Resenha ‘A Conquista – Elle Kennedy’

Oi ooooooi gente! Hoje eu trago a resenha do último livro da série Amore Improváveis / Off Campus. Já falamos sobre os três primeiros livros da série – colocarei os links das resenhas no texto – e agora, chegou a hora de se despedir. O livro, de 336 páginas, foi lançado pela Editora Paralela em maio desse ano. Vamos a sinopse desse livro…

De todos os jogadores de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha com uma vida tranquila: esposa, filhos e, quem sabe, um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil. Um acontecimento inesperado vai colocar a vida desses jovens de cabeça para baixo. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas — e que o amor é a maior conquista de todas.

Chegamos ao último livro sobre os Jogadores de Hóquei da Briar. Dá até uma tristeza falar isso, porque me apeguei muito a esses meninos. Vamos recapitular as resenhas anteriores… Tivemos Garrett e Hannah – resenha AQUI -, Logan e Grace – resenha AQUI – e Dean e Allie – resenha AQUI. Chegou a vez de conhecermos Tucker e Sabrina.

Seu olhar encontra o meu, e ela não o desvia. Seus olhos brilham com um desafio, e o atleta competitivo que existe em mim desperta para enfrentá-lo.

O livro começa sendo narrado por Sabrina. Sim, se você já leu O Jogo, sabe que ela já é nossa conhecida. Sabemos muito bem como Dean detesta a menina e – Ok, dessa vez teremos spoilers -, que Tucker vinha agindo estranho e que teremos a explicação sobre o final de O Jogo. A Conquista começa meses antes do final de O Jogo, então as peças vão se encaixar na hora certa. De cara, vemos como é a vida dela. Mora em uma casa apertada com uma avó e um padrasto que é desprezível. Além de trabalhar em dois empregos e se matar de estudar na Briar, para conseguir entrar na faculdade de Direito de Havard. Ela é bem decidida, focada, não quer se envolver em uma relacionamento, mas curte ter lances de uma noite só. E era assim que ela planejava que fosse com Tucker.

Eles se encontram no Malone’s, logo após uma conversa entre Tucker, Dean e Hunter – como vimos em O Jogo – e ele se encantada por aquela morena e mesmo com tudo de ruim que Dean fala da menina, ele decide investir.

Ai, minha nossa. Sexo com Tucker é mais safado e sensual do que imaginei. Não achei que seria assim, mas os quietinhos costumam ter essa fama, certo?

Tucker é diferente dos outros meninos. Ele é mais calmo, mais envolvente, deseja ter uma família e abrir seu próprio negócio, gosta de cozinhar – o que sempre gera zoação dos amigos. Mas tudo isso não significa que ele não tenha um alto poder de sedução, porque ele tem. Esse ruivinho é de abalar estruturas e ele vai abalar as da Sabrina. Eles tem uma noite bem quente dentro do carro de Tucker, mas Sabrina, mesmo tendo gostado, quer que seja só aquilo e até bloqueia o número do menino.

245.JPG

Mas Tucker não desiste e investe pesado na aproximação entre eles. Eles passam momentos legais, porque Sabrina começa a ceder aos poucos, mesmo que nos termos dela. E também podemos compreender seus medos. Sabrina se sente menos do que os outros pela situação que vive. Então ela se esforça ao máximo para atingir as coisas que ela quer e ter o seu futuro totalmente planejado.

Droga. Gosto dessa garota de verdade. Ela é… incrível. Não é o mostro que Dean insiste que é, longe disso. É inteligente, engraçada, afetuosa e…
E acho que posso estar me apaixonando por ela.

Só que nem tudo sempre é como a gente quer e uma bomba estoura na cabeça deles, tirando o chão de Sabrina. Ela fica grávida de Tucker e tudo o que ela planejou começa a ruir. Eles escondem por um tempo a situação de todos os seus amigos. Mas quando decidem contar a bomba caí por todos os lados.

246.JPG

Hope e Carin, amigas de Sabrina, perguntam se é isso mesmo que ela quer e quando veem que sim, estão ali para dar todo o apoio. Já Garrett, Logan e Dean ficam em choque quando Tucker dá a notícia. Claro que Dean é o que recebe da pior forma, já que ele detesta Sabrina. Inclusive tem um embate entre os dois no livro, que me deixou com muita vontade de socar o Dean e depois quis abraçar ele – bipolaridade a gente vê por aqui rs. Já Garrett e Logan se enfiam na melhor competição da vida para saber quem será o padrinho do bebê. E como nos outros livros, se preparem para passar mal com as coisas que eles inventam. Ah, também revivemos alguns momentos cômicos de O Jogo, principalmente um episódio envolvendo um certo vibrador rosa rs.

Se tem uma coisa que aprendi neste último mês em que tenho saído com Tucker é que nada afeta esse cara. Ele leva tudo na boa, e se adapta conforme necessário. Não sei nem como ele é quando fica irritado.

Com as coisas saindo de rumo, os planos dos dois precisam mudar ou serem adaptadas. E é assim que falarei da mãe do Tucker. Meu Deus, eu consegui detestar mais essa mulher que o pai do Garrett! Ela é muito prepotente, quer mandar e desmandar no filho – que já é adulto. Além do que, ela faz Sabrina passar por situações péssimas. E não consegue aceitar muito bem que o filho não irá mais fazer o que ela quer.

Ah, temos um momento bem triste durante esse livro. Vamos reviver o drama de O Jogo, no ponto de vista de Sabrina e Tucker. Lembram que eu tinha comentado que o que aconteceu havia afetado todo o grupo de amigos? Vamos ver mais dessa perspectiva, especialmente com Sabrina.

Meu objetivo, um dia, foi ter sucesso. Não tinha percebido que o sucesso não estava em diplomas, bolsas ou realizações, mas nas pessoas que tive sorte de encontrar na vida.

Quero falar agora dos personagens individualmente. Ainda estou em um mix de sentimentos em relação a Sabrina. Tem momentos que eu adoro ela e seu lado determinado, mas em outros, sinto vontade de chacoalhar ela e mandar se ligar e parar de só pensar nos seus sentimentos. Já Tucker é um príncipe. Ele é apaixonado e apaixonante, quer conquistar Sabrina e também é um homem de um coração gigante e determinado. Ele não foge das suas responsabilidades, pelo contrário. E ai, imaginem esse homem com um bebê! É a coisa mais maravilhosa, fiquei babando!

“Um homem lindo, sem camisa, segurando um bebezinho”, explica ela. “É a coisa mais sensual que já vi na vida.”

Eu amei o livro. Estava muito preocupada com a leitura, porque já sabia que ele seria um tanto diferente dos outros, mas não atrapalha em nada a leitura. A escrita da Elle é tão maravilhosa, que a gente só faz querer devorar a história, nos faz ficar ansiosa pelos próximos passos que os personagens irão seguir.

Porque o amor é a conquista mais importante. Não é algo que eu tenha buscado, mas que tive sorte, muita sorte, de alcançar.

É com muita dor no coração que eu me despeço da série, dos meninos e meninas, das loucuras que eles aprontam. Mas é com muito amor no coração que eu dou cinco Angélicas.CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

 

 

Anúncios

22 comentários em “Resenha ‘A Conquista – Elle Kennedy’

  1. Uau, quantas informações!
    Geralmente os livros da Elle tem isso mesmo, com certeza após terminar de ler, eles te proporcionam uma grande ressaca literária! haha Mas tenho que confessar que no momento da leitura, eles são ótimos!
    Amei o post, beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Olá, tudo bem?

    Comecei a ler a série por sua causa e por enquanto estou amando, tanto quanto você. Acho que o drama existente nesse livro iria perpetuar em todas as jovens, pois uma gravidez inesperada é algo que assusta. A série parece que só cresce e estou aqui querendo ler o quanto antes. Parabéns pela resenha!

    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Alice. Fico tão feliz de ver você por aqui, já que você acompanhou todas as resenhas.
      Sim, também acho. Acredito que até quando a gente já vai ficando mais velho, pega a gente no susto. Simmm, mas agora acabou. Com muita tristeza. Obrigada. Beijos!

      Curtir

  3. Oi, Rai!

    Eu confesso que não li tudo 100% porque fiquei com medo de spoiler rs mas deu pra entender o contexto e só me dá mais vontade de conhecer esses meninos! No momento estou lendo a série da Irmandade da Adaga Negra, então creio que vou demorar um pouco (risos) pra ler outra coisa, mas às vezes com as resenhas, tenho vontade de passar alguns livros na frente hahahhaha

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Line.
      Então, tinha um spoilerzinho, mas que é o maior motivo do livro e meio que é revelado na sinopse rs.
      Ai, todo mundo me fala de IAN e eu morro de vontade de ler. Mas também preguiça rs
      E ai, que bom que minha resenha te desperta vontade haha

      Curtido por 1 pessoa

  4. Oi, tudo bem?
    Não li sua resenha inteira para não levar spoiler, recentemente li “o acordo” e fiquei tão apaixonada pelos personagens e pela escrita da autora que reli o livro mais duas vezes! Estou ansiosa para ler os outros!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Luma. Não tem problema rs
      O “spoiler” que tem não é sobre os outros livros, mas entendo seu ponto rs
      Ai, os personagens e a escrita da Elle são maravilhosos. Acredito que você vai amar os outros. Beijos.

      Curtir

  5. Raiii, eu devo dizer que Tucker é maravilhoso, sei que é difícil superar Garret e Logan, mas Tucker conseguiu chegar ao nível deles.
    Com seu jeito tranquilo ele conseguiu chegar longe, a paciência dele pode ser comparada à de Jô, e a Sabrina, eu a respeito pelo seu empenho, mas foi uma das poucas personagens femininas que foram difíceis de engolir, o mulherzinha teimosa com relação a Tucker.
    Sobre a mãe do Tucker realmente não dá um boa primeira impressão, mas depois ela se redime, deve admitir isso.
    Para não soltar nenhum spoiler só vou dizer que eu tinha muito medo do que iria ser revelado da relação familiar de Sabrina, a avó dela é meio sem noção, mas pelo menos dá um pouco de apoio que ela precisa.
    Deu um aperto no coração quando cheguei no final do livro, mas foi tão bom ver os “meninos” juntos e dando o apoio que o Tucker necesitava na inauguração do bar dele.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ai, todos eles estão hiper no mesmo nível no meu coração. Não me sinto capaz de escolher um só rs . Sabrina foi a que eu menos gostei entre todas da série, mas ela tem mt determinação.
      Ai, não engoli ela se redimindo, juro 😂
      Eu também tive medo. Pânico na cena que Tucker salva a pátria.
      Deu mesmo! Me senti mal em me despedir deles, mas foi lindo ver os meninos juntos e babando na Jamie rs

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s