Resenha: ‘Pela Lente do Amor – Megan Maxwell’

“— Quando vão parar de usar esses apelidos horríveis? Pato e Nana! Quantas vezes já lhes disse para que se chamem pelo nome, Ana Elizabeth e Lucy Marie?”

Meu escolhido de hoje é um livro caliente e engraçado assim como todos os livros dessa autora. Ele saiu no ano passado pelo selo Essência, do Grupo Planeta e essa autora esteve na Bienal do Rio.

E aí já sabem de quem estou falando? Se vocês responderam “Pela Lente do Amor” da diva hot Megan Maxwell vocês estão absolutamente certas.

Esse livro está lindo. Uma perfeição em vários aspectos. As folhas são amareladas e a fonte tem um tamanho ideal para a leitura. A capa é muito linda e combina totalmente com a história.

Vamos à sinopse?

Sinopse: Ana Elizabeth troca o luxo e a riqueza da sua aristocrática família londrina pelas “calles” madrilenas, em busca do seu sonho: ser fotógrafa. Dona do seu nariz, ela monta com a amiga Nekane um estúdio fotográfico na capital espanhola e segue seu caminho de sucesso. No dia em que o prédio onde trabalham enfrenta um incêndio, Ana conhece Rodrigo, um dos bombeiros que atendem ao chamado da ocorrência. A troca de olhares aquece não só o corpo da fotógrafa, mas também seu coração e ela se entrega à inusitada amizade – com benefícios – que nasce entre eles. Apesar de cúmplices, um balde de água fria vai comprometer a liga dessa relação, quando Rodrigo – um mulherengo de carteirinha – descobrir que sua querida Ana está grávida de um turista suíço que passou por sua vida sem passagem de volta e de quem ela só sabe o nome. E o que dirá sua pomposa família quando souber que ela está grávida de um desconhecido e é amante de um bombeiro pobretão? Só a leitura do livro revelará!

Ana Elizabeth é de uma rica e influente família londrina. Tem a vida perfeita. O noivo que todas iam querer, mas ela não é feliz. Dias antes do casamento de sua irmã mais nova, ela decide terminar seu noivado e se mudar para Madri. Sua mãe não entende porque ela não quer se casar e muito menos porque não quer exercer a função que é formada. Ela abandona tudo e abre um estúdio fotográfico com sua melhor amiga Nekane em outro país.

Temos uma longa passagem de tempo. Calma, não fiquem com medo de que o livro será contado em dois tempos diferentes, pois não será. Há essa passagem de tempo para que mostre como anda a vida de Ana após sair de Londres e ir viver como fotógrafa em Madri.

Um belo dia Ana está trabalhando em seu estúdio, que é no mesmo prédio de seu apartamento, quando acontece um incêndio no apartamento da frente. Os bombeiros são chamados e é aí que Ana conhece um dos bombeiros mais quentes de Madri. Ela se interessa por Rodrigo de cara, mas no início ele não dá muita bola pra ela. Todos eles estão encantados com as modelos seminuas que estão na calçada esperando o prédio ser liberado.

Rodrigo é o próprio garanhão pegador. Ana é um espírito livre. Ela está decidida a conquistar Rodrigo, mas na noite que eles se reencontram num bar a modelo que mora com ela e Nekane leva a melhor. Rodrigo saiu do bar com ela e Ana acaba indo para o hotel de um modelo suíço que está indo embora no dia seguinte.

“Como dizia Encarna, se não dermos tudo mastigadinho a eles, os homens não entendem.”

Meses depois vem à notícia da gravidez e o mundo de Ana desaba. A mãe terá um ataque cardíaco se ela tiver um filho sem ser casada. Toda a sociedade londrina ficará chocada ainda mais que sua irmã está pretendendo se casar novamente. Olha só o drama que Ana se encontra.

E aí que Nekane tem a ideia de Ana ter uma noite louca com Rodrigo antes que a barriga apareça e ela não seja mais tão atraente. Nekane engata um romance com outro bombeiro quente, Calvin. Ela não tem muito a ver com ele, mas entre idas e vindas esse romance fica sério. É por causa desse namoro que Rodrigo e a Ana se aproximam e viram amigos. Mas tem muita coisa antes disso acontecer.

Ana me irritou em algumas partes, pois ela esperava algo que Rodrigo nem sabia que ela queria. Ele como um bom mulherengo não queria se amarrar a ninguém. Ele queria todas, mas sem nenhum compromisso. Ela fez dele um amigo e ele não conseguia enxergar os sentimentos dela por ele.

Em suma esse casal terá muitas cenas quentes, mas não espere nada como “Peça-me o que Quiser”. O livro é hot, mas tem uma pegada mais leve. Vocês vão suspirar, rir e chorar. O livro pode até parecer previsível por causa de sua sinopse, mas ele está longe disso. Em vários momentos eu achei que ia acontecer uma coisa e acabou acontecendo outra totalmente diferente.

“Você se transformou, como diz seu amado Luis Miguel, em parte de minha alma. Gosto do seu sorriso, de seu cheiro, de seus olhinhos quando está tramando alguma coisa, de seu rosto inchado quando chora depois de ver seus filmes românticos. Fico louco vendo você tocar a orelha quando mente, e corar quando eu me aproximo. E não consigo mais ser feliz se não a vir fazendo essas coisas.”

Os personagens são reais. Os dramas vividos por eles poderiam realmente ser os nossos dramas. Os personagens secundários são bastante participativos. Eu quero destacar dois deles que me mataram de rir em quase todas as cenas que apareceram. Uma delas é a mãe de Ana. A mulher tem as melhores cenas de drama. A outra é a vizinha de Ana, Encarna. Essa senhora me matou de rir quase todas as vezes que apareceu.

Mais uma vez Megan me manteve presa em um dos seus livros. A leitura fluiu rapidamente e no final fiquei totalmente apaixonada.


~~~~ Repostando resenha do dia 18 de maio ~~~~

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s