Resenha: ‘Cilada para um Marquês – Sarah MacLean’

Oi gente! Hoje trago resenha de um romance de época maravilhoso! Sarah MacLean poderia ser a rainha do gênero se não existisse Julia Quinn e Lisa Kleypas. O livro ‘Cilada para um marquês’ foi cedido Editora Gutemberg no evento da Aliança de Blogueiros do Rio de Janeiro.

Sinopse…

“De todas as bobagens incríveis que ele já tinha visto as mulheres fazendo ao longo de sua vida, aquela era, sem dúvida, a pior.” Sophie Talbot é conhecida pela Sociedade como uma das Irmãs Perigosas – mulheres Talbot que fazem de tudo para se arranjar com algum aristocrata. O apelido chega a ser engraçado, pois se existe algo que Sophie abomina é a aristocracia. Mas parece que mesmo não sendo uma irmã tão perigosa assim, o perigo a persegue por todos os lugares. Quando a mais “desinteressante” das irmãs Talbot se torna o centro de um escândalo, ela decide que chegou a hora de partir de Londres e voltar para o interior, onde vivia antes de seu pai conquistar um título. Em Mossband, ela pretende abrir sua própria livraria e encontrar Robbie, um jovem que não vê há mais de uma década, mas que jura estar esperando por ela. No entanto, ao fugir de Londres, seu destino cruza com o de Rei, o Marquês de Eversley e futuro Duque de Lyne, um homem com a fama de dissolver noivados e arruinar as damas da Sociedade. Rei está a caminho de Cumbria para visitar o odioso pai à beira da morte e tomar posse de seu ducado. Tudo o que ele menos precisava era de uma Irmã Perigosa em seu encalço. O Marquês de Eversley está convicto de que Lady Sophie Talbot invadiu sua carruagem para forçá-lo a se casar com ela e conquistar um título de futura duquesa. Já Sophie tenta provar que não se casaria com ele nem que fosse o último homem da cristandade. Mas e quando o perigo tem olhos verdes, cabelos claros e a língua afiada? Essa viagem será mais longa do que eles imaginavam…”

Sophie faz parte do grupo “irmãs perigosas” e claro, quem deu esse nome para elas foi a sociedade em que elas vivem, pois Sophie e toda sua família ganharam um título nobre e o pai dela é dono de minas de carvão. Logo a sociedade aristocrata não acharam nada bom ter que conviver com pessoas desse tipo.

“Sophie logo descobriu que havia um problema em dar as costas à aristocracia em uma em uma festa ao ar livre na frente de toda a sociedade.”

Sophie acaba em uma confusão com o próprio cunhado, pois esse não consegue respeitar sua irmã e ela não aceita, então Sophie acaba fazendo com que sua família toda passe vergonha. E por ela não gostar e aceitar essas regras impostas pela sociedade, acaba fugindo.

“Sophie tinha passado boa parte da última década sendo assunto do escárnio de aristocratas, que falavam dela como se fosse um inseto debaixo de uma lupa.”

Nossa protagonista tem um sonho, ela quer abrir uma livraria e trabalhar com isso já que ela adora ler. Em sua fuga acaba encontrando o libertino Marquês de Eversley e pede ajuda para escapar daquele lugar. Porém o Marquês já conhece bem a fama da moça e de suas irmãs. Ele acha que Sophie vai tentar casar com ele de qualquer forma, então ele se nega a ajuda-lá. É então que ela troca de roupa com o empregado do marquês para poder ir embora e percebe o erro que cometeu. Ela também quer reencontrar seu grande amor e ser feliz ao lado dele. Os planos mudam, certo?

“Ela não deveria permitir. O homem era um patife lendário. Um perito em arruinar jovens damas. E nunca foi punido por isso.”

Sophie não é como a maioria das personagens de romance de época. Ela não tem medo da opinião das pessoas, ela não tem medo de não agradar os aristocratas e o principal, ela não tem medo de sujar o seu nome. Ela é esperta e sagaz e definitivamente uma das melhores personagens que já vi.

“Talvez ela pudesse viver uma vida sem amor antes daquela noite. Antes de sua confissão. Antes de saber que nunca conseguiria ficar com ele sem querer, desesperadamente, que ele também a amasse.”

‘Cilada para um marquês’ é o primeiro livro da série Escândalos e Canalhas e me lembrou bastante a série Os Bridgertons da Julia Quinn por ter manchetes. Um livro que envolve o leitor e prende ele em cada página. O segundo livro da série ‘Amor Para Um Escocês’ já está em pré-venda.

IMG_20170312_095449.jpg

Sarah MacLean tem uma escrita gostosa de ler e os personagens encantam você. A capa é lindíssima e a diagramação do livro impecável! Gosta de uma bom romance de época? Leia esse! Com isso eu deixo aqui minhas cinco Angélicas para este romance.

classificacao-5-angelicas

Anúncios

Um comentário em “Resenha: ‘Cilada para um Marquês – Sarah MacLean’

  1. Sim,eu gosto de um bom livro de época! 😀
    E não tem como não gostar da personagem Sophie, com sua personalidade forte.
    Aliás,atualmente as “mocinhas”,dos livros do gênero estão bem mais ousadas.E acho que já li algum livro da autora há muito tempo… De uma editora bem antiga … 😉

    E Luana,realmente a capa está belíssima!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s