Resenha: ‘A Decodificadora – Emi de Morais’

Oi gente!! Hoje tem resenha de um romance policial com bastante ação e claro muito romance. O livro da autora Emi de Morais foi enviado sob parceria com a Editora Charme e assim que recebi já coloquei na minha listinha de próximas leituras e eu só posso dizer uma coisa: A Decodificadora foi uma grata surpresa. Antes de entregar mais, confiram a sinopse…

“Quando desembarcou em Boston para atender a convocação do mais importante comandante da segurança nacional americana, o agente Murilo Marconi só tinha em mente sua ascensão profissional.
Entretanto, o que inicialmente parecia ser uma excelente oportunidade de trabalho, acabou se transformando em uma operação perigosamente sensual quando se vê dominado por sentimentos inesperados em relação à decodificadora do cartel: a pequena e deslumbrante Babi Savi, que era a chave do sucesso daquela missão, mas que não se mostrou propensa a colaborar.
Atraídos um pelo outro, Marconi e Babi enfrentam a batalha do coração e também a realidade de estarem trabalhando para lados opostos da lei.
Paixão, razão e adrenalina fazem de A Decodificadora um romance envolvente e sensual. O primeiro livro de uma série policial que vai te arrebatar da primeira até a última página.”

20180918_175851

Quando Bárbara Savi, ou Babi como é conhecida, acorda numa sala de interrogatórios, ela sabe que está encrencada, melhor dizendo mais encrencada que o normal. Ela não sabe onde está, mas é provável que esteja fora do Brasil já que está sendo interrogada em inglês. Ela sabe que não pode contar nada, mesmo que pareça que eles já saibam de alguma coisa. A única coisa que passa pela cabeça de Babi é que ela precisa sair dali a tempo de receber o código do cartel ou sofrerá as consequências.

Murilo Marconi é um agente brasileiro que há meses vem monitorando Babi. Quando a brasileira é levada para ser interrogada nos Estados Unidos, Murilo é convocado à participar. Ele sabe que esse caso é sua grande chance de promoção não só no Brasil como até mesmo uma chance de entrar na maior agência de segurança nacional dos EUA. Ele só não imaginava que em seu primeiro contato real com Babi, ele se sentisse tão atraído por ela a ponto de passar por cima das ordens do líder da agência.

Ele tenta convencer Babi que eles precisam trabalhar juntos, pois já sabem que ela é a decodificadora do maior cartel de drogas da América Latina e que já está ganhando bastante espaço nos EUA. Babi fica assustada, mas sabe que não pode confiar nesses homens já que nem sabem quem eles são e nem se os nomes usados são os verdadeiros. Ela tem muito a perder, então inicialmente ela finge colaborar e assim ela volta para o Brasil, mas com uma equipe enorme junto com ela.

“Você não é estúpida, tampouco uma alienada. Então, não, você não é uma deles.”

A equipe liderada por Murilo, que na missão se chama Alan, acampa não só na casa de Babi como na vida dela já que tudo será monitorado. Babi não sai e nem fala com ninguém sem que eles saibam. A equipe até mesmo coloca câmeras no bar onde ela trabalha, pois sabe que as mensagens são entregues lá. Babi está se sentindo pressionada, mas ela não confia nesses homens que estão vivendo na casa dela e ela tem muito a perder se não receber a mensagem para decodificar.

Paralela a essa trama policial, vamos vendo o interesse mútuo entre Babi e Murilo/Alan, mas ele sabe que não pode se envolver com o seu caso e além disso Babi está num relacionamento com a Cinderela. É assim que passaram a chamar Laura, a namorada de Babi. Murilo logo tenta afastar a namorada, primeiro porque não pode botar a missão a perder e segundo porque ele quer Babi. Quanto mais gente próximo dela, mais chances de tudo dar errado.

“Eu acho que você não conheceu muitos caras decentes na sua vida, Babi. As diferenças são comuns e são boas na maioria dos casos.”

Aos poucos, Babi vai cedendo à Murilo, pois se sente atraída por ele e o namoro com Laura sempre foi mais de aparências do que um relacionamento sério. Laura sempre cobrou uma posição dela e Babi nunca quis realmente assumir que elas eram um casal. Murilo vê nessa indiferença de Babi, a sua chance de conquistá-la. Ele sabe que não deveria envolver um relacionamento entre eles na missão, mas ele não consegue resistir à Babi.

A medida que o relacionamento deles vai evoluindo, Babi vai se abrindo e passa a confiar mais nos homens que passaram a morar com ela. Ela ainda não sabe quem eles são e nem o que querem, mas Murilo já mostrou em vários momentos que se ela colaborar, logo todos sairão daquela situação e Babi terá mais a ganhar confiando neles. Vocês devem estar se perguntando o que uma menina jovem como Babi estaria fazendo envolvida num cartel de drogas né?

Babi não está lá porque quer e nem mesmo ganha pelo trabalho que faz para o cartel. Ela sempre gostou de números e jogos online, então na medida que avançava nas fases mais complicadas dos jogos mais difíceis, ela entrou no radar do maior traficante de drogas. Ele queria alguém que pudesse decodificar mensagens difíceis e rapidamente para que as rotas sempre ficassem protegidas. Como havia a possibilidade de Babi não aceitar, Júlian pegou algo importante para ela. Desde então Babi faz o trabalho na esperança de recuperar aquilo que lhe foi tirado.

“Parecia um sonho. Murilo era seu sonho e agradeceria a Deus cada dia que acordasse ao lado dele.”

Babi, apesar da pouca idade, já sofreu muito na vida, mas não perde a esperança de um dia viver sem a sombra do cartel sobre ela. Eu gosto de como a personagem é forte e determinada. Algumas vezes, ela pode ter soado infantil e até mesmo egoísta, mas apenas ela sabia o peso que era estar naquela situação. De um lado uma equipe de homens  estranhos querendo pegar a mensagem. Do outro o líder do cartel de drogas que poderia acabar com a sua vida. É normal e até mesmo aceitável que ela tenha sido egoísta em alguns momentos.

Inicialmente eu não gostei do Murilo e até achei ele um pouco machista e prepotente. Eu entendo que a atração que ele sentia pela Babi era correspondida e por isso insistia tanto para que ela saísse daquele relacionamento de mentira. Só que a forma que ele usa para que ela dê uma oportunidade para ele não foi legal. O tempo todo em volta dela e insistentemente querendo que ela desistisse de Laura e ficasse com ele. Eu só passei a gostar um pouco mais dele, a medida que vai cumprindo o que promete a Babi mesmo quando o chefe não aprova.

Ele é impulsivo e protetor, então aos poucos ele foi demostrando que não era um homem ruim. Ele tem um jeito rude, mas assim que vamos conhecendo ele, vemos que tem um coração bom e as intenções com Babi sempre foram reais. Afinal ele já ‘conhecia’ Babi há meses e desde então nutria por ela essa paixão. Acredito até que por estar apaixonado por ela há mais tempo foi um dos motivos para insistir tanto assim como sempre acreditou na inocência dela. Ele não conseguia acreditar que ela estava envolvida naquilo tudo por livre e espontânea vontade.

“Porque o amor algumas vezes precisa ser decodificado.”

A Decodificadora é o primeiro livro da série Agentes BSS que foi lançado inicialmente apenas como ebook, mas agora temos a versão física também. O livro é um romance policial bastante envolvente e que eu não conseguia largar. Eu queria a todo custo saber como Babi sairia daquela situação e se finalmente recuperaria o que tanto queria. Além disso estava na torcida para que a missão não estragasse o romance entra ela e Murilo e vice-versa.

Sobre a edição física de A Decodificadora, nós recebemos da nossa parceira Editora Charme e foi uma grande surpresa já que não tínhamos solicitado. Agradecemos pela chance de conhecer o livro da Emi. A diagramação não me agradou muito e eu tive bastante dificuldades para ler, pois todas as páginas tem esses mesmos números que vocês estão vendo na capa. Como já tinha a versão em ebook, eu parei de forçar a vista em fui ler pelo Kindle. O livro é narrado em terceira pessoa, mas temos o ponto de vista de cada um dos nossos protagonistas.

20180918_175934

A Decodificadora é um livro para todos os gostos, pois tem uma trama policial bem elaborada, romance, personagens determinados e bem construídos e que mesmo com seus defeitos me pareceram pessoas reais. Eu gosto de ler tramas onde os personagens nos aproxima e que nos deixam torcendo por um final feliz e Babi merecia muito isso. Já espero pelo próximo livro da série e estou curiosa por qual agente será o protagonista. Deixo minhas 4 Angélicas para esta história. CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

 

 

 

10 comentários em “Resenha: ‘A Decodificadora – Emi de Morais’

  1. Oi Dri,

    Adorei a premissa desse livro. Adoro essas histórias de romance policial com os protagonistas em lados diferentes. Aí junta com a mocinha forte e determinada e pronto! Já tô doida pra ler o livro rs
    Pena que a diagramação não ficou legal. Deve ser cansativo de ler mesmo com todos esses desenhos na página.
    Adorei sua resenha! E essas fotos estão incríveis, como sempre! ❤

    Curtir

  2. Oi Adriana, esses livros com tramas policias que misturam romance tendem sempre a ser bem interessantes e prender nossa atenção. Não conheço a escritora ainda. Adorei a diagramação em formato de relógio digital para os capítulos.

    Curtir

  3. Que legal essa obra. Penso que é interessante envolver o gênero de romance com outros. Isso permite novas possibilidades. Além disso, temos personagens principais de lados opostos, é muito bom fazer tramas assim para desenvolver personalidades diferentes e meios diferentes. Uma boa dica! abraços.

    Curtir

  4. Poxa, parece ser uma trama de tirar o folego, gostaria de saber o que será que Julian tirou de Babi? Confesso também que não achei o jeito do Murilo legal não. Gostei da Babi parece ter uma personalidade forte e ser muito inteligente, vemos que os dois lados precisam do trabalho dela e isso é muito legal de ler… Abraço!

    Curtir

  5. Olá Adriana, gosto muito da forma que você escreve! Eu não conheço a autora mas adoro esse estilo de livro, só pela sua resenha já gostei muito da Babi e estou torcendo por ela.

    Curtir

  6. Não conhecia “A decodificadora”, nem Emi de Morais, mas essa sua resenha me prendeu. Amei a forma como você escreveu e descreveu a trama. Fiquei super curiosa por ler esse livro, pois pelo que você disse as personagens são fortes (determinadas), como eu gosto e melhor ainda o facto de misturar um policial com um romance. Adorei.

    Curtir

  7. Parece realmente muito bom este romance policial, seria um dos livros que eu gostaria de ler. Achei interessante a sua percepção do perfil do Murilo, parecendo que mesmo embora ele parecia machista e ao mesmo tempo protetor ou aquele ombro que Babi precisava naquele momento e ao mesmo tempo era inerte a situação, embora tivesse o amor correspondido.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s