A Hora do Chá: ‘A Verdade Sobre Amores e Duques – Laura Lee Guhrke’

Oi gente!! Semana passada nós apresentamos a nova coluna do blog: A Hora do Chá e nela vamos falar dos nossos amados romances de época. Prontas para o nosso chá semanal? E pra começar nada melhor que seja pelo lançamento da nossa parceira Harlequin né? E eu só posso dizer uma coisa: porque eu não lia romances de época mesmo? Leiam a sinopse para gente continuar…

“Está sofrendo a dor de um amor não correspondido? Está confuso com o comportamento inexplicável do sexo oposto? Sente que não há ninguém a quem possa recorrer em busca de compreensão e aconselhamento? Não tema. Lady Truelove o ajudará.
Henry Cavanaugh, duque de Torquil, anseia por uma vida ordenada e previsível. Mas era impossível com a família que tinha. Apenas a mãe facilitava a sua vida… até ela se apaixonar por um artista e decidir seguir o conselho amoroso de lady Truelove, largando tudo para seguir os desejos do coração. Agora Henry vai exigir que a mulher mexeriqueira que deu aquele conselho imprudente o ajude a impedir que o nome da sua família acabe na lama.
Irene Deverill é o que a sociedade londrina considera uma ovelha negra: dirige o jornal da família, é uma solteirona e tem orgulho disso! Mas ninguém sabe que ela possui um grande problema nas mãos: o duque de Torquil demanda que ela o ajude a resolver os problemas da sua família. Esse relacionamento forçado fará Irene descobrir que Henry é mais do que um “lírio do campo” e que ele é capaz de despertar nela sentimentos que nunca pensou possuir.
“Eu adoro tudo o que ela escreve.” — Julia Quinn”

Irene Deverill é uma mulher diferente na sociedade londrina. Após a morte da mãe, o pai se afundou na bebida e levou junto o negócio da família. A beira da miséria, Irene resolve assumir o jornal criado por seu avô. Só que ela é uma moça solteira, na idade de casar, sem nenhum dote e que deveria está participando de temporadas, mas Irene não dá a minima pra isso e se torna editora-chefe do jornal. Uma façanha muito pouco aprovada na sociedade.

Tudo ia bem, o jornal voltou a dar lucro graças a coluna de aconselhamentos de Lady Truelove, mas Irene aconselhou uma mulher importante na sociedade a seguir seu coração e se casar com um homem que não era de sua classe. O problema é que esta mulher era a Duquesa viúva de Torquil e agora ela vai ter enfrentar o filho dela, o novo Duque de Torquil.

Henry Cavanaugh, Duque de Torquil, é um homem antiquado, ele vive pelas regras da sociedade e não vê problema nisso. Quando ele descobre que sua mãe seguiu os conselhos amorosos de uma tal Lady Truelove, ele vai em busca de resolver o problema. A família e a honra são as coisas mais importantes para ele, então é obrigação dele evitar que todos caiam em desgraça após a publicação da coluna semanal de Lady Truelove.

29243115_1634342576673357_1873518736_o

Henry vai visitar Irene e exige que ela resolva o problema que ela criou ao publicar coisas sobre a família dele. É claro que esse encontro será o primeiro duelo entre eles. Irene não se curva diante das exigências do duque e segue com o seu trabalho no jornal. Só que Henry dá a cartada final no jogo que os dois se colocaram. Irene pode até comandar o jornal, mas ele ainda é de seu pai e como o homem da família, é ele quem decide se o jornal fecha ou não.

Irene se vê tendo que aceitar as exigências de Henry pelo bem do jornal e de sua irmã. Apesar dela não querer se casar, ela não quer o mesmo destino para sua irmã. Tudo que ela mais quer é ter condições de oferecer um dote à Clara e que ela participe das temporadas. Henry oferece isso à elas além de tentar reaver a ligação familiar das duas com o Visconde Ellesmere. Ele é avô materno das duas e nunca teve contato com elas, pois deserdou a filha assim que ela se casou com o pai de Irene e Clara.

“E, aliás, não é correto me chamar de ‘senhor duque’. Uma cidadã comum, como a senhorita, deveria se dirigir a mim como ‘Sua Graça’.”

As duas irmãs se mudam para a casa do duque para que Irene possa persuadir a Duquesa a desistir de seu matrimônio com o Foscarelli e para que ambas comecem a ser vistas nos eventos da alta sociedade. Só que essa aproximação entre Irene e Henry faz que os dois tenho mais embates e que ao mesmo tempo se sintam mais atraídos um pelo outro.

Irene é uma mulher forte e muito empoderada, não se permitiu ser dobrada pela sociedade e defende com unhas e dentes tudo que acredita. Ela é uma defensora do voto para as mulheres e sempre que aconteciam os duelos entre ela e Henry, ele apontava como ela era uma sufragista. Por pior que isso pudesse parecer naquela época, essas peculiaridades de Irene eram exatamente as coisas que mais atraiam Henry. Ele amava sua aparência, mas era por sua inteligência que ele se dobrava.

Em contra partida temos Henry, um homem que quer amar Irene com todas as forças, mas acredita que um relacionamento entre eles não seria adequado. Ele é um duque, ela é uma editora de jornal e sufragista. Que escândalo isso seria para uma sociedade rígida como a do século XVIII. Até mesmo quando ele se deixa levar pelo desejo que sente por Irene, ele não quer ter nada desonroso com ela.

E é nessa hora que Irene se prova mais uma vez a heroína de sua própria história. Ela quer Henry, ela sabe que não faria um bom casamento dado a sua profissão, então ela retira a culpa das costas dele e cede ao desejo de tê-lo mesmo que não seja pra sempre, mesmo que ela nunca possa um dia ser a Duquesa de Torquil.

“Pois eu a amo. E esse é um sentimento diferente de tudo o que já senti. É mais intenso do que qualquer paixão física. É mais forte do que o meu orgulho, mais intenso que uma vida inteira de convicções e maior do que o mundo em que vivo. Vem da alma e é eterno.”

Que livro senhoritas! Que livro! Não esperem que tenham tantas cenas tórridas de amor porque o romance entre Henry e Irene demora bastante para acontecer. Acompanhamos a trajetória dos nossos mocinhos em busca de proteger seus familiares e suas ideais, mas no meio de tudo isso e apesar de nem se gostarem, eles se apaixonam e é lindo ver quando ambos abrem seus corações.

É lindo ver que Irene não mudou seus objetivos por está apaixonada por Henry. Ela nem mesmo aceita se casar com ele quando percebe que ele quer se casar com ela pelos motivos errados. É lindo ver que Henry consegue fazer concessões por saber o quanto as causas que Irene luta são importantes para ela.

“- Então, você aceita Irene? Aceita me dar uma chance de cortejá-la adequada e honradamente, e de provar que eu poderia ser um marido melhor do que demostrei antes?
– Desde que você entenda que nossas filhas irão para a universidade se quiserem. E pouco me importa se você gosta da ideia ou não.”

A diagramação da editora é bem simples, mas não encontrei erros de revisão, o que conta muito. Tem fonte e espaçamento confortáveis para leitura e minhas amadas páginas amareladas. A capa está lindinha, o título super combina com a história e aparece durante um dos muitos diálogos entre Henry e Irene. Enfim, ótimo trabalho da editora.

28946580_1634342270006721_1840550426_o

“Então é isso, Srta. Deverill — disse Henry, forçando um tom suave em sua voz. — A verdade sobre amores e duques. Nem um pouco romântica, de fato, mas aí está.”

Eu nunca tinha lido nada da autora, mas se ela escreve maravilhas como foi em A Verdade sobre amores e duques, eu com certeza vou ler seus outros livros. Fica dica Harlequin rs Enfim, o que eu quero dizer é que acredito no sucesso desse romance, pois pra mim foi leitura fácil de dois dias. Eu praticamente só larguei quando vi que não tinha jeito e quando vi que tinha chegado ao fim. Deixo com muito amor minhas 5 Angélicas. Não percam nosso chá na próxima semana ❤ CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

20 comentários em “A Hora do Chá: ‘A Verdade Sobre Amores e Duques – Laura Lee Guhrke’

  1. Aaaaaaaaah que amor!!!! Já tô suspirando por esse livro. Lá vai, mais um, pra minha lista infindável de romances de época rs
    Amo sem moderação ❤

    Curtir

  2. Olá
    Tenho um certo problema com livros da editora, acho que li tanto quando era mais novinha que acabei perdendo o gosto pelos romances em geral.
    Gostei bastante desta mocinha ela parece realmente amar suas causas e o fato dele ver e entender ela também me agradou demais

    Curtir

  3. Oiê Dri. Ai, quero tanto esse livro. Já falei que me arrependi de não comprar no dia das mulheres, né?! Vou esperar a próxima promo rs

    Aaaah, nossa coluna nova! Só amor ❤ e começando com a nossa parceira nova e linda!

    E aaai, to apaixonada nessas fotos. Amei amei. Arrasou, miga! Beijos.

    https://almde50tons.wordpress.com

    Curtir

  4. Eu nunca entendi esse tipo de sinopse: “Fulinha é assim. Fulaninho é assado. Eles se conhecem e entram em conflito, mas o tempo vai mostrar que pode acontecer um grande amor”.
    A sinopse já conta quem vai ser o casal. Não faz sentido pra mim.

    Parece um livro interessante, mas não sou muito fã de romances.

    Um abraço.

    Curtir

  5. Gostei de sua resenha, estou lendo muita coisa, principalmente romance de época, esse parece-me muito bom, vou procurar para ler. Parabéns pela sua resenha, bem escrita e detalhada desperta a curiosidade para ler o livro. Ótima dica literária!!

    Curtir

  6. Olá, Adriana.
    Tudo bom?

    Não conhecia esse livro, achei a capa linda. Também não tenho costume de ler romances de época, acho que já disse em outro post, mas não desmereço a ideia de um dia tentar. Amo esses escândalos de época e todo esse trama girando em torno dos personagens. Um ótimo chá para vocês.

    – Bjux,
    Diego || Blog Vida & Letras ♥
    http://www.vidaeletras.com.br | @vidaeletras

    Curtir

  7. Nossa, Adriana, não conhecia esse livro. Me pareceu bem interessante pois, pela sua descrição, reconstrói bem a época, trazendo inclusive conflitos que hoje já estaria superados, como o fato de a personagem ser sufragista (o que não era socialmente bem visto). Gostei bastante dessa indicação! Ah! E adorei seu comentário lá em meu blog (que logo vou responder)…
    Bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s