Crítica da Série: ‘Eu Tu e Ela – 1ª Temporada’

Oi Gente! Nos últimos meses assisti umas boas séries e vou tentar deixar as dicas aqui para vocês. Uma delas é uma série mega diferente e que fala abertamente de Poliamor. Uhuuulll…adoro um assunto tabu rs Eu Tu e Ela (título original You Me Her)  foi criada com base em uma matéria escrita por John H. Richardson e publicada na revista Playboy com o título de Sugar on Top. Foi exibida pelo canal Audience da DirecTV e no Brasil é distribuída (como título de original) pela Netflix.

Antes de falar mais sobre a série leiam a sinopse e vejam o trailer. Infelizmente não achei legendado em lugar nenhum.

Sinopse: A história da série conta a vida do casal Jack e Emma, que estão passando por um problema muito comum aos casais que já estão há alguns anos juntos: A rotina e a monotonia da relação. Além disso, um agravante os incomoda, que é o fato de não estarem conseguindo ter um filho, embora já tenham tentado bastante. Na verdade, as relações sexuais do casal se resumiram à tentar conceber um filho, perdendo a graça e o prazer. O casal procurou ajuda médica, vão semanalmente à terapia de casal, mas chegam a mentir para a terapeuta sobre a frequência das relações sexuais.

Como falei na introdução, essa série trás os temas poliamor e bissexualidade e como tudo isso ainda é muito mal visto pela sociedade. O casal Jack (Greg Poehler) e Emma Trakarsky (Rachel Blanchard) tem uma vida financeira estruturada, possuem bons cargos e concorrendo a funções mais altas, moram num bom bairro familiar e estão tentando ter um filho. Só que essa pressão da sociedade de que eles precisam começar uma família faz com que o desejo entre eles se torne quase inexistente.

Jack resolve pedir conselhos ao irmão e o que ele acaba conseguindo é um horário com uma garota de programa. Jack vai ao encontro e acaba conhecendo a jovem, bonita e universitária Izzy Silva (Priscilla Faia). Izzy explica que não é uma garota de programa, mas uma acompanhante. Então ela não faz sexo com seus clientes a menos que ela queira. Os dois tem uma conexão muito forte, acabam bebendo e conversando bastante e no meio de tudo isso, eles se beijam. Jack não consegue ir até o fim em respeito a sua esposa.

eu-tu-e-ela-jack-e-yzzy

Minha gente, sabe a primeira coisa que Jack faz ao chegar em casa? Se alguém respondeu contar pra Emma acertou em cheio. Ele se senti tão culpado que conta tudo pra ela. É claro que Emma fica super chateada pelo marido ter procurado uma acompanhante, mas ela entende que o casamento deles realmente perdeu aquele encanto. Emma sai com uma amiga, e sem que ela saiba, marca um encontro com Izzy. Obviamente que Izzy não sabe que Emma é esposa de Jack, mas as duas se sentem atraídas uma pela outra. Então temos nossa primeira cena de beijo entre elas e outra cena mais quente que não vou contar.

Emma conta pra Izzy que é esposa de Jack e vai embora. Como um casal honesto que são, ela também chega em casa e conta pra Jack o que fez. Os dois logo no início não sabem como enfrentar essa situação. Claramente estão atraídos pela mesma pessoa. Uma menina muito mais jovem que eles e que por sinal sente o mesmo por eles. Além disso, Jack descobre que Izzy não é a primeira mulher que Emma beija, ou seja, eles estão juntos há muito tempo e Emma nunca tocou nesse assunto com ele.

video_2.2a137ebd-600x341

É aí que ambos tem a brilhante ideia de contratar Izzy para ser acompanhante dos dois. Cada um vai em encontros separados e depois eles voltam para suas rotinas. No início, eles realmente acreditam que esteja dando certo porque estão com aquele desejo do início do casamento novamente. Mas logo percebem que cada vez sentem mais falta de Izzy e ela deles. O problema é, como um casal casado pode inserir uma terceira pessoa no casamento sem que isso afete à todos?

Em meio a tudo isso, nós temos os personagens secundários nos arrancando risadas. Os melhores amigos e vizinhos de Jack e Emma são super engraçados e sempre tentam aconselhar que isso que eles estão fazendo é arriscado demais e que logo alguém vai descobrir e eles precisarão se mudar. Aquele bairro não vai aceitar isso. É aí que entra a vizinha da frente e conselheira na escolha que Jack trabalha. Ela vive fofocando a vida dos vizinhos e os dois passam a ficar com medo que ela descubra e afete o trabalho de Jack. Afinal ele está para se tornar o novo reitor.

odosd

Vocês podem imaginar que tudo isso seria carregado de drama né? Mas não. A série é incrivelmente bem humorada e mostra tudo com bastante leveza. No início, como uma pessoa monogâmica que sou, tive dificuldades d entender que os três realmente se gostam, mas ao longo dos 10 capítulos (cerca de 30 min cada) eu me peguei torcendo pelos três e que eles mandassem a sociedade para o inferno. É claro que isso não virá facilmente e eles precisarão ter muita coragem pra enfrentar à todos, inclusive seus familiares e amigos.

O problema é que eles mesmos não conseguem passar logo de cara pelo preconceito autoinduzido pela sociedade. Eles sabem que serão julgados e que podem perder suas posições no trabalho e isso acaba interferindo que se entreguem ao relacionamento entre eles três. Outro ponto bastante relevante é como o casal Jack e Emma tentam inserir a Izzy na vida deles. Ela é uma menina jovem, tem um cara legal que quer ser namorado dela e eles são um casal perto dos 40 anos e que querem uma família. Como administrar que eles querem coisas diferentes?

Eu gostei bastante da série e é claro que vou assistir a segunda temporada, principalmente porque achei incrível que uma série trouxesse tantos assuntos polêmicos para a trama e que nos deixasse aflitos por mais um capítulo. Como será que esses três vão enfrentar tudo que vem pela frente? Será que esse relacionamento será possível? Será que suas carreiras serão manchadas por um relacionamento a três? Como a vizinhança receberá isso? E as famílias? Muitas perguntas sem resposta né?

Vou deixar vocês com um teaser da Segunda Temporada que já está passando no canal Audience Network, mas que a Netflix ainda não disponibilizou. Infelizmente não achei com legenda, mas dá pra aguçar a curiosidade de vocês. Ao que tudo indica a Netflix deve liberar os novos episódios em 15 de junho, então quem gostou da crítica não vai ficar muito tempo esperando. A Terceira Temporada também já foi confirmada.

Eu espero que gostem da série e dá pra maratonar até o lançamento da 2ª Temporada. Até a próxima ❤

Anúncios

23 comentários em “Crítica da Série: ‘Eu Tu e Ela – 1ª Temporada’

  1. Eu vi essa série no Netflix, achei interessante pelo assunto, só que não tive coragem de assistir (não me julgue, tenho medo de “sofrer” demais, só por isso ainda não li Forbbiden) pensando que era mais voltado pro drama. Só que em uma relação de 3 pessoas acredito que sempre tem um que vai terminar sofrendo, seja porque os outros dois têm mais afinidade, ou mais tempo junto, amizade entre 3 melhores amigos já é difícil, imagina uma relação amorosa.
    Mas depois de sua resenha vou dar-lhe uma oportunidade à série, Nerflix é igual aos livros, a lista é enorme e nunca para de crescer.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Carol!!
      Eu descobri ela por acaso tbm, daí pensei vou ver um capítulo porque é rapidinho. Quando me dei conta já estava vendo o 5º episódio. A série tem várias doses de humor, então a gente fica presa apenas no drama que pode ser uma relação a três. Eu achei muito legal mesmo!!
      kkkkkkkkkkkk…muito amor pela Netflix ❤
      Bjs

      Curtido por 1 pessoa

  2. eu devorei essa série em um dia! amei mesmo, os episódios são curtinhos, no máximo 30 minutos, ela prende muito, amei o tema, acho que é algo que realmente passa na cabeça de todo mundo mas os tabus criados não permitem colocar em prática, o fim da temporada me deixou com a cara no chão, torço muito pelo trisal mas meu maior desejo mesmo para a nova temporada é: troquem de bairro pelo amor de deus, que vizinha insuportável hahahahahah

    Curtir

  3. Olá Adriana,
    eu admito que sou apesar de não ser ciumenta, eu não aceito dividir kkkkk
    Mas penso que se eles se sentem bem e confortáveis assim, quem sou eu para dizer algo. Cada um com a sua vida, não opino se não me pedir opinião.

    Beijos,
    Anne
    Fadas Literárias

    Curtir

  4. Oi, tudo bem?
    Eu já conhecia a série por cara, nunca assisti, mas sempre aparece nas indicações da Netflix, não sei se seria uma série que iria me agradar, mas posso tentar assistir e só irei tentar graças a sua resenha que foi realmente muito boa e me deixou curiosa. haha’
    Beijos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s