Resenha: ‘Junho Destinado – Aline Sant’Ana’

​”Tudo em mim estava quebrado e eu não conseguia me manter respirando. Ainda sim, eu respirei. Ainda sim, eu vivi.”

Oláaaaaaa.. olha eu de volta com mais um conto da série de Janeiro a Janeiro da nossa linda parceira Aline Sant’Ana e publicado apenas em ebook pela Editora Charme. E que conto foi esse, minha gente ?! 😮

Antes de eu contar os sentimentos que tive com esse conto, confere à sinopse:

Até o mais doce dos homens pode se transformar em amargo quando a ganância de ter milhões na conta bancária passa a ser sua prioridade. Caleb e Zoey tiveram o relacionamento dos sonhos durante a adolescência e o início da fase adulta. O sentimento era tão forte que imaginavam estar destinados um ao outro. No entanto, com o alcance do sucesso profissional de Caleb, sua personalidade muda. Ele se perde nos acordos e propostas financeiras, deixando de lado a parte mais importante da sua vida: o amor. Em uma trama na qual nada é o que parece, Junho Destinado prova que nem sempre a vida é capaz de fornecer uma segunda chance e o que as linhas escritas pelo destino são impossíveis de serem apagadas. 

Caleb e Zoey se conhecem desde sempre, praticamente, a história de amor deles se inicia com um bom clichêzinho: eles se tornam melhores amigos que sabem tudo um do outro, compartilhando todos os momentos e a partir de um certo momento se descobrem apaixonados, mas que não sabem o que fazer com este sentimento, afinal, eles não querem estragar a amizade, é claro!

Caleb então toma a iniciativa e decide que quer beijar Zoey como seu presente de aniversário, com a promessa de que se este beijo acabar por estragar as coisas, eles sempre podem “voltar no tempo” e fingir que nada aconteceu… aaahhh tah rs. É um momento tãaao fofo. Eles se beijam e então tem a certeza que não querem fingir que nada aconteceu. Muito pelo contrário ❤. 

“Eu acho que gosto de você. E preciso sentir seus lábios pelo menos uma vez para saber se tudo que acredito sentir é apenas paranoia da minha cabeça ou se é real”

E é assim que eles engatam num romance, as escondidas à princípio, pois Caleb espera até o aniversário de Zoey para pedi-la oficialmente em namoro. As coisas caminham as mil maravilhas. Eles namoram por um bom tempo, Caleb já cursando a faculdade, Zoey desistindo de uma por não suportar viver longe de seu amado. Os dois vivendo seu conto de fadas particular.

Mas Caleb tem uma ambição de se tornar muito bem sucedido profissionalmente. Ele, juntamente com sua irmã Sasha, constroem um império de consultoria empresarial e viajam sempre. Caleb, que fala diversas línguas e com seus métodos de gerência fazendo sucesso, fica mais e mais atrelado a profissão.

Ele já não tem mais tempo de nada, principalmente para Zoey. Mesmo tendo pedido ela em casamento quando completaram 6 anos juntos, já se passaram 3 anos que estão noivos e Caleb não consegue encaixar isso em sua vida agitada. Ele fica obcecado com o trabalho e não deixa nada ficar em seu caminho. Eu fiquei aflita com o quanto ele dá importância a isso.

Zoey não reconhece mais o homem que ama e ela não está feliz. É muito claro o vácuo que existe entre ela e Caleb e ela não faz ideia de como isso aconteceu. As prioridades de Caleb mudaram e seu sonho profissional se tornou tudo o que ele pensa dia e noite. Como eu quis entrar no livro e chacoalhar o Caleb. Ele sempre foi determinado, mas conforme o trabalho aumentava, mais frustrado e distante ele se tornava. Principalmente depois que um contrato dá errado.

“Era inacreditável pensar que o trabalho podia sugar as pessoas a ponto de deixá-las como zumbis, mas aquilo não era mentira. Eu me sentia esgotado, embora não perdesse a determinação. Sentia que, se me permitisse relaxar, as coisas desandariam. E eu precisava estar no controle da minha própria vida. Sempre fui organizado, metódico e centrado. Não seria um contrato que deu errado ou a percepção de que meu relacionamento com Zoey não ia bem que me tiraria dos trilhos.”

Ele e Zoey brigam feio e é aí que as coisas dão uma reviravolta gigantesca e Caleb vai ter a oportunidade de analisar suas ações por outro ângulo e, quem sabe, poder mudar as coisas. Quando algo está destinado a acontecer, dificilmente conseguiremos mudar o rumo, e sempre acabamos tendo que lidar com as consequências, sejam elas boas ou ruins.

Faz uns 3 dias que estou tentando digerir tudo o que senti com este conto. Eu fui, literalmente, trollada pelo menos umas duas vezes. Eu tinha lido que este conto era o mais triste da série e como não me aguento ~sei que não devia 😆~ pedi spoiler dele e devo dizer que o que eu pensei que fosse O spoiler, não foi nada perto do que acontece neste conto.

junho3

Quando eu já estava desesperada por algo que estava acontecendo, outra coisa me acertava. Posso resumir este conto em uma palavra: montanha-russa. Quando eu pensava que estava tudo bem, eu recebia uma facada. Posso estar parecendo dramática mas é a verdade, minha amiga que o diga, né Raíssa?!. Eu surtei com ela conforme ia avançando na história.

Eu gostei bastante da Zoey desde o começo. Mas quem me fez enlouquecer foi Caleb. A partir do meio do conto pro final foi um tiro atrás do outro e eu confesso que ainda não superei rs. Eu sei que falei muito nesta resenha, mas ainda sinto que não consegui passar tudo o que senti durante a leitura. É triste? É. Mas é tão bem escrito que você fica totalmente presa e apaixonada pela história.

“Às vezes, o amor eterno não está no “felizes para sempre”, pois a vida nem sempre pode nos dar aquilo que queremos. Mas, se há um propósito, se não foi em vão, para que negar esse segundo de felicidade?”

A música tema deste conto é Echo do Jason Walker. Eu amo essa música e provavelmente vou sempre lembrar de Caleb e Zoey quando a ouvir daqui pra frente.

Eu preciso parar por aqui pra não dar nenhum spoiler rs mas implorando pra quem ainda não leu, correr pra ler. Este conto é maravilhoso e apesar de não ser meu preferido, o conto de Abril ainda lidera o ranking ❤, eu indico demaaais. Uma das poucas histórias que eu sofri e chorei, mas que voltaria para passar por tudo isso novamente. Mas minha indicação vai com um conselho: leia com um remedinho de pressão por perto rsrs. Minhas 5 Angélicas mais que garantidas.CLASSIFICAÇÃO 5 ANGÉLICAS

Anúncios

23 comentários em “Resenha: ‘Junho Destinado – Aline Sant’Ana’

  1. Uma relação com alguém que é obcecado por trabalho é complicado, porque a pessoa geralmente não o faz por mal, é uma parte da sua personalidade.
    Eu li as resenhas anteriores e vou me render aos contos, mas o ruim dos contos é que eles são muito curtos rsrsrs, parece que fica com um sabor de quero mais.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ai sim, não vou mentir, todos eu queria mais e mais páginas rs mas em compensação são histórias rápidas, pra ler em qualquer hora e lugar. Tem uma horinha livre ? Pronto, já é suficiente pra ler um conto rs vale a pena 💙

      Curtir

    1. Obrigaada 😍
      Eu super acho que você deveria dar uma chance rs
      E só vou te adiantar que não é bem leve não rs mas é uma história linda e de reflexão.

      Curtir

  2. Você disse história triste? Adoro.
    hahahaha acho que as melhores histórias são aquelas que te surpreende e acaba sendo mais pé no chão. Querendo ou não, a vida não é um mar de flores né? E essa situação pode muito bem acontecer.
    Adorei a resenha!

    Curtir

    1. Obrigadaaa. Fico feliz que tenha gostado 😍
      É isso mesmo, são 12 contos, cada um referente a um mês. Tem resenha dos meses anteriores no blog. Dá uma olhadinha, cada história mais envolvente que a outra. Minha preferida por enquanto é abril 😆.

      Curtido por 1 pessoa

  3. Olá, tudo bem?
    Não conhecia o livro, e nem a autora, mas amei a resenha. Sério, depois de ler sua opinião, fiquei mega curiosa pra conferir. Não gosto de finais tristes, mas assim como na vida, nem tudo termina bem. Enfim, dica anotada!
    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oiie. Tudo bem sim e com você?
      Olha, o que eu posso te dizer é que é uma história bem surpreendente. Em nenhum momento eu sabia o que iria acontecer a seguir.

      Obrigada 😍

      Curtir

  4. Oi Anna
    Eu adorei a sua resenha, ela me deixou extremamente curiosa e com vontade de ler o conto. Adoro ler romances com todos esses dramas e problemas do dia a dia, mas é claro, espero sempre um final feliz kkk
    Vou anotar aqui esse conto para ler, com certeza.
    Beijos!!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Nem eu entendi ainda, mas ainda não li nada da Aline Sant’ana. Gente, isso é tão absurdo que eu nem sei hahahhah sabe quando o tempo vai passando e você acaba comprando outras coisas na frente, mesmo querendo MUITO ler as histórias dela? Preciso dar um jeito nisso hahhahah e preciso comprar um kindle pra esses contos que não saem físicos. Não sou apaixonada por e-book, mas preciso me conformar rs só pela resenha já quis chacoalhar o Caleb, eu não aguento essas pessoas que priorizam outras coisas que não o amor hahah fiquei curiosa 😛

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s