Resenha: ‘Maio de Segredos – Aline Sant’Ana’

​Ooooooi pessoal, olha eu de volta com mais um conto da série de Janeiro a Janeiro da nossa parceira Aline Sant’Ana. Eu estava ansiosa para o mês de Maio. Continue lendo pra saber o que eu achei.

Primeiro vamos a sinopse:

“Derek é um adolescente brasileiro que se mudou para Lisboa com a família. Desde então, sua vida tem sido uma surpresa agradável. Fez novos amigos e suas notas aumentaram, porém, o que tem feito o seu coração realmente acelerar é a garota mais quieta da escola. 

Um tanto estranha e cheia de manias, Leonor veste moletons compridos e é antissocial. Mas Derek logo viu que havia algo especial nela e, há um ano, guarda esse inexplicável sentimento platônico dentro de si. Até que o destino faz o que parecia ser impossível: aproxima os dois. A partir daí, eles iniciam uma relação. Uma bonita amizade, a princípio. Com o tempo, o relacionamento evolui para um romance, mas o silêncio de Leonor a respeito de seu passado faz com que Derek questione se tantos segredos não poderiam colocar tudo a perder.”

Neste mês conhecemos Derek. Ele se mudou para Portugal com a família há 3 anos, buscando uma vida melhor. No Brasil ele costumava ser um garoto recluso e a mudança foi bem melhor do que ele esperava. Fez amigos, as notas aumentaram e se tornou mais social. Apesar das palavras diferentes, os costumes e coisa e tal, ele se adaptou muito bem, como se Portugal fosse sua casa desde sempre.

Derek era feliz em Lisboa, e Leonor, a menina tímida e reclusa, tinha grande parcela de culpa nisso. Desde que a conheceu, nosso mocinho a observava de longe, se perguntando quando teria a coragem para se aproximar dela. Ela não reconhecer a presença de ninguém só acovardava Derek mais ainda. Até então nem o nome dela ele sabia, acreditem rs.

“Não sabia seu nome. As únicas informações que tinha sobre ela eram relacionadas ao que eu via ou ouvia, o que era praticamente nada . Parecia que ninguém a conhecia ou tinha amizade com a garota e, às vezes, eu chegava a pensar que era o único que percebia sua presença, que a enxergava de verdade.”

Leonor é extremamente antissocial. Vestida com um largo moletom como que para se esconder, ela anda de cabeça baixa pelos corredores sem falar com ninguém. Uma tristeza perceptível no olhar e uma beleza escondida intriga Derek e ele quer saber mais sobre ela. Até que uma oportunidade de aproximação é dada a Derek. Eu logo desconfiei do que acontecia com Leonor, mas isso se confirma quando Derek encontra ela no banheiro da escola em um situação perturbadora.

Depois de a ajudar, nasce uma amizade bonita, mas um tanto unilateral entre eles. Essa é a condição de Leonor para que Derek se aproxime – não perguntar nada sobre seus traumas do passado. Derek se torna um suporte para nossa mocinha e tenta ajudá-la com a depressão. A relação deles evolui, mas Leonor se recusa a se abrir com Derek, o que o deixa frustrado, afinal, como ele vai conseguir ajudar ela sem saber o que a perturba tanto? Será que esses segredos vão sempre estar entre eles?

“Eu a amava em silêncio, mas, dentro de mim, esse amor soava como um grito ensurdecedor.”

É então que ele toma a decisão de descobrir por conta própria o que aconteceu com sua amada e espera que seja o que for, tudo acabe bem. Acontece que Leonor não vai aceitar muito bem essa ‘intromissão’ e Derek vai ter que lidar com as consequências. Este conto é todo narrado por Derek e eu já comentei aqui que eu amo livros pelo ponto de vista do protagonista masculino. Apesar disso, eu não consegui entrar na história completamente, digamos assim.

Se tratando de um tema um tanto quanto pesado como a depressão, um conto, curto como é, não conseguiu me conectar com os personagens como eu esperava. É um young adult foofo, mas não ajudou a me envolver na trama. Eu senti como se tivesse pulado algumas páginas rs. No entanto, isso não fez com que eu não gostasse dos personagens e/ou torcesse por eles.

opção 2

Quero comentar também a música que serviu de inspiração pra Aline. É uma coisa que eu devia ter falado nas resenhas anteriores, mas não fiz (me batam rs) e que irei incluir daqui pra frente. A música tema de Maio fica por conta de ‘Save Me From Myself’ da Christina Aguilera. Eu não consigo pensar em algo que descreva esse casal tão bem quanto essa música. Até agora, na minha opinião, é a música que mais se encaixa com os protagonistas.

“Você vai ficar linda de cabelos grisalhos , com rugas no rosto e a experiência de uma vida toda na memória. Sei que ela não foi fácil para você, Leonor . Para a maioria não é. Mas nós não desistimos diante das dificuldades. Não podemos.”

Eu super indico a leitura, como todos os contos anteriores. Com uma série assim, acaba sendo inevitável fazer comparações e sempre tem os que gostamos mais.  Meu conto preferido ainda continua sendo Abril Obstinado e eu estou curiosa para descobrir se algum outro irá tomar este lugar rs. Veremos nos próximos meses, afinal ainda temos 7 pela frente. Vou dar minhas 4 Angelicas. Derek, com seu amor genuíno e salvador, não merece menos que isso.

CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

Anúncios

9 comentários em “Resenha: ‘Maio de Segredos – Aline Sant’Ana’

  1. A sinopse a princípio é interessante, principalmente por ser em Portugal, que tanto admiro, espero me surpreender com o segredo que Leonor esconde e que Derek vasculhou, espero que as consequências sejam suaves.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Morrendo de amor já por Derek, porque ele não foge ante os obstáculos que Leonor coloca. Depressão é um tema tão complicado e tão delicado, que nunca será suficiente.
    Meu receio dos contos é esse, porque ou parece que é tudo muito rápido ou parece que faltam páginas.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Aaaah, assim que você puder, pega algum livro da Aline para ler. Vale super a pena. A escrita dela é apaixonante. Eu comecei por 7 Dias com Você e hoje quero ler de tudo rs 💙

      Curtir

  3. Oi Anna!
    Também estou nessa maratona da leitura e também amei Maio. Acho que ainda não apareceu o meu preferido mas gostei do tema polêmico abordado e ainda mais do amor sincero e puro de Derek pela Leonor. Sobre sentir que pulou algumas páginas eu também tive essa impressão mas creio que seja por se tratar de um conto bem curtinho e ficamos com aquele gostinho de quero mais.
    Bjus

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s