Resenha: ‘Novembro Online – Aline Sant’Ana’

​Oiiiii pessoal! Olha eu de volta com mais um conto da série de Janeiro a Janeiro da nossa parceira Aline Sant’Ana. A série foi publicada pela também parceira Editora Charme somente em ebook. Tem resenha dos contos anteriores aqui no blog, mas cada história é independente. Eu confesso que já estou chorosa de estarmos no penúltimo conto, está acabando, mas vamos ao que eu achei do conto de novembro.

Primeiro confere a sinopse…

Chase Wilmington é um escritor famoso, reconhecido mundialmente por seus livros de literatura fantástica. Entretanto, seus melhores amigos, também escritores, bolam um desafio no qual eles devem sair de suas zonas de conforto e escreverem algo que não estão acostumados. Por sorte — ou azar —, Chase é jogado em um universo totalmente desconhecido, o do romance erótico. Tentado a vencer o desafio, Chase cria um perfil fake no Facebook para entrar em grupos de romance e sondar o que as leitoras gostam e também buscar dicas de livros como fonte de pesquisa. E é nesse momento que ele conhece a escritora independente Blair Howard. Chase e Blair mostrarão que o amor pode acontecer independente da presença física e, por mais que existam dúvidas sobre a existência desse sentimento, fica a prova de que ele é capaz de vencer barreiras, principalmente aquelas impostas por nós mesmos.

Este mês somos apresentados a Chase, um escritor renomado que faz sucesso com seus livros de fantasia. Ele é reconhecido por grandes autores do gênero, incluindo o ~pasmem~ George R. R. Martin. Ele é visto como o “jovem mais bem sucedido da literatura fantástica”. Já deu pra perceber que ele é muito bom no que faz.

Chase tem um grupo de amigos escritores formado por Zach, Rodrigo e Alex. Todos são bem sucedidos em suas carreiras, mas eles são amigos muito antes de isso acontecer e acompanharam o crescimento de cada um. Eles moram distantes um do outro e todo ano se reúnem para colocarem o papo em dia e manterem a grande amizade que eles tem.

Há 3 anos eles resolveram criar o Desafio do Leitor, que nada mais é do que fazer eles saírem de sua zona de conforto. Cada um tem seu gênero de escrita muito bem definido e acham ótimo poder se desafiarem assim. Tem dado certo para Chase até agora, afinal ele publica esses livros e obtêm sucesso. A cada ano é a vez de um deles escrever os gêneros para ser sorteado entre eles.

Esse ano era a vez de Zach e ele colocou gêneros relacionados ao que está em alta no momento: Romance. Totalmente o oposto do que todos eles escrevem. Alex ficou com Chick-lit, Rodrigo com Young Adult, Zach New Adult e Chase… Romance Erótico. Acontece que Chase não acredita em romance e nem em nada disso e dá uma pequena surtada por não se achar capaz de escrever algo assim.

Mas Chase aceita o desafio e faz tudo o que está descrito na sinopse: cria uma conta de Facebook falsa, entra em grupos de livros eróticos e começa sua pesquisa extremamente necessária se ele quer superar mais este Desafio. Só que dois meses se passam e ele nâo consegue avançar em nada. Ele tenta ler diversos livros e não consegue passar da primeira transa do casal. Ele não se conecta com a história e só consegue fazer piada sobre o assunto.

IMG_20171128_124751482 (1)

Até que ele entra em um desses grupos e se interessa pela história da escritora Blair. Ela havia acabado de publicar que estava escrevendo seu sexto romance e precisava de pessoas dispostas a ler o romance em primeira mão.  Chase vê a oportunidade perfeita para entrar realmente neste mundo novo para ele. Ele tem esperança de que Blair possa ajudá-lo a quebrar o preconceito, vergonha ou o que quer que seja que o está impedindo de avançar.

Blair logo nota que o perfil é fake, mas não se importa, desde que Chase, ou melhor, Mal – é este o nome do perfil – seja crítico e dê sua sincera opinião da obra. Eu achei um pouco estranho isso. Eu jamais entregaria algo que escrevi para um perfil fake, mas enfim rs. Blair e Mal ~Chase~ começam a se comunicar todos os dias via e-mail. Ela manda seu livro para ele ler e Chase realmente gosta da escrita de Blair, ele só não consegue ir adiante e ler toda aquele ‘baboseira’.

Ele logo de cara conta para Blair sobre estar buscando ajuda para sair de sua zona de conforto e escrever um romance e ela totalmente se prontifica a ajudá-lo, o que o surpreende, afinal ela nem o conhece.  Ele dá dicas a Blair sobre seu romance e ela o ajuda a perder o preconceito e realmente entrar na história que quer escrever. Ela até propõe eles escreverem algumas cenas eróticas juntos pra Chase ir se acostumando. Ela realmente é uma peça importante para Chase conseguir seu objetivo.

Aos poucos eles vão se conectando de uma forma totalmente inusitada para os dois. Eles conversam sobre tudo agora, não só sobre os livros e Chase se abre para ela como nunca se abriu a ninguém. O flerte se tornou algo natural entre eles e um grande passo para que eles se vissem de forma diferente.

“— Eu vou te ver, vou te abraçar e vou te beijar. Depois que colocar meus olhos em você, talvez não seja capaz de te deixar ir.”

Por mais que eles conversem todos os dias, morem na mesma cidade e tenham gostos em comum, tirando o gênero literário rs, eles mantiveram o anonimato. Virou uma coisa divertida esta relação virtual, até que Chase se pega desesperado para ver como a mulher que ele não consegue tirar da cabeça se parece. Não que importe como ela é fisicamente, ele só quer tocá-la, estar com ela.

Blair se assusta com essa mudança de cenário entre eles. Ela já teve seu coração partido e Chase já disse em suas conversas cotidianas que ele tem vários casos e que romance não é pra ele. O que não é o caso de Blair e muito menos o que ela quer pra ela. Mas Chase se tornou muito especial e depois de ele fazer uma sincera declaração, Blair não consegue dizer não para ele. Ela precisa comprovar que ele é real.

“— Eu precisava saber que era real. 

— Eu sou real — garantiu, o tom mudando para algo ainda mais intenso e profundo. — E você, Blair, quer ser real para mim?”

Ah gente, que conto mais lindinho. Eu nem senti a leitura avançar de tanto que me envolvi com esse casal. Queria avidamente que tivesse umas 200 páginas a mais para eu curtir mais de Chase e Blair. A forma como essa relação foi se construindo é fofo de ver. Como todo conto, eu não posso me aprofundar muito se não acabo contando toda a história pra vocês rs.

IMG_20171128_124801089

A música tema deste conto é Mirrors do Justin Timberlake e eu amei demais. Não consegui largar a leitura para colocar a música pra eu ouvir lendo, mas com certeza estava em um plano de fundo na minha mente. Vou deixar a música aqui pra vocês.

Eu vou ficando por aqui, mas indicando muito este conto pra todo mundo. É bem leve e ideal pra sair de uma ressaca literária ou só para passar o tempo. Vou deixando minhas 4 Angélicas para esse casal virtual que provou que não há regras ou formas para se amar alguém. Eles se apaixonaram por quem realmente eram por dentro e o amor deve ser exatamente assim. CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

10 comentários em “Resenha: ‘Novembro Online – Aline Sant’Ana’

  1. Achei muito interessante a história de Chase e Blair. É muito bom ler um livro e perceber que os amantes possuem uma real química, não apenas um dever de se amar para fechar a história. E, certamente, a pontinha de metalinguagem deve ser um dos pontos altos . Muito boa a análise! Blog sempre muito bem escrito 😀

    Curtido por 1 pessoa

  2. Aaaah! Olha eu aqui haha
    Nem preciso dizer o quanto amo as histórias da Aline, não é?! Novembro Online não é o meu conto favorito em DJaJ, mas é um especial, por ter vindo de uma fanfic da Aline, onde conheci ela.
    Adoro o fato de serem dois escritos de gêneros diferentes, que se ajudam e que se descobrem apaixonados.
    Tu arrasou na resenha, Anna!
    Beijoooos

    https://almde50tons.wordpress.com

    Curtido por 1 pessoa

  3. Gente, achei bem interessante e inesperado esse conto. Quase que parece uma mistura de gêneros, mas, de fato, é apenas o contato entre pessoas que escrevem gêneros diferentes. Parece um bom romance romântico (ou será que é erótico? Não tenho certeza). rsrs
    Abração!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Raramente eu me interesso por um livro que seja de romance erótico, mas essa premissa é SUPER demais, espetaculaaar. Acho que gostie porque entrei numa rotina de escrita e venho tentando ser mais criativo e escrever contos e tal, e me chamou muita antenção esse desafio entre os amigos… Tô achando que vou começar a fazer esses desafios também kkkk (e minha nossa, que coisinha mais fofa a tua classificação, 4 Angélicas kkkkk ameeei)

    Curtir

  5. É bem interessante a premissa da história: escritores se aventurando em gêneros nos quais não estão habituados. Também me pareceu bem bacana o ambiente virtual como um filtro no contato entre os protagonistas. Lendo a resenha, me dou conta de que há mais estilos literários do que eu conheço. Jamais havia ouvido falar de Chick-lit e New Adult… rs 🙂
    Bjs

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s