Resenha: ‘Não sei se Te Amo – Ju Lund’

“Tudo agora fazia sentido, era amor antes de ser.”

Oi Gente!! Tem resenha nova no ar. Hoje eu vou falar de um livro com uma história leve e descontraída. Romance com cara daqueles clichês que tanto amo. Sim, eu amo clichês. ‘Não sei se Te Amo’ foi escrito pela nossa autora parceira Ju Lund e a história pode ser adquirida em ebook na Amazon.

Confere a sinopse antes de falarmos dessa história…

Sinopse: “Ninna é uma garota normal, como eu e como você. Já passou dos vinte e poucos, e sofreu inúmeras decepções amorosas que a deixaram sem acreditar em muita coisa. Por medo de sofrer evita se envolver, mas a vida acaba fugindo do seu controle e quando menos percebe já esta perdida de amores por seu amigo Sebastian. Será possível gostar sem sofrer?
Ela já não acredita nisso e tentará fugir desse sentimento… mesmo que acabe sofrendo por isso também. Sebastian conseguirá convencê-la que com amor tudo tem solução?
Um romance que vai encantar você, seguindo a linha New Adult, “Não sei se Te Amo” contém amor, sexo, desventuras e uma trilha sonora que promete inspirar corações partidos ou não.”

A cada início de capítulo temos um trecho de uma música, então procurei logo a trilha sonora completa pra deixar aqui pra vocês. Esse blog ama trilhas e livros com trilhas sempre serão muito amados por aqui. Então, aperta o play e vem conhecer a história da Ninna.

A nossa protagonista Ninna está fechada para o amor. Seu coração já foi partido vezes demais para ela arriscar um romance novamente. Ela está decidida a focar na faculdade e na sua vida profissional. Nada de romance. A história é toda narrada por Ninna e ao longo dela vamos descobrindo o porque de Ninna ser tão arredia a ter um relacionamento sério novamente.

Ninna nos apresenta Sebastian, um mocinho super fofo. Eles são amigos e colegas na faculdade e ainda por cima Sebastian arrasta um caminhão para Nina, mas ela com essa história de nada de romances coloca o nosso mocinho na ‘friendzone‘ eternamente. A cada dia que se passa, ele tenta mostrar que a amizade deles vai muito além, mas Ninna sempre desvia do assunto.

18361905_1321069664680587_1602877751_o

Até que um belo dia Ninna aceita passar um fim de semana acampada com Sebastian e uns amigos dele. Ela vai a viagem inteira se perguntando se tomou a decisão certa. Ela está indo como amiga, mas Sebastian deixou claro que tentaria conquistá-la. E é no acampamento que Sebastian mostra para ela que pode ser o cara ideal. Ninna se joga, mas avisa que isso não passará de um caso de fim de semana. Que quando voltarem para faculdade eles continuaram apenas bons amigos.

Sebastian aceita, mas continua dizendo que ela verá como eles podem ser bons juntos. E eles realmente são, mas como Ninna avisou logo no início, ela parte após o fim de semana colocando Sebastian novamente na ‘friendzone‘. E esse foi um dos muitos momentos que quis entrar na história e dar uns tapas na Ninna. Ela sofre antes das coisas acontecerem e por isso deixa de viver coisas boas por causa de um medo absurdo de sofrer.

“Mesmo que não tivesse coragem de me envolver, seu carinho por mim preenchia um vazio, e eu era egoísta.”

No início da história nos temos um grande grupo de amigos que inclui Ninna e Sebastian, mas ao longo da leitura esse grupo vai se dispersando e eu senti falta da Ninna ser mais presente para os amigos. Eles entram em férias e ela está tão presa nos problemas dela que nem percebe que os amigos trocaram de turno ou trancaram a matrícula. Quando ela se dá conta está sozinha sofrendo por Sebastian.

Isso mesmo, nosso mocinho decide dar um basta e sair definitivamente da ‘friendzone‘ e se afasta de Ninna. Ela sofre por perder o amigo que tanto estima, mas sofre muito mais porque o amor deles é épico não é como os outros namoros que teve. Sebastian é realmente o cara certo, só que Ninna leva muito tempo para perceber e quase perde esse amor.

Ela ouve muito os concelhos da mãe e da melhor amiga, mas na maioria das vezes acaba não seguindo e escolhe ficar com o certo, que é a sua carreira profissional. O medo de arriscar sempre acaba dominando Ninna. Aiiii…gente, Sebastian é aquele cara que todo mundo quer e cada vez que Ninna o rejeitava, eu ficava com uma dózinha dele e querendo dar uns tapas nela.

“- Você merece alguém que te ame, mesmo sendo assim tão fria comigo – soltou sem meio termo.”

Eu gostei muito dessa história, mas confesso que essa indecisão da Ninna me desagradou demais. Eu entendo que não queremos sofrer e tal, mas Sebastian demonstrou centenas de vezes que não estava brincando com os sentimentos dela. Fora que a primeira desilusão dela foi um amor platônico. O menino nunca correspondeu a paixonite dela e Ninna inclui como a primeira de suas três desilusões.

‘Não sei se Te Amo’ é uma história leve e que te prende. A protagonista não me agradou muito, mas mesmo assim indico a leitura do livro. Vale a pena acompanhar a trajetória de Ninna em descobrir um amor pelo qual vale a pena lutar. Sendo assim deixo aqui minhas 4 Angélicas para o amor épico de Ninna e Sebastian.CLASSIFICAÇÃO 4 ANGÉLICAS

 

 

 

 

 

Anúncios

7 comentários em “Resenha: ‘Não sei se Te Amo – Ju Lund’

  1. Olha, nem li e já tô incomodada com a Ninna kkk (Tô numa fase de revolta literária com esse tipo de mocinha)
    Eu sou muito indecisa na vida, então gosto de livros com pessoas decididas, que quer vai e faz, porque assim eu me inspiro também. Quando começa a ficar no “chove, não molha” me incomoda bastante.
    Mas essa trilha sonora está diviníssima e eu amo os capítulos que começam com letras de música. Juntam minhas duas paixões em uma só.
    E essa capa maravilhosa? Já amei!!! Adoraria ter na minha estante. Quando eu ler, deixo um comentário sobre o que achei do livro.
    Beijão ❤

    Curtido por 1 pessoa

  2. Ninna tem cara de ser aquela mocinha pela qual a gente passa mais raiva do que ama e Sebastian leva a gente a dizer “se ela não te quer pode vir que eu quero”. Mas falando a verdade tem gente que sofre adiantado pensando em todos os problemas e dificuldades que podem aparecer, a ansiedade não deixa elas viverem. Sendo que o mais importante é viver cada dia.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s