Resenha: ‘O Coração da Fera – Kate Regnery’

Oi gente!! A resenha de hoje é de uma releitura emocionante do clássico “A Bela e a Fera”. O Coração da Fera da Katy Regnery foi lançado em ebook pela Editora Bezz. Este ano teve uma mudança de capa e voltou para Amazon, então decidi pegar pelo Kindle Unlimited e conferir. Vem saber o que eu achei, mas antes confiram a sinopse…

“Neste moderno reconto de “A Bela e a Fera”, Savannah Carmichael, depois de ser traída por uma fonte não confiável, retorna à sua cidade natal, Danvers, Virginia, levando na bagagem uma carreira de jornalismo arruinada. Ao receber a oportunidade de voltar à profissão, escrevendo uma matéria sobre patriotismo, Savannah dirige suas atenções ao eremita da cidade, Asher Lee, um veterano de guerra ferido, que retornou a Danvers há oito anos e nunca mais foi visto. Depois de uma explosão no Afeganistão que fê-lo perder a mão e desfigurou metade de seu rosto, Asher passou a viver uma vida tranquila nos arredores de Danvers, onde os moradores respeitam sua privacidade… até que Savannah Carmichael surge, em um vestido de verão emprestado, segurando uma travessa de brownies. Quando Asher concorda em ser entrevistado por ela, começa a sentir-se atraído pela bela repórter, algo que não acontecia há muitos anos.
Sendo dois desajustados naquela pequena cidade, Savannah e Asher criam um laço imediatamente, tocando seus corações de uma forma que nunca imaginaram ser possível. Quando um erro terrível ameaça separá-los, eles terão que decidir se o amor que encontraram nos braços um do outro é forte o suficiente para lutar por seu final feliz.”

Quando Savannah Carmichael voltou para lamber suas feridas em sua cidade natal não imaginava que teria outra oportunidade de se reerguer. Ela trabalhava no maior jornal de Nova York, mas após ser traída por uma fonte, acabou perdendo o emprego e voltando para Denvers. Para todo mundo da cidade, ela voltou para ajudar a irmã mais nova, Scarlet, com os preparativos do casamento. Mas Savannah sabia que não voltaria para o Sentinel e precisava arrumar um jeito de voltar à ativa em outro jornal.

fera (1)

Então a oportunidade aparece e Savannah sabe que não poderia perder. O maior jornal de Phoenix ofereceu à ela um artigo na capa da sessão Comportamento Humano que seria publicado no feriado de 4 de julho. O problema é que Savannah é uma repórter investigativa e que nunca escreveu nada que poderia se encaixar numa coluna como essa. Scarlet, mesmo chateada que Savannah terá que desviar a atenção dos preparativos do casamento, fala de Asher Lee, o soldado ferido que voltou para casa há quase uma década e que ninguém nunca viu.

Savannah enxerga sua história se formando, mas Asher nunca deu uma entrevista para ninguém. Fora que ele é conhecido como o ‘eremita da cidade’, então ela terá sérios problemas para convencê-lo de que a história dele deve ser contada. Com isso em mente, Savannah se veste como uma garota sulista e assa brownies para convencer Asher a dar uma entrevista. Só que Savannah não contava que teria que convencer sua fiel escudeira, Srta. Potts, primeiro.

“Tudo o que ela podia ver era a beleza do seu lado esquerdo, a imperfeição de seu nariz, o piscar involuntário de seu olho castanho, a forma fácil como suas pernas se cruzam na frente dele.”

Após a saída de Savannah, Srta. Potts acaba convencendo Asher a dar a entrevista. Ele concorda, mas com algumas concessões. Eles farão as entrevistas na casa dele e durante quatro semanas. Savannah concorda, pois não tem nenhuma outra história em mente para seu artigo. Quando a segunda-feira chega e ela finalmente vai conhecer Asher, não esperava que ele estivesse tão machucado pela guerra. Ao longo das semanas Savannah descobre que os machucados vão além do que todos podem ver, pois Asher tem mais machucados internos que externos. Ele não teve ninguém para cuidar dele quando voltou para casa ferido.

A cada nova entrevista, Savannah e Asher vão se conectando e acabam desenvolvendo uma linda amizade, mas ambos sabem que estão atraídos um pelo outro e não sabem como isso poderá dar certo. Apesar dos ferimentos de guerra, Savannah acha Asher muito sexy, além de muito inteligente e educado. Ninguém entenderia o porque dela está gostando tanto de um homem desfigurado, mas ela vê além da aparência física dele.

“Savannah Carmichael tornava-se ainda mais especial para ele. Mais do que especial, ela era como um milagre.”

É Asher quem dá o primeiro passo para que a amizade vá além. Mesmo inseguro por causa de sua aparência, ele convida Savannah para um encontro. A partir dessa noite as coisas mudam entre eles. Eles ainda cumprem os horários destinados a entrevista, mas depois passam horas namorando. Enquanto isso Savannah muda a direção de seu artigo, mas não conta nada para Asher. Ele também passa a se consultar com seu médico para saber o que pode fazer para recuperar um pouco mais seu rosto além de trocar a prótese que usava como mão.

Ambos estão guardando segredos acreditando que seja melhor e que no momento certo vão contar, mas sabemos que as coisas não funcionam assim. Temos uma grande reviravolta na história e só podemos torcer para os segredos de ambos não tenham estragado o lindo amor deles. Asher e Savannah sabiam que poderiam se machucar, mas ambos arriscaram e o leitor passa a ficar na torcida para que tudo se resolva.

“Não é possível montar dois cavalos tendo uma única bunda, querida. Experimente e você vai se machucar.”

Esse livro faz parte da série Contos de Fada Moderno composta por nove livros. Todos são livros únicos e cada um foi inspirado num conto de fadas diferente. São releituras modernas e românticas, mas com bastante reviravoltas. Além de O Coração da Fera já temos O Silencioso Canto da Sereia (inspirado em A Pequena Sereia) e que em breve trarei resenha também. A nova capa se parece mais com a capa original e essa história foi finalista no prêmio RITA 2015.

A diagramação está bem bonita. Em cada início de capítulo temos um dos itens da lista que a irmã de Savannah ler para ela no prologo, Os doze marcos mais importantes de qualquer relacionamento. Não encontrei erros de revisão. A narrativa é feita em terceira pessoa. O livro está disponível em ebook e pode ser adquirido pelo Kindle Unlimited assim como eu fiz. Não tenho nenhuma informação se terá uma edição física dele, então é aproveitar e ler em ebook mesmo.

fera (2)

A Bela e a Fera é uma das histórias clássicas que mais gosto, então sempre que tem algum livro que diz ser uma releitura da história, eu já fico querendo. O Coração da Fera não desapontou e a autora, que por sinal está ganhando mercado no Brasil, me conquistou completamente. Achei tão linda a evolução de Asher, um homem que não estava disposto a conviver com ninguém, mas que por amor decidiu parar de sobreviver e passou a viver plenamente todas as oportunidades. Temos todas as semelhanças com o clássico, mas a narrativa é de um livro adulto.

A trama é envolvente e apesar de termos a história girando em torno de Asher e Savannah, os personagens secundários foram decisivos durante o relacionamento deles. Uma delas é Scarlet. Eu fiquei quase o livro todo tendo problemas para gostar dela. Ok, ela tinha motivos de dizer que Savannah era a pior dama de honra da história, mas achei ela um pouco egoísta e fútil. Só que tivemos dois grandes momentos onde ela foi muito importante para irmã e aí eu passei a gostar dela rs

Enfim, O Coração da Fera é uma linda história de amor. O mundo todo poderia dizer que Savannah e Asher não deveriam ficar juntos, que ele era uma aberração enquanto ela era uma linda jovem solteira, mas o que os unia era algo muito maior do que a beleza física. Apenas Savannah enxergou além das marcas da guerra e então pode ver o homem incrível que ele era. Katy Regnery escreveu uma releitura adulta de A Bela e a Fera e nós ganhamos uma história divertida, mas cheia de drama. Não poderia dar menos do que minhas 5 Angélicas para este livro.CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

 

 

 

 

 

Anúncios

21 comentários em “Resenha: ‘O Coração da Fera – Kate Regnery’

  1. Amo releituras de contos de fadas, são novas visões que acrescentam outras possibilidades à histórias tão conhecidas. A Bela a a Fera é o meu conto preferido, a evolução do relacionamento de Savannah e Asher deve ser lindo, é um amor que vai além das aparências e talvez por isso seja mais profundo. Adorei a resenha ❤

    Curtir

  2. Que lindo o livro, adorei essa capa, que fera hein? rsrs.
    Eu adorei saber mais sobre esse livro, juro que vou comprar, achei bem interessante esse livro, era soldado e depois virou um “eremita”, acho que deve ser bem romântico, gosto de livros assim.
    Adorei sua resenha, bjs.

    Curtir

  3. Oiee
    Eu AMO releitura se for de A Bela e a Fera então, sério considero um vício. Sempre que vejo algum livro que a história é releitura de algum clássico da Disney eu corro colocar na minha lista. Nem preciso falar que esse já coloquei na lista e passei na frente de vários outros.
    A resenha tá perfeita e as fotos são um show à parte.

    Curtir

  4. Bela e a fera também é minha historia favorita. Gostei demais da sua resenha, quando acaba da ate vontade de ler e este projeto de vários livros únicos todos de releituras achei muto top. Vou anotar e prometo que tentarei ler, pena não ter físico acho que a diagramação ficaria linda impressa. Beijos

    Curtir

  5. Gosto muito da ideia do conto A BELA E A FERA, a questão da beleza e do quão
    Linda pode ser uma pessoa por detrás de um rosto não tão aceitável como padrão social. No entanto, essa história que você trouxe não foi das que mais me chamaram atenção. Até já li resenha dele uma vez e continuo com a mesma sensação de não ter me convidado a fazer a leitura. A capa é linda! Gostei muito da ideia também de cada livro se basear num conto de fadas. Para quem gosta do estilo do livro pode ser um prato cheio.

    Beijão, Adriana!
    Diego ~ Blog Vida & Letras
    http://www.vidaeletras.com.br

    Curtir

  6. Olá, quem nunca viu a bela e a fera original né? Pois é, agora com um livro desse e uma resenha bem detalhada, faz com q tenhamos vontade de voltar ao tempo e ler este livro. História parece ser bem bacana, a parte dele ser jornalista e ele ter sofrido uma acidente.

    Curtir

  7. Que legal, gostei muito da sua resenha e esta frase destacou demais “Não é possível montar dois cavalos tendo uma única bunda, querida. Experimente e você vai se machucar.” Estou gostando bastante da destas resenhas.

    Curtir

  8. Oiiii, flor, tudo bem?
    Bela é a minha princesa favorita da vida, então quando você diz que essa história é uma releitura de A Bela e a Fera, eu já largo tudo para conhecer essa história.
    Com certeza eu vou pesquisar mais sobre essa obra.
    Muito obrigada pela dica!! 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s