Cinco Motivos Para Assistir: ‘Grey’s Anatomy’

Oiês pessoal! Aqui estou eu, em pleno domingão, para falar de uma das séries mais assistida e amada de todos os tempos: Grey’s Anatomy (ou, A Anatomia de Grey, aqui no Brasil). Você com certeza já ouviu falar dessa série incrível em algum momento nos últimos 14 anos. Ou você, assim como eu, já sofreu muito assistindo essa série nos últimos 14 anos rs. E SIM! Tem muita gente que ainda não entrou pra esse mundo de sofrimento que é o da Shonda Rhimes. Mas vim aqui hoje com o objetivo de fazê-los mudar de ideia e começar a maratona hoje mesmo. E olha, eu prometo que não terá nenhum spoiler, pode ler sem medo. E você que já é fã de Grey’s assim como eu, continua por aqui e confere todos os meus motivos pra ver se bate com os seus, combinado? E aí, aceita o desafio? Então bora pra sinopse e trailer da primeira temporada:

“Meredith Grey começa a trabalhar no Seattle Grace Hospital e logo descobre que passou a noite com um dos seus chefes, Dr. Derek Shepherd. Enquanto enfrenta os desafios da vida profissional, ela se aproxima dos outros internos liderados pela residente Dra. Bailey: Cristina Yang, Izzie Stevens, George O’Malley e Alex Karev.”

Antes de começar a falar dos motivos, vou falar um pouco mais sobre a série. Grey’s estreou em 2005 e hoje já conta com 14 temporadas lançadas e está com a 15ª temporada confirmadíssima para começar esse ano, mas ainda sem data anunciada. A série é um drama médico, exibido em horário nobre nos Estados Unidos na rede ABC. Aqui no Brasil, a série é exibida pelo canal SONY, também no horário nobre. Para os Netflixzeiros de plantão, a melhor notícia da matéria: a série está disponível no streaming até a 13ª temporada e, se tudo correr como nas temporadas anteriores, a 14ª temporada está pra chegar… então não tem desculpa rs. Sem mais delongas…vem ver os meus 5 motivos + um Super Bônus para começar a maratona AGORA:

1) Medicina: a série se passa quase que completamente dentro do Seattle Grace Hospital e mostra a rotina de médicos cirurgiões das mais diversas especialidades. Na primeira temporada, temos o início do internato de Meredith Grey (Ellen Pompeo), Cristina Yang (Sandra Oh), Izzie Stevens (Katherine Heigl), George O’Malley (T.R. Knight) e Alex Karev (Justin Chambers). Eles acabaram de sair da faculdade de Medicina e estão com sede de cirurgias. Eles são novatos e cada um tem sua própria característica e sua própria forma de trabalhar, que faz deles cirurgiões únicos e especiais a sua maneira. No decorrer das temporadas, nós vemos a evolução deles tanto como cirurgiões quanto como pessoas, quem se destaca mais e quem acaba tendo mais futuro na área cirúrgica. Também temos residentes, como a Miranda Bailey (Chandra Wilson), conhecida carinhosamente como Nazista; e cirurgiões staffs (que se eu for citar aqui, não vou acabar esse motivo nunca rs) que orientarão os novos internos de uma maneira incrível, que nos faz ficar com medo e, ao mesmo tempo, impressionados. No meio de todo o drama deles, nós temos um contato muito direto com a rotina médica de um grupo de cirurgiões e isso é muito legal. Você sente a adrenalina durante as cirurgias, torce pelas conquistas deles, sofre pelas perdas, vibra com os sucessos e se sente orgulhoso com tudo que eles conseguem nas suas respectivas carreiras. Toda essa rotina médica dá uma acelerada no coração e uma vontade muito grande de se tornar cirurgião também kkkk. Eu mesma já pesquisei várias vezes sobre as faculdades de medicina e estudei várias formas de conseguir me tornar cirurgiã, mas não deu certo…infelizmente…rs. Mas, pra mim, a mensagem mais importante que me fez colocar esse motivo aqui, foi que ao assistir a série, eu percebi que acima de qualquer coisa, médicos são seres humanos, com uma responsabilidade gigante nas costas; eles são seres humanos como nós, passíveis de erros como qualquer outro, e que muitas vezes são verdadeiros heróis de jaleco. Outra coisa muito legal que podemos perceber é o quanto a tecnologia foi crescendo ao longo dos anos e o quanto isso, somado com a incrível inteligência e capacidade dos médicos, já salvou e ainda salva muitas vidas nos dias de hoje. Enfim, te garanto que, ao assistir Grey’s Anatomy você vai se sentir como um(a) verdadeirx médicx e vai querer atender e diagnosticar qualquer dor de cabeça, espirro ou soluço (entendedores entenderão) de toda sua família e amigos.

“Maravilha gente, tá uma bela noite para salvar vidas. Vamos nos divertir.”

2) Amizades Incríveis: pra mim, Grey’s é uma das séries que tem os melhores e mais fortes laços de amizade. Talvez você já tenha ouvido a frase “Você é a minha pessoa” em algum lugar pela internet e, talvez, não tenha entendido muito bem o que significa, pois bem, vou te explicar. Na série, a Meredith e a Cristina se tornam amigas inseparáveis e não é qualquer tipo de amizade, é uma amizade daquelas que você sabe que pode contar pra qualquer coisa, que você pode chamar pra enterrar um corpo, se preciso, que te apoia, te defende, te dá uns chacoalhões quando preciso, que sofre com você, que te entende…enfim, é o tipo de amizade que todo mundo deveria ter na sua vida. Pode ter certeza que, quando você começar a assistir a série e entender todo o amor e carinho por trás desse “minha pessoa”, você vai pensar em alguém e vai se sentir em paz por saber que tem uma pessoa assim na sua vida. Fora a amizade da Meredith e da Cristina, temos muitas outras. O Hospital acaba sendo como a casa de todos que trabalham lá, assim, os médicos acabam criando uma família ali dentro e os laços são muito fortes. Uma amizade que eu quero destacar aqui é a do Alex e da Meredith, que veio crescendo durante as temporadas e que, agora é uma das coisas mais lindas de se ver na série. E tem muitas outras, que foram surgindo no decorrer das temporadas, no decorrer dos personagens que foram entrando, mas que, se eu for começar a citar nomes aqui, pode ficar um pouco confuso. Mas eu te garanto que essas amizades incríveis te renderão muitos momentos de risadas e muita emoção, mexerão com o seu coração e farão valer cada segundo que você gastar na frente da tela.

“Se eu matar alguém, ela é a pessoa que eu ligo para me ajudar a arrastar o corpo pela sala. Ela é minha pessoa.” 

3) Relacionamentos Intensos: SIM! Temos muito amor em Grey’s Anatomy, meus senhores e minhas senhoras! Não é só sofrimento não. Talvez o sofrimento seja grande justamente por todo  o amor envolvido nessa série rs. Por isso, além de todas as amizades mais incríveis que eu já vi representadas na TV, Grey’s também ganha na intensidade de seus romances amorosos. O principal casal da série é a Meredith Grey e o Derek Shepherd (Patrick Dempsey), também conhecido como McDreamy (ou Bonitão, aqui no Brasil). O romance entre eles é bem enrolado nas primeiras temporadas, mas vale muito a pena ver o desenrolar de tudo. Todo o amor e o respeito que existe entre eles. Dá até vontade de se apaixonar rs. A Meredith tem vários problemas com relacionamento por conta do abandono do pai que ela sofreu quando era criança, e isso a impossibilita de se entregar mais facilmente ao amor que sente pelo Derek, mas quando isso acontece…aiii (suspiros, suspiros, suspiros), é muito lindo de se assistir. Existem outros casais intensos que aparecem no decorrer das temporadas, mas se eu citar, pode ser um spoiler, por isso vou só citar a Meredith e o Derek aqui. Mas garanto a vocês que todos os outros personagens têm sua chance, ou chances, no amor garantidas e serão romances tão intensos quanto da Meredith e do Derek.

O único lado bom da queda livre é dar, a quem nos ama, a chance de nos pegar no colo.”

4) Empoderamento e Representatividade: uma das características sempre presentes nas séries da Shonda Rhimes é o empoderamento de todas as mulheres e da representatividade das mulheres negras, e com Grey’s não é diferente. Na primeira temporada temos apenas homens nos cargos de chefia do hospital, aos poucos e no decorrer das temporadas vemos as mulheres conquistando seus cargos de chefia, até que chega um momento em que praticamente todas as chefias do hospital são ocupadas por mulheres, inclusive a Chefe do Hospital que, atualmente, é uma mulher negra. Isso é uma coisa que eu nunca vou cansar de destacar como ponto positivo em tudo que assistir ou ler, é muito maravilhoso de ver isso, tanto na TV quanto na vida real. Além disso, outra coisa que posso destacar aqui como representatividade, é a relação homossexual que é representada durante a série. Um dos meus casais preferidos é formado por duas mulheres (que eu não posso citar aqui, porque seria um spoiler, mas guardem minhas palavras porque vocês vão se apaixonar por elas também rs), onde uma delas é bissexual, e todxs são tratadxs e representadxs com muito respeito e carinho em toda a série, como deve ser.

“Não deixe que o que ele quer seja um eclipse para o que você precisa. Ele é um sonho, mas não é o seu sol. Você é.”

5) Melhores quotes (monólogos): em Grey’s, toda vez que começa um episódio, temos um monólogo que nos instiga a pensar sobre o que será falado nesse episódio que se inicia e, a cada fim de episódio, temos a continuação e conclusão desse monólogo que sempre nos faz refletir sobre aquilo tudo que se passou. Pra mim, essa é umas das coisas que faz de Grey’s uma série tão especial. Tem episódios que são muito marcantes, verdadeiras lições de vida e esses monólogos te fazem pensar e repensar um monte de coisas. É impossível você assistir as temporadas de Grey’s e não se sentir tocado por algum, se não vários, desses monólogos. Tem uns que parecem que foram feitos especialmente pra mim, em determinado momento, sabe? Tenho certeza que você se sentirá assim também, porque Grey’s fala de tudo: amor, família, trabalho, perdas, luto, alegrias, tristezas, conquistas, lutas diárias… Não é uma série focada apenas para quem tem contato com a medicina ou algo assim, é uma série sobre a vida e todas as alegrias e tristezas que vêm junto com ela. Por isso essa série tem tantos fãs, porque todos se identificam de alguma forma com os personagens e as vidas que ali são representadas.

“Em algum momento, você tem que tomar uma decisão. Fronteiras não deixam as outras pessoas para fora. Elas cercam você. A vida é uma bagunça. É assim que somos feitos. Então, você pode desperdiçar sua vida desenhando linhas. Ou pode viver sua vida atravessando-as. Mas existem algumas linhas…que são perigosas demais para se atravessar.”

Fãs de Grey’s Anatomy que estão lendo essa matéria, se acalmem! Eu sei que vocês estão pensando: “Como assim ela não falou da trilha sonora?”, pois bem…aqui está:

SUPER BÔNUS – Trilha Sonora: quem assiste, sabe muito bem que Grey’s Anatomy tem uma das melhores trilhas sonoras que já se existiu em uma série. Quando comecei a pensar nos motivos para colocar aqui, esse foi o primeiro motivo que me veio a cabeça porque sim, são as melhores músicas nos momentos certos que sempre te fazem chorar, rir ou os dois ao mesmo tempo. E por ser um dos principais motivos pra você começar a maratonar Grey’s agora, decidi encerrar a matéria com a música que mais marcou milhares de fãs em todas as temporadas, que fez tantas pessoas se emocionarem e nunca serem capazes de ouvir essa música sem sentir um aperto no coração: Chasing Cars – Snow Patrol.

Antes de encerrar, gostaria de dizer mais uma coisinha: se você pretende assistir Grey’s e não gosta de spoiler, NUNCA PROCURE NADA sobre a série no Google. Eu procurei quando estava assistindo e foi choque atrás de choque rs, e é muito melhor sentir toda a emoção quando acontece na série mesmo, vai por mim rs.

E aí? Gostou dos meus motivos para assistir Grey’s Anatomy? Já preparou os lencinhos e a pipoca pra começar a maratona hoje mesmo? Me conta tudo aqui nos comentários.

Anúncios

17 comentários em “Cinco Motivos Para Assistir: ‘Grey’s Anatomy’

  1. Olá Letícia, tudo bem?

    Pela série ser tão aclamada, tenho muita vontade de assisti-la, mas a quantidade de temporadas sempre acabam me afastando. Mas, com os motivos que você deu, minha curiosidade foi à mil e fiquei com muita vontade de assistir o quanto antes. Adoro séries com representatividades, relacionamentos intensos e ótimas frases. Post maravilhoso, parabéns!

    Beijos!

    Curtido por 2 pessoas

  2. Eu ainda não assisti Greys Anatomy, mas minha irmã sempre assisti e adora. Imagino que seja realmente uma série excelente e os motivos citados são muito convincentes! A emoção deve rolar solta, a mistura do drama dos pacientes, com amizades e representatividade deve ser super cativante.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Essa é uma série que eu até gostaria de assistir, mas com tantas temporadas e tanta coisa pra fazer hoje em dia que fico com um pouco de preguiça de começar hahahaha mas praticamente todos os que conheço gostam da série.
    Parabéns pelo post, você ressaltou pontos muito interessantes sobre essa série, se eu tivesse mais tempo livre juro que começava

    Xoxo,
    Abby
    Blog Linhas Tortas

    Curtido por 1 pessoa

  4. Oi Lê! Ai, amei essa matéria. Dá pra sentir o seu amor por ela. Amei Greys por muito tempo. Mas um certo acidente de avião, com a morte de certo casal… acabou com a série pra mim, confesso. Não consegui mais ver depois disso. Mas, eu amo os quotes da série até hoje. Acredito que até quem não vê, vai amar. Parabéns, ta maravilhosa real oficial! Beijos
    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aaaaaai obrigada!!! E eu te entendo completamente, depois desse certo acidente e dessa certa morte fiquei de luto um ano, mas valeu a pena voltar ❤ rsrs

      Curtir

  5. Oi, Leticia, tudo bem?

    Já te disse que não gosto de série? Pois bem, vamos seguindo – por favor não queira me puxar a orelha. Morro de preguiça de ver série, mas as que eu assisto e acabo gostando. Como é o caso de G.A. Assisti à primeira temporada com minha prima – ela ama! – e gostei bastante, me emocionei muito. Mas não aguentei assistir mais. De fato os laços de amizade e o empoderamento são características fortes. Houve uma situação em especial que não esqueço e que gostei muito – mas não vou dizer pra não gerar spoiler.

    Bjão,
    Diego França ~ Vida & Letras
    http://www.vidaeletras.com.br

    Curtido por 1 pessoa

    1. Só não vou puxar sua orelha porque você gostou de Grey’s à sua maneira rs
      Super entendo a sua preguiça. Também tenho preguiça de começar séries já muito longas. As longas que assisto, o faço porque amo muito mesmo.
      Agora fiquei curiosa sobre essa cena….aiaiai

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s