Resenha: ‘Animate Me: Amor Criativo’ – Ruth Clampett 

Ooooooi gente!!

Essa é a minha primeira resenha, então sejam pacientes comigo, ok?rs

Sinopse: O livro é narrado por um nerd – Nathan, um rapaz de 20 e poucos anos, tímido, talentoso, fã de quadrinhos e que nutre uma paixão secreta por sua colega de trabalho, a executiva Brooke, de 30 anos. Sem esperanças de que um dia a garota poderia sequer notá-lo, Nathan começa a escrever uma história em quadrinhos com sua versão do mundo a partir do seu amor por ela. O que ele não esperava era que um projeto em comum os unisse. A partir de um encontro inesperado numa loja de acessórios para computadores, Nathan passa a levar café para Brooke todas as manhãs em seu escritório, mas um detalhe pra lá de sedutor marca o ritual: em cada copo ele desenha uma ilustração, e cada imagem é uma espécie de sinal que apenas eles conhecem. Depois de saber que Nathan está apaixonado por uma colega de trabalho, Brooke passa a ajudá-lo a tornar-se um conquistador, porém, mal sabe ela que a tal colega é ela mesma. Depois de algumas “aulas” recheadas de muito erotismo, o casal mergulha num tórrido romance. O único problema é que Brooke é uma mulher comprometida, e com ninguém mais ninguém menos que com o presidente da empresa em que eles trabalham.

Primeiro de tudo eu tenho que falar dessa capa. Eu sou completamente apaixonada por ela. Se antes da leitura a primeira coisa que me encantou foi essa capa, depois então, nem se fala, pois nada representa melhor Nathan e Brooke, o casal fofura, do que esse copo de café com o desenho dos dois ❤

images-23.jpg

Aaaah esse livro foi uma surpresa muuuuito boa pra mim. Eu comecei a leitura sem muita expectativa e me apaixonei pela leveza e fofura que ele passa.

O livro conta a história de Nathan, um geek tímido, amante de seu trabalho como animador e escritor de HQ nas horas vagas. Ele é apaixonado por sua colega de trabalho Brooke desde que a viu pela primeira vez na República do Rabisco, empresa em que trabalham. Ele nutre essa paixão em segredo, tímido demais para se aproximar dela, que dirá revelar o que sente.

Um encontro em uma loja, onde Nathan ajuda Brooke a achar um fiozinho pro seu computador (Brooke querida, só pra você saber, aquilo é um cabo USB rs) acaba por dar a coragem que Nathan precisava para se aproximar. Ele começa a levar café para ela quase todos os dias e além disso ele faz diferentes desenhos no copo de café que só os dois entendem e é tãaao fofo. A partir daí nasce uma amizade pura e verdadeira.

Aah, desde que a conheceu, Nathan fez de sua amada a heroína de sua história em quadrinhos – A Garota B – o que torna mais apaixonante a forma como ele a vê.

Garota B

Brooke descobre que nosso nerd gosta de uma menina do trabalho, mal sabe que é ela, e começa a ajudar Nathan na arte da conquista, se é que me entende (Nathan, Nathan safadinho kkk) e o que começa de forma, não tão, inocente dá início a um romance, óh Deus, de tirar o fôlego, e a coisa esquenta, ou melhor, ferve entre os dois.
Tudo seria maravilhoso se Brooke não fosse comprometida com Arnould, presidente da empresa onde trabalham. Mas calma, o relacionamento deles é aberto. Só que Arnould mantêm um controle sobre Brooke que chega a ser revoltante. A personalidade forte e decidida dela esconde uma fragilidade que Arnould não exita em se aproveitar.

O que só reforça o quanto Nathan é o cara certo, e que percebendo que essa relação não faz bem algum a sua amada, se esforça ainda mais em ter o coração da nossa mocinha. E gente, Nathan apaixonado vira um adolescente, e essa inocência e amor puro me fez cair de amor por ele ainda mais, mas ele também se transforma em um homem com pura determinação quando a ocasião pedi, o que mostra que ele pode ser um nerd adorável e sexy ao mesmo tempo.

Não posso deixar de falar o quanto eu gosto de todos os outros personagens, menos do idiota do Arnould (macaco louco haha). A família e amigos de Nathan que o apoiam incondicionalmente e toda a turma da República do Rabisco que são demais e me renderam boas risadas, além de mostrar que a amizade é pra qualquer hora e lugar, não importa as consequências. A união realmente faz a força e isso fica mais que claro no livro.

Animate Me foi escrito pela autora Ruth Clambett, filha de Bob Clampett , criador do Pernalonga. Durante a leitura a autora mostra um pouco desse mundo da animação e todo o trabalho e esforço dessas pessoas que criam esses desenhos que fizeram, e fazem, tantas crianças felizes, e é uma das coisas que me fascinaram também. Ela nos faz entrar de cabeça nesse universo, que eu particularmente amo, e é super legal.

picsart_11-13-01.54.18.png

Além disso ela conduziu essa história de um modo leve e totalmente envolvente. Com romance, cenas hots, cômicas e até com uma pitada de drama, tudo na medida certa. Eu me vi presa na história e quando não estava lendo eu só conseguia pensar em quando poderia retomar a leitura.

Então se você está procurando um romance diferente, se joga nesse. Valeu a pena cada segundo e merece minhas 5 Angélicas!!
classificacao-5-angelicas

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s