A Hora do Chá: ‘Uma Noiva para Winterborne – Lisa Kleypas’

Oi gente!! Estou de volta para tomar um chá com vocês e desta vez vim falar do segundo livro da série Os Ravenels, Uma Noiva para Winterborne da Lisa Kleypas e lançamento deste mês da Editora Arqueiro. Neste livro vamos contar a história de Helen Ravenel e Rhys Winterborne. A história deles começou a ser contada em Um Sedutor sem Coração, mas os dois mereciam um livro só deles após aquele final do primeiro livro. Enfim, leiam a sinopse, peguem seus leques e se preparem para o nosso chá…

“Rhys Winterborne conquistou uma fortuna incalculável graças a sua ambição ferrenha. Filho de comerciante, ele se acostumou a conseguir exatamente o que quer – nos negócios e em tudo mais. No momento em que conhece a tímida aristocrata lady Helen Ravenel, decide que ela será sua. Se for preciso macular a honra dela para garantir que se case com ele, melhor ainda. Apesar de sua inocência, a sedução perseverante de Rhys desperta em Helen uma intensa e mútua paixão. Só que Rhys tem muitos inimigos que conspiram contra os dois. Além disso, Helen guarda um segredo sombrio que poderá separá-los para sempre. Os riscos ao amor deles são inimagináveis, mas a recompensa é uma vida inteira de felicidade. Com uma trama recheada de diálogos bem-humorados e cenas sensuais e românticas, Uma noiva para Winterborne é o segundo volume da coleção Os Ravenels.”

noiva (1)

Os Ravenels são conhecidos por serem tempestuosos, mas Helen, a mais velha das irmãs Ravenels, sempre foi tímida e se manteve fora das confusões da família. Enquanto as gêmeas Cassandra e Pandora são dois furacões, ela servia para apaziguar o caos que as duas sempre causavam. E por ser tão comedida, Helen sempre se achou diferente dos outros membros da família.

Quando Devon assumiu o título de Lorde Trenear, ele herdou o condado falido, então sem dote as meninas não poderiam ser apresentadas à sociedade e fazer bons casamentos. E é assim que Helen acaba comprometida com Rhys Winterborne. Mas esse compromisso havia sido firmado ainda no livro um da série, mas devido a algumas complicações, que não direi quais são, o noivado foi rompido. Foi assim que iniciamos a leitura deste livro.

Rhys Winterborne é um homem de origem humilde que conseguiu se tornar um dos homens mais ricos da Inglaterra através de sua loja, a Winterborne’s, que vende de tudo. Rhys conseguiu o dinheiro, mas ainda não é visto como um membro da sociedade londrina. Então quando seu amigo Devon oferece a mão de lady Helen em casamento, ele vê a oportunidade de ascender socialmente.

O Sr. Winterborne era sofisticado e muito inteligente, mas havia algo selvagem nele. Uma sugestão de perigo, um fogo que parecia arder sob a superfície.”

Helen não consegue aceitar o rompimento do noivado com Rhys, então é ela quem decide o seu próprio destino quando vai ao encontro  dele sem nenhuma companhia. Inicialmente Rhys não acredita que a doce Helen, uma mulher que aparenta ser tão frágil, possa estar ali para pegar seu noivo de volta. Ele é um homem considerado bruto e que pouco confia na aristocracia, mas ele gosta de coisas boas e refinadas e lady Helen é tudo isso num pacote só.

Após o incidente que aconteceu no final do primeiro livro, Devon jamais permitiria que Helen reatasse o noivado com Rhys, até porque a família já não precisa mais do dinheiro que o casamento com ele traria. Então eles decidem que se lady Helen for desonrada, o único caminho será o casamento entre eles. É claro que quando Devon fica sabendo que Rhys desonrou sua prima, ele fica louco já que Helen estava sob a sua proteção. Com os dois devidamente comprometidos novamente, Helen se vê cada vez mais apaixonada por Rhys. E o sentimento é totalmente mútuo, mas Devon não vai facilitar e decide levar toda a família de volta para o Priorado.

“Eu lamento cada minuto que você está fora dos meus olhos. Lamento cada passo que dou e não me leva para mais perto de você.”

As semanas vão passando e a saudade de que ambos sentem é enorme. Rhys está quase convidando para uma visita quando recebe um telegrama de Devon pedindo que ele vá já que a família está precisando. As irmãs Ravenels precisarão voltar à Londres já que Lorde e lady Trenear vão se ausentar por algumas semanas. Como West também não poderá se ausentar do Priorado, as irmãs ficam na responsabilidade de lady Berwick, a mãe de criação de lady Trenear.

Mas não só de romance vive um casal de época, certo? A gente precisa de uma confusãozinha pra deixar tudo melhor não é mesmo? E é claro que teremos um pouco disso já que Helen descobre um grande segredo do passado de sua família e que poderá arruinar seu casamento com Rhys. Helen é muito sensata e verdadeira, então ao saber que tem algo que impediria seu casamento com o homem que roubou seu coração, ela já tem uma decisão tomada. Ela não vai mentir para Rhys, ela só precisa decidir quando vai contar esse segredo para ele e enfim ter seu noivado arruinado novamente. O que será que vai acontecer? Será que Helen vai contar mesmo? Como Rhys vai receber essa notícia?

“Eu amo você. Não estou nem um pouco interessado se seu pai é o diabo em pessoa. Eu a deixaria cravar uma faca em meu coração se você quisesse, e a amaria até meu último suspiro.”

O que falar das capas dessa série? Eu só sei suspirar e dizer que a editora fez um lindo trabalho. A diagramação está como a gente gosta com páginas levemente amareladas, fonte e espaçamento confortáveis para uma boa leitura. Um livro tem mais de 300 páginas, mas a narrativa da Lisa é tão maravilhosa que quando nos damos conta o livro já acabou e ficamos com o sentimento de perda. O pior é que é uma perda real já que o terceiro livro da série, Um Acordo Pecaminoso, da escandalosa Pandora está previsto apenas para janeiro de 2019. Já posso chorar? A espera será longa.

noiva (2)

Falando nas gêmeas, eu adoro quando elas aparecem. Sempre trás um toque de humor para a história. Elas são duas meninas impetuosas e que vão aprontar muito na temporada de bailes, mas também são generosas e quase no final deste livro, elas provaram que são irmãs fiéis. Outro personagem que sempre me arranca gargalhadas é West, irmão de Devon. Ele apareceu muito pouco nesse livro, mas não deixou por menos e nos fez rir em todas as situações. Lorde e Lady Trenear tiveram que fazer uma viagem inesperada para a Irlanda, então boa parte do enredo da história se passa com eles fora da Inglaterra.

Com a história se passando basicamente em Londres, nós tivemos mais vislumbres da vida de Rhys na loja e assim conhecemos novos personagens. Gravem um nome, pois acho que essa pessoa deve aparecer nos demais livros: Dra. Garrett Gibson. Isso mesmo, uma médica. Ela apareceu em momentos determinantes neste livro e é uma grande personagem já que mulheres médicas quase não existiam nesta época, ou seja, ela era uma grande afronta para a sociedade londrina e nós gostamos quando os livros apresentam mulheres fortes e que vão contra uma sociedade que nos colocava apenas como mulheres do lar.

“Coração do meu coração, você não precisa que homem nenhum a entregue. Simplesmente vá até mim de livre e espontânea vontade. Ame-me por quem eu sou, como eu a amo por quem você é… e nosso laço durará até as estrelas perderem o brilho.”

Ainda falando sobre mulheres fortes, eu queria dedicar todo o meu amor, ok…todo não, porque preciso deixar para o Rhys também rs, enfim, eu queria deixar frisado como amei a Helen. Uma mulher que aparentava ser tão frágil desde o primeiro livro, mas que foi ganhando força e virou dona de seu próprio destino. O amor de Rhys foi dando uma força que ela nem sabia que tinha e quando se viu no momento mais decisivo de sua vida, foi o amor que decidiu por ela.

Falando de Rhys, eu não tenho palavras pra dedicar meu amor por ele. Um galês de aparência bruta, que venceu na vida por seus próprios meios e que tinha apenas uma ambição:  ser parte da sociedade. Mas até isso deixou de ser uma ambição quando ele se viu perdidamente apaixonado por Helen. Ele poderia ser inadequado para uma lady, mas Helen nunca o viu assim e ele foi conquistando não só o coração de Helen, mas o nosso também. Um personagem lindo e tão merecedor de ser feliz.

Enfim, Uma Noiva para Winterborne, é um romance para ninguém colocar defeito. Temos uma não tão frágil noiva e um não tão bruto gales que nos deram uma história sensual, divertida e pra lá de romântica. Lisa Kleypas ganhou mais uma fã e eu já fico esperando ansiosa pelas continuações dessa série. Ela construiu não só um casal cativante, mas trouxe uma narrativa fluida e que prende o leitor. Tudo que me incomodou no primeiro livro, eu praticamente esqueci quando comecei a ler este segundo. Maravilhoso e muito merecedor das minhas 5 Angélicas. Me despeço do chá e volto assim que possível. CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

 

17 comentários em “A Hora do Chá: ‘Uma Noiva para Winterborne – Lisa Kleypas’

  1. Eu desconhecia essa escritora…. Queria ver algo e talvez comece por esse mesmo. O problema é: A lista de coisas que tenho pra ler antes dela… Mas tá na lista… Sua resenha me estimulou. Parece ser uma bela história mesmo!

    Curtir

  2. Oi, Leti! Tudo bem?
    Com essa frase aqui você me pegou:

    “Temos uma não tão frágil noiva e um não tão bruto gales”. POis sinceramente, eu me canso desses personagens e situações bemmmm iguais que encontro ao ler as sinopses e comentários sobre esses livros.

    Quanto a capa, achei bonita, mas tenho lá meus estranhamentos, essa noiva até parece um fantasma (sorry) rs,.).

    Bjão,
    Di, http://www.vidaeletras.com.br

    Curtir

  3. Eu amo romance! Com certeza esta história iria me agradar!
    Pelo que li , é uma narrativa que prende o leitor do início ao fim, bastante envolvente!
    Fiquei curiosa para ler!!

    Curtir

  4. Que delícia, essa atmosfera londrina em romances de época deixa tudo mais bonito, eu adoro! Gostei muito do casal, inicialmente parecem ter muitas diferenças, principalmente no meio social, mas elas se tornam pequenas comparadas ao grande amor que os uniu. Certamente é uma leitura que aquece o coração ❤

    Curtir

  5. Olá
    Realmente essa Hellen sabe o que quer, correr atrás do cara que abandonou ele é bem ousado. A está mesmo muito bonita, como a maioria dos romances de época.

    Curtir

  6. Oi, tudo bem ?

    Ainda não li nada da Lisa Kleypas ou de época, mas espero ler em breve, pois todos falam muito bem dos livros da autora e sua resenha reforçou o quanto o livro parece ser envolvente e uma ótima dica literária .

    Curtir

  7. Parece até real essa história, existe isso de verdade, muitas pessoas querem que outras pessoas vivam a vida de forma infeliz, achei bem interessante e já fiquei curiosa para saber que tipo de intriga a personagem tem contra.

    Curtir

  8. Já conhecia só o primeiro livro só que não havia encontrado o segundo, particularmente sou apaixonado por romance acho q por já ter quebrado a cara demais encontro nos livros um amor q parece ser real e invejável

    Curtir

  9. Atualmente tô bem por essa vibe mais romântica de leitura, talvez eu leia, não sei, não sou muito acostumado com esse tipo de romance mais de época, mas pra tudo há uma primeira vez né, quem sabe eu não de uma chance a ele, você me aguçou a isso pelo menos, um abraço!

    Evandro Roldão – Dark Books

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s