Crítica Cinematográfica: ‘Cinquenta Tons Mais Escuros’

Não rolou cabine de impressa, mas ontem a noite aconteceu meu momento com o Sr. Grey!! Escuto suspiros e aleluias? Após a longa espera de dois anos, finalmente a sequência  de ‘Cinquenta Tons de Cinza’ saiu!!

Para quem leu os livros sabe o quanto as expectativas para o primeiro filme foram grandes. Eu não fui ao cinema em 2015. Quando o filme estreou, eu estava preste a ter a minha filha, então já estava de repouso. Assisti o filme pela internet, infelizmente, mas depois agradeci por não ter ido porque o filme estava muito longe de ser igual ao livro.

Ok, nós sabemos que nenhuma adaptação é fiel ao livro, mas ‘Cinquenta Tons de Cinza’ foi muito ruim. Minhas expectativas para os demais filmes foram para quase nenhuma, principalmente quando aguardamos tanto tempo para a confirmação de que ‘Cinquenta Tons Mais Escuros’ e ‘Cinquenta Tons de Liberdade’ finalmente seriam gravados.

Os fãs já começaram a perceber as mudanças de um filme para o outro logo a pós a mudança de direção. O primeiro filme ficou sob a direção de Sam Taylor-Wood que após várias brigas com a autora dos livros, decidiu sair do projeto. James Foley chegou para dirigir os dois últimos filmes da trilogia e o roteiro ficou com Niall Leonard (que não participou do filme anterior), marido de E. L. James.

Não posso dizer que foi perfeito, pois ainda acredito que a química entre os atores Jamie Dornan e Dakota Johnson ainda é fraca. Dornan se entregou muito mais ao papel de Christian Grey, mas ainda não o vejo como o verdadeiro Sr. Grey dos livros.

Pra mim Dakota é Anastasia Steele desde o primeiro filme. Por mais que tenha sido ruim o início da trilogia nas telonas, ela se entregou ao papel da mocinha inocente e virgem. Agora na sequência pudemos ver as mudanças que acontecem com a personagem nos livros. Como ela quer Christian pelo o que ele é e não por ser um homem rico e poderoso.

Eu escutei muita gente dizendo que o filme estava sendo muito corrido. O que as pessoas não entendem é que a descrição de uma cena que pode acontecer em três ou cinco páginas no livro num filme acontece em minutos ou até mesmo segundos. É isso que torna o livro tão extraordinário e o cinema tão formidável. A capacidade de tornar nossa imaginação numa imagem real.

As cenas de sexo entre o casal foram muito mais intensas e reais do que pudemos ver em ‘Cinquenta Tons de Cinza’. Dornan está mais seguro e digamos que achei o corpo dele mais forte e condizente com a descrição do personagem no livro. Dakota, como sempre está lá para que for pedido. A atriz realmente se doou a personagem e isso, pelo menos pra mim, ajuda a ver Dornan como Grey.

Minha gente, Eric como Jack Hyde foi sensacional. Ele ainda tem muito a mostrar em ‘Cinquenta Tons de Liberdade’, mas já pudemos ver que ele conseguiu capitar todo o espírito asqueroso do personagem. O ator é lindo, mas ele conseguiu nos fazer odiá-lo.

Eu não quero ficar dando spoilers aqui, até porque nem é meu perfil fazer isso, mas acho que todos vão se surpreender com todas as mudanças. As principais cenas estão lá, a qualidade de tudo melhorou e muito. Pra mim como fã dos livros, foi uma noite incrível. Eu vibrei com cada cena. Fiquei emocionada por finalmente ver que finalmente a adaptação estava acontecendo.

A espera foi longa, mas valeu a pena. No final dos créditos tem uma cena extra, ou seja, uma cena para nos deixar com o coração na mão. É um “docinho” para ‘Cinquenta Tons de Liberdade’. Essa cena já tinha vazado na internet (coisa chata) e agora tem muita gente compartilhando novamente. O que eu peço para quem já foi ver é que não compartilhe cenas do filme, principalmente esta. Deixe que cada uma tenha a sensação de surpresa que cada uma de nós teve.

Então é isso. Agora é esperar por 2018  e ir várias vezes ao cinema para ver mais uma vez o filme pelo qual esperamos tanto. Espero que tenham gostado da crítica e principalmente que tenham amado o filme.

Até a próxima ❤

Anúncios

3 comentários em “Crítica Cinematográfica: ‘Cinquenta Tons Mais Escuros’

  1. Sou suspeita para falar, já que amo os livros e já perdi as contas de quantas vezes já li, mas esse filme ficou muito melhor que o primeiro, teve mais detalhes importantes e só me deixou ainda mais ansiosa para o próximo. 😍

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s