uma linha muito tênue entre ter gostado bastante e ter um problema com ele. Na verdade o que mais me preocupou é estar deixando algo passar por conta do aviso de que este seria um romance dark. Eu, com toda a certeza, não classificaria ele assim. Já li alguns darks bem mais pesados e esse passa longe. Outro ponto seria um possível relacionamento abusivo entre Cameron e Sofia, o que eu também não acho que seja o caso.

Cameron só conhece dor e sofrimento. Ele nunca teve amor ou afeto em sua vida, só surras e espancamentos gratuitos e muitas outras coisas horríveis que ele teve que lidar para sobreviver. Ele não teve muitas chances de ser um cara bom. Ele nem saberia por onde começar. Mas Sofia desperta esse sentimento nele e ele em momento algum é agressivo com ela. Ele tem momentos frios sim em que ele tenta convencê-la de que é um cara ruim, mas nada além disso.

“Se ele me quisesse, não teria me feito ficar com ele? Se ele me ansiava do mesmo jeito que eu, não teria me procurado? Talvez ele não queira nada comigo. Eu era apenas uma conveniência, uma pessoa para ele encontrar o prazer? Ou ele poderia estar ficando longe, para me proteger?”

Ao contrário do que é acusado na sinopse, encontramos um romance com um lado fofo sim, e isso é provado nos vários momentos que Cameron é atencioso e protetor com Sofia. E essa proteção não tem nada a ver com controle e sim exclusivamente ele sendo preocupado com o bem-estar dela. Ele nunca a proíbe de fazer nada e de ir onde ela quer, ele só tem um guarda-costas para garantir que ela está bem.

Eu fiquei procurando justificativas para entender o aviso que vem com a sinopse, mas sinceramente achei um tanto exagerado. Porém, uma cena em especial me incomodou e eu terminei o livro não totalmente satisfeita com a conclusão da situação. Não posso dar spoilers mas quando vocês chegarem na primeira vez deles vocês provavelmente saberão do que estou falando. Foi o único momento que duvidei de Cameron e por mais que Sofia deixe explicado que detém todo o poder, não fiquei totalmente convencida. Letícia, leia esse livro logo para que possamos conversar rs.

Aflição foi lançado pela autora Jenika Snow, de forma independente, no Brasil. E pelo visto as coisas deram super certo, pois ela lançou um segundo livro, Bela Prisão, logo depois. Eu já quero muito ler, pois adorei a escrita da Jenika. Gostei muito da capa também. A tradução está ótima e a leitura flui com facilidade. Ambos estão disponíveis apenas em ebook e para quem é assinante do Kindle Unlimited, os livros saem de graça.

20181219_143702

No mais, Aflição é um romance, que não é daqueles com flores e corações, mas tem sua forma bonita, quando compreendida. Eu indico sim a leitura, mas que você leia com um(a) amigo(a) para que vocês possam debater sobre a trama e não ficar como eu que não tenho uma conclusão 100% garantida. A linha tênue ainda existe e por esse motivo eu vou dar 4 Angélicas para essa história.

CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

Anúncios

12 comentários em “Resenha: ‘Aflição – Jenika Snow’

  1. Menina do céu, fiquei vidrada no vidro com você contando. Quantas reviravoltas!
    Pela sua resenha eu senti esse ponto no que você observa de Cameron, também me senti incomodada um pouco. Entretanto, fiquei interessadíssima no livro e isso que eu não gosto de romance.

    Curtir

  2. P r e c i s o ler esse livro!!!
    Amo romances que nos deixam nesse conflito que vc experimentou. Na verdade, gosto de destrinçar o psicológico dos personagens e das relações entre eles; e numa época em que parece estar em moda o relacionamento abusivo, a gente precisa ter a mente muito esclarecida para não cair no radicalismo. Quero ler Aflição. Em tempo, parabéns pela resenha!

    Curtir

  3. Olá Anna, tudo bem?

    Ainda não conhecia a obra, mas depois de ler o que você narrou, fico com o pé meio atrás. Parece haver algumas incosistências dentro do enredo e esse possível relacionamento abusivo me deixa bem receosa, pois normalmente é algo que me incomoda bastante. Mesmo assim, fiquei querendo ler para tirar minhas conclusões e ver de perto todos esses pontos, principalmente essa cena da primeira vez deles que você citou.

    Beijos!

    Curtir

  4. Eu não sou muito chegada em tramas desse tipo, mas acho que vou me livrar do preconceito literário um pouco e dar uma chance, principalmente por causa dos seus próprios questionamentos acerca dele. Acho que esses livros que deixam a gente na dúvida são os melhores, porque nos fazem refletir sobre o que achamos sobre o próprio assunto. Quero dizer: você ficou em dúvida se o relacionamento deles era abusivo ou não. Se eu fico com essa dúvida na hora de ler um livro, logo me pego me questionando sobre como eu enxergo um relacionamento abusivo.
    Vou dar uma olhada!

    Beijos
    http://www.degradeinvisivel.com.br

    Curtir

  5. Não conhecia a obra e com as observações que fez, pensaria um pouco se valerá a pena em ler. Anotei o nome, quem sabe eu leia. Mas independente disso, gostei do post muito.

    Curtir

Deixe uma resposta para Brenda Andrade Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s