Resenha: Os Segredos de Colin Bridgerton – Julia Quinn 

Ooooi pessoal !! Olha eu de volta abrindo mais um mês com essa série maravilhosa da Julia Quinn. Este é o quarto livro da série Os Bridgertons e já vou adiantar que é meu queridinho até agora. Tem resenha dos livros anteriores no blog que vocês podem conferir em O Duque e Eu, O Visconde que me Amava e em Um Perfeito Cavalheiro. Antes de mais informações, confere a sinopse.

“Há muitos anos Penelope Featherington frequenta a casa dos Bridgertons. E há muitos anos alimenta uma paixão secreta por Colin, irmão de sua melhor amiga e um dos solteiros mais encantadores e arredios de Londres. Quando ele retorna de uma de suas longas viagens ao exterior, Penelope descobre seu maior segredo por acaso e chega à conclusão de que tudo o que pensava sobre seu objeto de desejo talvez não seja verdade. Ele, por sua vez, também tem uma surpresa: Penelope se transformou, de uma jovem sem graça ignorada por toda a alta sociedade, numa mulher dona de um senso de humor afiado e de uma beleza incomum. Ao deparar com tamanha mudança, Colin, que sempre a enxergara apenas como uma divertida companhia ocasional, começa a querer passar cada vez mais tempo a seu lado. Quando os dois trocam o primeiro beijo, ele não entende como nunca pôde ver o que sempre esteve bem à sua frente. No entanto, quando fica sabendo que ela guarda um segredo ainda maior que o seu, precisa decidir se Penelope é sua maior ameaça ou a promessa de um final feliz.”

Penelope sempre passou despercebida pela sociedade londrina. Nos livros anteriores temos um vislumbre de uma menina tímida, sem graça e, que por conta de um mal gosto de sua mãe, se veste extremamente mal. Pra piorar sua situação, ela não tem a alta beleza dos padrões da época e está 12 quilos acima de seu peso. Quando ela acha que nada pode piorar, sua mãe decide que ela vai debutar com seus 17 anos e ainda tendo que lidar com todas as espinhas em seu rosto.

É nesta fase que ela começa a nutrir uma paixão por Colin Bridgerton, irmão mais velho de sua melhor amiga Eloise. Ela sabe que não tem chances com ele mas não consegue evitar de ter esperanças. Ele é o único cavalheiro que a trata com carinho e lhe dedica algum tempo. Só que isso não dura muito, quando anos mais tarde ela presencia uma conversa dele com seus irmãos Benedict e Anthony e Colin sendo taxativo que não irá se casar tão cedo e muito menos com Penelope. Isso lhe corta o coração mas também a faz perder de vez a esperança que mantinha de Colin um dia corresponder ao seus sentimentos.

Agora, anos depois, Penelope não se casou e sem perceber entrou pro time das damas de companhia e observa sua irmã mais nova desfrutar de sua própria temporada. Ela não se sente de todo o mal, afinal agora ela pode se vestir do jeito que quer e está 13 quilos mais magra, o que a faz se sentir melhor. Colin passa mais tempo viajando do que em Londres mas sempre que está na cidade ele guarda uma dança a Penelope e os dois parecem nutrir uma leve amizade, o que para Penelope é melhor do que nada.

Colin se sentiu muito mal por Penelope ter ouvido sua conversa com seus irmãos mais velhos, afinal ela é uma pessoa doce e que jamais lhe fizera mal. Apesar de sua mãe o obrigar a dançar com todas as moças, especialmente as que estão sozinhas, com Penelope ele nunca sentiu que fosse por obrigação, ele gosta da sua companhia, mesmo que não se sinta atraído por ela. Mas isso muda assim que ele volta de sua viagem a Grécia e descobre uma Penelope muito mudada. Ela está mais segura de si, um humor e beleza que Colin nunca esperou encontrar em Penelope. Isso o intriga e ele se vê querendo estar sempre perto dela.

“Ela estava linda. Completamente linda, de tirar o fôlego. Não sabia como jamais notara isso em todos aqueles anos.”

Penelope sempre passa muito tempo na casa dos Bridgertons e por isso acaba descobrindo um segredo de Colin que ele nunca revelou a ninguém e isso muda um pouco a percepção que ela tinha dele. Colin fica irritado com a intromissão de Penelope, mas mesmo assim não consegue se manter afastado dela. Ela vai ajuda-lo a ter uma visão diferente do que ele pensa de certos assuntos de sua vida e ele vai admirá-la mais por isso. Quando eles dão o primeiro beijo e Colin começa a perceber que Penelope sempre esteve lá do jeitinho que ele a vê agora, é uma das sequencias mais cativantes do livro.

36531948_1281813478616282_1796518617290899456_n.jpg

Mas não é só Colin que guarda segredos e o de Penelope pode colocar toda sua reputação em risco. Penelope quer fazer algo que pode piorar ainda mais sua situação e Colin é totalmente contra isso. Colin só quer protegê-la e Penelope só deseja justiça. Essa divergência entre eles pode se tornar um grande empecilho pro nosso casal.

“E assim, numa sexta-feira que de outra forma teria sido como qualquer outra, no coração de Mayfair, numa silenciosa sala de estar na Rua Mount, Colin Bridgerton beijou Penelope Featherington.
E foi glorioso.”

Os Segredos de Colin Bridgerton é o quarto volume desta série tão maravilhosa. Como o título já entrega, neste livro conhecemos ~até que enfim~ mais a fundo o terceiro filho desta imensa, porém tão amada família Bridgerton. Colin é um jovem encantador e o irmão mais engraçado e espirituoso que eu pude conhecer até agora. Neste livro ele se prova ser o mais gentil também, dando atenção e convidando para dançar as moças que são esquecidas pelos demais cavalheiros. Principalmente a mais invisível de todas, Penelope Featherington. A amizade que vai surgindo entre eles é tão bonita de se ver. Eu amei acompanhar toda a evolução e o crescimento de um sentimento tão puro e bonito.

Eu amei Colin e não me decepcionei com ele. Neste livro vemos um lado frágil de Colin que eu não esperava, dada a sua personalidade, e eu simplesmente adorei como isso mudou o ritmo que eu imaginei que seria o livro. Conhecemos um Colin mais sério e protetor e me apaixonei mais ainda por ele. Ele parece tão seguro de si, mas também tem suas inseguranças, como qualquer pessoa, e é bonito ver ele finalmente se abrindo e revelando tudo o que guarda dentro de si.

Já Penelope é uma personagem que eu não apostava tanto assim e roubou a cena. Eu fui iludida, achando que o Colin seria o destaque principal, até eu conhecer a fundo nossa mocinha. Eu me identifiquei um bocado com ela. Penelope nunca teve voz ativa e atitude para lidar com as pessoas. Ela sempre foi reservada e fez o máximo esforço pra não ser o centro das atenções – não que isso fosse difícil, pois além de ser citada algumas vezes na coluna de Lady Whistledown como uma péssima entendedora de moda, todos praticamente esquecem de sua presença. Até que em um determinado momento ela resolve que está farta de esconder o que realmente pensa e decidi que está na hora de se impor mais. Eu amo ver ela mostrando quem realmente é para todo mundo.

“Ela o amava. Sempre o amara. Até mesmo agora, quando estava tão irada com ele que mal o reconhecia, quando ele estava tão irado com ela que ela nem ao menos sabia se gostava dele, o amava.”

Temos alguns personagens interessantes neste livro, como a mãe de Penelope que apesar de não dar uma boa primeira impressão -nem uma segunda, nem uma terceira… – se prova ser uma boa mãe no final. Mas tenho que citar em especial a Lady Danbury. Ela sempre pareceu ser aquela velha senhora muito faladeira que todos tentam evitar sem sucesso mas aqui ela terá uma grande aproximação com Penelope e eu aprendi a amar esta mulher. Ela tem uma língua afiada que ninguém ousa desafiar e vai ser de grande ajuda no crescimento de Penelope, além de ser responsável por muitos momentos cômicos no livro. Ela também é responsável pelo início do fim da coluna Crônicas da Sociedade de Lady Whistledown e só vocês lendo para entender rs. Outra que se destaca bastante e nos dá um pequeno vislumbre do que poderemos encontrar em seu livro é Eloise Bridgerton. A amizade dela com Penelope é forte e realmente valiosa para as duas.

O livro conta com o mesmo padrão dos livros anteriores em diagramação e capa. Até certo momento ainda teremos Lady Whistledown nos atualizando com as fofocas da sociedade londrina, mas se preparem para se despedir de nossa cronista preferida. Isso me entristece só de imaginar que poderemos não ter mais seus espirituosos textos. A narrativa é em terceira pessoa como de costume.

Os segredos de Colin Bridgerton está em primeiríssimo lugar no meu ranking desta série, com toda a certeza. Ter este lado de Colin revelado não me agradou muito no início também, mas a conclusão de tudo me fez amá-lo ainda mais. Penelope como eu já disse foi uma grata surpresa e inspira orgulho. Toda a família Bridgerton esta mais apaixonante – e maioor a cada dia rs. Temos amor genuíno, amizades longas e verdadeiras e o aprendizado de nos amar mais e confiarmos mais em nós mesmos acima de qualquer coisa.

Julia Quinn não decepciona com uma trama linda e surpreendente que deixa o coração quentinho quando a leitura acaba. Minhas 5 Angélicas mais que garantidas.CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

Anúncios

10 comentários em “Resenha: Os Segredos de Colin Bridgerton – Julia Quinn 

  1. Muito bacana como uma amizade sem maiores pretensões pode tornar-se em uma paixão no tempo certo. Muitas vezes isso acontece na vida real e é lindo de ver. O livro me parece bem cativante e merecedor de tua nota máxima.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Que história linda, eu adoro contos londrinos, já vi vários filmes desse tipo, adoro romance.
    Eu achei interessante ele nunca ter prestado atenção nela e depois de um tempo ela aparece irreconhecível, achei muito interessante vou comprar com certeza.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá Anna, tudo bem?

    Comecei a ler esta série e parei no quarto livro, este aí. Eu matei a charada da Penelope no terceiro livro e ao chegar no quarto, minhas suspeitas só se concretizaram. Até o momento é o meu preferido, pois o Collin é muito amor, me fez suspirar. Adorei a relação dos dois, tão única, singela e com aquela pitada de “não gosto dela, é óbvio”. Lendo sua resenha, me deu vontade de reler. Amei!

    beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Oi oi
    Tenho muita curiosidade com essa série, na época do Hype li muitas resenhas que eram taxativas em dizer o quanto as histórias eram gostosas e divertidas, achei a Penélope uma moça bem forte, e fiquei curiosa com esses segredos todos

    Curtido por 1 pessoa

  5. A Penelope foi o patinho que desabrochou e se transformou, adoro essas viradas com protagonistas femininas. A relação construída entre ela e o Colin é muito bonita, afinal a amizade é uma base sólida para um relação mútua de confiança mais à frente. Fiquei curiosa com todos esses segredos, a trama deve ser movimentada. Livros de época são encantadores!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s