Resenha: ‘Não Pare – FML Pepper’

Oiiii oi gente. Hoje a resenha é do livro Não Pare, primeiro da trilogia de mesmo nome da autora FML Pepper e publicado pela Editora Valentina. Sempre fui muito curiosa para ler esse livro e finalmente consegui rs. Antes de saber o que achei, confere a sinopse:

“Nina Scott não suportava mais a vida nômade e solitária que sua mãe, Stela, a obrigava a ter. Mudar de cidade ou de país a cada piscar de olhos, conviver com tantas perguntas que a consumiam, assombrada por mistérios de um passado guardado a sete chaves. Agora, aos 16 anos, a garota das estranhas pupilas verticais exigia respostas. E, para sua péssima sorte, elas já estavam a caminho!Quando Stela decide ficar em Nova York, Nina acredita que seu sonho de ter uma vida normal vai se tornar realidade. Finalmente terminará o ano letivo em um mesmo colégio, poderá fazer amigos sem ter que abandoná-los em seguida, viver um grande amor, amadurecer, criar raízes… Enfim, curtir a juventude. Mas o “normal” está muito longe da vida de Nina! Perdida no olho de um furacão de mortes e inexplicáveis acidentes, tendo que esconder os terríveis fatos da mãe paranoica, Nina começa a desconfiar da própria sanidade mental, de tudo e de todos. O que explicaria os paralisantes calafrios, a perda de visão e de memória que experimentava sempre que alguém morria ao seu redor? O que ela teria a ver com os bizarros e sobrenaturais acontecimentos? Estariam eles interligados? Seria a Morte sua companheira para toda a vida? É chegada a hora da verdade.”

Vamos conhecer Nina em meio a um acidente na praça Dam, em Amsterdã onde mora com a mãe, que quase termina com ela se machucando feio. Sua mãe, Stela, surta e quando chegam em casa, decide que elas precisam se mudar, dando a desculpa de que recebeu uma proposta de emprego e não pode perder. Isso poderia até não ser estranho ou suspeito se Nina já não tivesse passado por isso várias vezes em toda a sua vida.

A cada vez que algo a coloca em perigo, o que parece inexplicavelmente acontecer sempre, elas se mudam. Nina não aguenta mais isso e bate o pé que não quer ir, mas Stela logo a convence dizendo que vão para Nova York, onde elas já viveram antes e lugar que Nina adorou viver. Nina finalmente acredita que agora pode ter uma vida normal, principalmente depois de fazer amizade na nova escola, coisa que ela nunca deixou acontecer devido a sua vida de cigana.

Mas coisas estranhas sempre fizeram parte da vida de Nina, e isso não muda nem quando ela enfim se sente feliz onde está. Pelo contrário, só pioram! Ela sempre se mete em acidentes que acabam com alguém morrendo ~sinistro~ e ela simplesmente paralisa e até desmaia em todos esses momentos, como se não conseguisse controlar o próprio corpo.

Nossa mocinha sempre se perguntou o motivo de todos esses eventos. Lá no fundo de sua mente ela sabe que isso não pode ser coincidência. Fora o fato de que ela tem uma anomalia na pupila e tem que usar lentes especiais para esconder, criadas pela própria Stela, que se especializou em lentes de contato só para criar essas pra Nina. Suas pupilas não tem o formato normal arredondado e sim, um diagonal como dos felinos. Sua mãe sempre lidou com isso como se fosse algo normal e sempre muda de assunto quando essas questões vem a tona. Principalmente quando o assunto é o pai de Nina. Só que fica mais do que claro que Stela está escondendo muita coisa da filha.

Mas as respostas não vão demorar para aparecer. E isso acontece depois que ela conhece o atencioso Kevin e o bad boy Richard. Kevin logo demonstra interesse por Nina, coisa que parece acontecer com todo o garoto em volta dela, e Richard é o cara implicante que ela vai amar odiar. Só que nada é o que parece ser. Nina acaba se envolvendo com Kevin mas estranhamente Richard com seus intensos olhos azuis não para de aparecer em todo o lugar em que ela está.

“Como a morte poderia ser tão bela? O certo seria que ela fosse horripilante, como nos filmes de terror.”

As coisas vão começar a ter respostas quando em uma peça de teatro que Nina e a mãe estavam ansiosas para ir, Stela começa com um de seus momentos estranhos e quer ir embora no meio da peça. O pânico de Stela piora assim que ela vê Kevin. Ela puxa Nina, tentando escapar e Nina não entende o motivo, afinal Stela não foi apresentada a Kevin ainda. Um grave acidente acontece com Stela e Nina desesperada acaba desmaiando.

Quando acorda, ela fica em pânico por estar na presença de Richard e outros caras que ela não conhece. Depois de um tempo ela tem a certeza que está sendo vítima de tráfico de pessoas e não acredita em nada que Richard fala pra ela. Só que mesmo Nina querendo ou não acreditar, Richard é um resgatador -Morte, como conhecemos – e veio de uma dimensão chamada Zyrk, com a missão de matar Nina.

“Se eu pudesse imaginar que estes seriam os últimos dias da minha vida, ou melhor, da vida com a qual estava acostumada, faria alguma diferença?”

Estão confusos? Calma que eu explico rs. Neste mundo fantástico, existem quatro Dimensões: a superior chamada Plano (Céu), a segunda é a Terra, a terceira é Zyrk, que existe no mesmo plano que a Terra mas em outra dimensão, e o Vértice (Inferno). Zyrk existe para manter o equilíbrio na Terra. Nina é filha de um zyrkiniano com uma humana, fazendo dela a primeira híbrida e com o poder de ser um risco para a existência e ordem de todo este universo. Então quase todos os clãs dessa dimensão, incluindo o de Richard, decidem que Nina deve morrer. Nina tendo toda essa informação disponível, vai precisar decidir no que acreditar e principalmente em quem confiar para se manter viva.

Eu vou parar de falar da trama por aqui pois acontece MUITA coisa e é legal ir acompanhando conforme as coisas se desenrolam. Então vou destacar alguns pontos que tanto me agradaram como também desagradaram. Nina é uma adolescente prestes a completar 16 anos e tem uma vida totalmente agitada, sem estabilidade e que viveu muitas coisas sem explicação lógica. Quando tudo vai sendo revelado pra ela, ela não quer absorver nada e insiste que as pessoas estão todas loucas. Eu entendo no início ela ser descrente de tudo, eu também seria, mas pegando tudo o que aconteceu com ela e tudo o que vem acontecendo, ela ainda bater na tecla que as pessoas estão pregando uma peça nela é um tanto irracional. Uma coisa em relação a ela que me incomodou foi o fato de quando algo bem ruim acontece com a mãe dela ela simplesmente leva numa boa comparado ao drama que ela cria quando acredita que foi traída por Richard.

Já Richard consegue ser uma das pessoas mais bipolares que já vi. Ele e seus companheiros se mostram perigosos a princípio, pois são a Morte, mas ao longo da trama suas ações não condizem com o que nos foi apresentado. Eu entendo que eles são jovens e rebeldes mas eu esperava uma maturidade maior pra quem foi criado para ser um assassino frio. Nina até tira bastante informações ‘confidenciais’ de um deles, fácil, fácil.

Já a história em si não me conquistou tanto como eu esperava por vários detalhes ao longo da história que não permitiram eu me conectar com esses personagens de uma forma que eu sentisse verdade naquilo. Teve alguns erros de continuidade bem explícitos que eu não consegui deixar passar.

Mas vamos falar do que eu gostei pois está parecendo que nada me agradou e não foi bem assim rs. Todo esse universo de dimensões e como a autora usou o que já conhecemos, como Morte, Céu, Inferno e etc…, em outra perspectiva, tornou a história bem interessante. A trama tem ritmo e isso me prendeu e me deixava ansiosa para fazer mais descobertas.

Outro detalhe que eu adorei e até explica um pouco o motivo dos caras acharem Nina tão interessante rs, é que os zyrkinianos não tem os sentimentos bons. Eles sentem raiva, dor, angustia e o essencial para a sobrevivência, mas amor e desejo e todo os sentimentos bons não fazem parte da vida deles. Na lenda deles, Nina pode ser a resposta para isso e quem pode fazer eles sentirem. Toda a trama ao redor disso é bem legal de acompanhar.

Eu adoro as edições da Valentina, são muito bem feitas. A capa dá o destaque para os olhos de Nina e ficou bem bonito. As páginas são amareladas, com fonte e espaçamento bons para uma leitura confortável. No canto superior temos o detalhe de uma florzinha fofa que também está presente na lombada do livro. Nas aberturas de cada capítulo temos a imagem de Nina ao fundo. Tudo bem minimalista, mas delicado.

received_109595073268360.jpeg

Não Pare é uma fantasia diferente do que eu já tenha lido e isso contou a favor da história. Não temos esse universo sendo tão explorado neste livro e ficam muitas pontas soltas, mas eu não me incomodei com isso pois sendo o primeiro livro de uma trilogia eu já esperava que seria algo mais explicativo. Temos algumas cenas bem interessantes e eu dou destaque a uma no finalzinho que foi um divisor de águas de quem pode vir a ser os maus e os bonzinhos de tudo. O romance não é um foco tão grande e só temos alguma certeza dele no final, mas a cena valeu muito a pena a espera.

Falando em final, todos o acontecimentos me deixaram curiosa para o segundo livro e gostei disso, pois apesar de muita coisa ter me prendido a trama, várias não me agradaram tanto, como eu destaquei antes, e no fim de tudo eu ainda não ter perdido meu interesse na história já me animou para correr pro próximo. Vou deixar minhas 3 Angélicas para essa história e espero vocês na próxima semana, quando volto com o segundo livro, Não Olhe! Até. CLASSIFICAÇÃO 3ANGÉLICAS

10 comentários em “Resenha: ‘Não Pare – FML Pepper’

  1. UAU, interessante… eu leio muitas fantasias e acho que você também, aí a gente começa a ficar exigente depois de muitas sagas haha, entretanto, eu sempre gosto das ambientações das histórias, e Não Pare parece ter uma boa ambientação e a personagem é interessante, eu gosto! Não sei se leria, vou esperar a resenha sobre o próximo livro pra ver se vale a pensa embarcar.

    Curtir

  2. Oi Anna, tudo bem?

    Já li esse livro, tenho os outros, mas ainda não li. Fazem 2 anos que li o primeiro, então lembrava só o básico da história, sua resenha me fez relembrar alguns outros detalhes. Quando realizei a leitura, gostei bastante da narrativa e de todo universo criado, que ainda precisa ser bem mais explicado, como você citou. Pretendo reler o primeiro para dar continuação aos próximos e espero fazer isso em breve. O final deixa o gostinho de quero mais. Adorei sua opinião, resenha maravilhosa!

    Beijos!

    Curtir

  3. Olá
    Meu problema com fantasias urbanas tende a ser esse triângulo e sempre descobrimos que um ‘traiu’ a personagem coisa e tal, é bem previsível, mas foi algum desconto por esse ser o primeiro livro da autora, e a gente sempre encontra inconsistências na escrita. Eu quero conhecer esse livro pois já bati um papo com a autora e ela é fofa demais

    Curtir

  4. Fantasia não é um dos meus gêneros favoritos de leitura, mas tramas envolvendo mistérios de uma forma ou de outra sempre acabam me prendendo. Gostei do mofo como vc abordou detalhes da estória na sua resenha e confesso que até fiquei curiosa sobre o desfecho final.
    Vou procurar por aqui!
    Parabéns pelo post!

    Curtir

  5. Oi Anna! Olha, já tive mt vontade de ler esse livro, porque ele é super comentado. Mas, hoje, não sei se ainda sinto essa vontade. Não só pelas coisas que você apontou e eu sei que me irritaria, mas por outras coisas que eu ando lendo. Acho a premissa super interessante, talvez num melhor momento me cative, mas agora não. Amei a sua resenha super sincera e maravilhosa. Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtir

  6. Gostei! Achei interessante,curiosa. Mas talvez não seria um livro que eu compraria, por parecer que a história ficaria confusa, mas se eu tivesse disponível e não tivesse nenhum na fila ( o que sempre tem) eu leria.

    Curtir

  7. Estou desde o início desse ano querendo ler essa obra, mas fiquei prorrogando. Agora já estou com minha lista toda comprometida até Dezembro e muito curioso para saber dessa história. Irei me organizar logo nas primeiras semanas de 2019 e incluí-lo em minhas leituras, do ano passado não pode passar.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s