Resenha: ‘Lead – Kylie Scott’

“Acima de tudo, Jimmy Ferris era especial e complicado, belo e uma fera, tudo em um só.”

Estamos de volta para falar de Stage Dive…Aeeehhh!! Vocês já viraram fã da melhor banda fictícia de sempre? Não? Então vamos conhecer mais um membro dessa banda incrível e fazer vocês se apaixonarem. Hoje a resenha é pra falar de ‘Lead’, terceiro livro da série e o livro que traz o vocalista da banda como protagonista. Estão prontos?

Mais antes confere a sinopse…

“Sinopse: Embarque em mais uma aventura com os roqueiros sensuais de Stage Dive, a série New Adult de Kylie Scott, autora best-seller do The New York Times. Como vocalista da banda Stage Dive, Jimmy sempre teve tudo na hora que quis, fosse bebida, drogas ou mulheres, até que a destruição de sua reputação na mídia serviu de alerta e o conduziu à reabilitação. É neste momento que Lena surge em sua vida. Contratada para ser a assistente que tem como missão mantê-lo longe de problemas, ela não planeja aguentar desaforos do sensual roqueiro, e está determinada a manter a relação em nível estritamente profissional, apesar da química efervescente entre eles, até que Jimmy vai longe demais e Lena vai embora. Isso o faz perceber que talvez tenha perdido a melhor coisa que já lhe aconteceu.”

E novamente nós tivemos a capa e título originais mantidos. Eu já disse nas resenhas dos outros livros o quanto eu amei isso né? As capas dessa série são lindas, difícil até dizer qual é a mais bonita delas. Eu sou super suspeita porque sou mega fã da série, mas vocês não concordam que elas são maravilhosas? Fora a capa, a diagramação é bem simples. As páginas são levemente amarelas e fontes em tamanho legal para a leitura.

Em ‘Lead’ temos Lena como narradora. Lembram dela? Ela apareceu umas duas ou três vezes em ‘Play’, mas para quem não conhece, Lena é a assistente de Jimmy. O livro começa numa cena bem antes da história de ‘Play’, então Lena é inserida no mundo Stage Dive antes de Anne ser a mocinha de Mal. A primeira cena de Lena já é super engraçada, pois o irreverente Mal está presente e decide que ela é ideal para ser a ‘companheira de sobriedade’ de Jimmy. Isso mesmo, ela foi contratada para manter o vocalista na linha após a saída dele da clínica de reabilitação.

17440411_1276750212445866_556737976_n

Os dois mal se toleram, mas agora são obrigados a viverem sob o mesmo teto. Após aquele início onde mostra Lena sendo contratada, aos poucos vamos chegando ao início da história de Mal e Anne e aí podemos ver o que estava acontecendo a Jimmy e Lena durante a narrativa do segundo livro. O motivo para Lena ter sido contratada para ficar sempre ao lado de Jimmy é que após tantas entradas e saídas de reabilitação, a banda poderia acabar. Eles são como uma grande família, então o rompimento será muito maior do que apenas acabar com a banda.

“Davie sempre foi o bonitinho de coração mole. As mulheres amam ele. Mas você tem que saber que ele está comprometido, Lena. Ele não vai te dar o que você precisa.”

Eu gostei muito da Lena. Ela se mostrou uma mulher forte e decidida. Ela estava trabalhando para Adrian, o grande empresário tirano babaca do Stage Dive, antes de ser demitida e contratada por Mal para acompanhar Jimmy. Por falar em Adrian, a cada livro da série eu gosto menos dele e parece que o sentimento é compartilhado por todos. Ele está sempre com ar de superior.

Nos dois primeiros livros, nós tivemos poucas aparições de Jimmy e em todas ele se mostrou um grande babaca. Eu sei, eu deveria ser compreensiva com ele e está defendendo, mas até ler a história dele, eu não consegui sentir nada além de irritação por ele. É claro que o cara é um gato, afinal ele tem os mesmos genes do meu crush Davie, mas ele faz de tudo para afastar as pessoas. Lena se mostrou uma grande guerreira ao tentar e querer romper toda a barreira de proteção que ele criou em volta dele.

“Não sou um poeta como o Davie ou incrivelmente talentoso com um instrumento. Eu canto bem, claro. Mas tudo que eu tenho é esse rosto, é assim que eu contribuo. E nesse ramo, você deve usar todas as vantagens que estão ao seu dispor.”

Em ‘Lead’ temos um pouco mais do passado dos meninos Ferris revelado. Desde ‘Lick’ que o assunto sobre a mãe de Jimmy e Davie é falado muito por alto, mas neste terceiro livro temos até aparições da mulher que um dia os abandonou por causa das drogas. E diga-se de passagem que mulher desprezível. Todos esses anos ela vem usando Jimmy para seu próprio beneficio, então não podemos ficar admirados quando a cara também se entrega às drogas né? Ele fez de tudo para que Davie não fosse contaminado por esse mundo sujo que ele e a mãe vivem e nesse momento ele conquistou um pouquinho do meu coração. Não só o meu como o de Lena também.

Nossa mocinha passa a enxergar essa muitas faces de Jimmy e acaba percebendo que está perdidamente apaixonada por um cara que ela nem mesmo gosta. É aí que ela começa a procurar outro assistente, mas Jimmy e a banda não vão deixá-la ir. Ela acaba tendo que contar para Jimmy o motivo de sua partida e ele mais uma vez me surpreendeu. Ele não quer o amor de Lena, pelo menos é o que ele diz pra si mesmo, então começa a organizar encontros para que ela o esqueça de vez. Gente, se preparem porque esses serão os momentos mais engraçados desse livro.

O primeiro candidato escolhido para a missão é Ben, o grandalhão barbudo e baixista da banda. Esse encontro tem uma cena impagável. Fiquem atentas porque enquanto este encontro está acontecendo também está acontecendo uma das cenas do quarto livro. Louco né? Depois disso ela ainda tenta com mais dois candidatos, mas é claro que não daria certo com toda a tensão entre eles dois. Jimmy não quer assumir que sente algo por Lena e ela está disposta a fazer ele enxergar que ela é a certa para ele.

“A questão é: você nunca vai ter uma vida me seguindo por aí. Você está melhor sem mim, eu sei disso e não me importo. Esse, Lena, sou eu.”

Apesar não ter gostado de Jimmy nos outros dois livros, em ‘Lead’ a cada dia ele mostra um pouquinho mais dele e vamos nos apaixonando. É claro que ele nunca será Davie, como ele mesmo sabe, meu crush ever, mas ele vai tirando todas aquelas camadas de menino mal e incompreendido. Lena, com seu jeito, vai conquistando à todos e se tornando membro da grande família que é a Stage Dive. Eu peguei ‘Lead’ pra ler com receio de que a minha falta de empatia por Jimmy fosse afetar a leitura, mas ao final confesso que gostei bastante de ter mais um livro da série. Não é o meu preferido, mas vale minhas 5 Angélicas pelo todo.

Semana que vem teremos a última resenha dessa série incrível e eu já estou sofrendo demais por ter que dizer tchau para essa turma. Já estou com minha caixinha de lenços preparada. Até lá!classificacao-5-angelicas

 

Anúncios

7 comentários em “Resenha: ‘Lead – Kylie Scott’

  1. Adriana,concordo com você!
    Essas capas são realmente lindas!!!!
    E apesar de andar fugindo um pouco de séries,estou com muita vontade de lê-las.

    O engraçado é que em geral o primeiro livro é dedicado ao vocalista. E nessa série não…Até disso gostei.
    Quanto a personagem Lena,achei ideal que tenha uma personalidade forte. Afinal,ela vai “enfrentar” o Jimmy,que não me parece muito fácil.

    Só posso dizer que pretendo conhecer logo todos esses personagens.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Jana, essa série é maravilhosa. Eu sou completamente apaixonada pela Stage Dive.
      O Davie, personagem principal do primeiro livro, é a alma da banda, então achei legal a autora começar a escrever uma série a partir dele.
      Eu só te digo uma coisa: leia!!
      Bjs

      Curtir

  2. Eu não li nenhum da série, porque cansei das séries em que os homens aprontam tanto e as mocinhas aguentam tudo por causa do que sentem, é legal ver livros nos quais a protagonista não se curva perante o homem, vou esperar ter a série completa para ler tudo de uma vez só, sou muito curiosa e não consigo esperar muito tempo

    Curtido por 1 pessoa

    1. Carol, leia. Essa série é ótima. A Lena tenta desistir do Jimmy várias vezes, mas aí volta atrás por saber que ele precisa dela.
      Semana que vem sai a resenha do último livro e já estou chorando por ter que me despedir dessa série.
      Bjs

      Curtir

  3. Aí está o meu marido!!!!!
    Gente, eu sou terrivelmente apaixonada pelo Jimmy. Cara, eu fiquei com raiva dele no primeiro, mas nada de muito de demais assim igual você kkkkk. No segundo livro, eu já comecei a gostar mais dele.
    E eu ri muito com ele e a Lena. Ela é muito engraçada e ele meio que o oposto disso. E eu me apaixonei por ele ainda mais. Sério!!! Meu crush ever ❤
    Fazer o que né? Acho que eu gosto de sofrer kkk

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s