Retrospectiva 2016: Os melhores filmes de 2016!

Oi oi geeente! Aqui no Além, também amamos filmes! Modéstia a parte, acredito que eu seja a que mais louca por cinema rs. Vou com uma frequência regular ao cinema e vejo muitos filmes em casa.

Por isso, quando pensamos nas matérias especiais do final do ano e decidimos fazer retrospectivas, tínhamos que falar de filmes! O critério é: filmes que eu vi no cinema esse ano. Gostaria de deixar claro, que são opiniões minhas – sujeitas a discordância de vocês. Não sou crítica de cinema, muito menos expert. Apenas vou falar os meus filmes preferidos, baseados nos meus gostos e no que senti durante e após o filme.

Eu escolhi um TOP 5 + um bônus e a escolha vai ser em ordem decrescente!

5º lugar: Batman vs Superman: A Origem da Justiça

Já começo a minha lista com uma polêmica haha. Eu sei bem, que se formos comparar as duas grandes brigas entre heróis que foram parar nos cinemas esse ano, é um certo filme da Marvel que ganha em quase todas as opiniões. Eu gosto do filme também, mas ele não supriu algo que eu esperava. Coisa que Batman vs Superman fez! Não sei se é porque eu já esperava aquilo do filme, se foi por já conhecer a HQ ou se a expectativa em si foi mais baixa, por tanto, foi atingida/superada. O filme trouxe de volta Henry Cavill a pele do Superman e a primeira vez de Ben Affleck no papel de Batman. O que era dúvida quando o nome de Ben surgiu no elenco, virou a certeza de que encontramos o melhor Batman já retratado nos cinemas. E para fechar com chave de ouro, temos a presença de Gal Gadot como Mulher Maravilha… e que mulher! Outra que foi desmerecida quando seu nome saiu, mas mostrou a que veio e roubou o filme para si, em 10 minutos! Uma coisa que eu adoro no filme, apesar da pegada mais escura, é a fotografia. O filme não tem muito alívio cômico, se mantendo dramático em quase todo o momento – salvo na hora do ‘Marta!’, ali até eu ri haha. Outro destaque de fazer o coração acelerar, foi a introdução dos personagens da Liga da Justiça: Flash, Cyborg e Aquaman. São vislumbres, mas que serviram para deixar a expectativa para o filme da Liga que chega por aí em 2017.

4º lugar: Doutor Estranho 

Continuando com heróis! Ouso dizer que de todo Universo Marvel, que vem sendo construído desde 2008, Doutor Estranho é o mais diferente até agora. Sem dúvidas, o primeiro acerto do filme, foi a escalação de Benedict Cumberbatch como o Doutor Steve Strange. É impressionante como ele ficou parecido com o personagem das HQs. Claro que, sendo Marvel, temos aquela dose de comédia necessária e esperada. As cenas envolvendo o Manto da Levitação me levaram as gargalhadas, além da frase “vim barganhar”. Os efeitos especiais são dignos de, pelo menos, uma indicação a Melhores Efeitos Especiais. Principalmente nas partes em que Steve conhece as dimensões, a Dimensão Negra e a cena da luta em Nova Iorque.O colorido do filme, é de encher os olhos. O elenco tem outros nomes de peso como Tilda Swinton, Chiwetel Ejiofor, Rachel McAdams e Mads Mikkelsen, que só serviu para reforçar a qualidade do filme. O que não deixou o filme naquele ponto perfeito, é algo que vem acontecendo com muita frequência nos filmes da Marvel: o vilão deixa a desejar. Claro que isso não estraga o grande feito de um filme maravilhoso. As cenas pós-créditos são importantes e o elo de ligação entre os próximos filmes, deixando claro que Doutor Estranho voltará a aparecer.

 3º lugar: Como Eu Era Antes de Você

Foi o romance do ano, né?! Eu assisti a esse filme no final de semana do dia dos namorados, numa espécie de pré estréia especial que teve em alguns estados. A minha expectativa era alta. Um dos meus livros preferidos. O meu ator favorito da vida (since 2010 e de quem eu morro de ciúmes haha), que estava super empenhado, entregue e apaixonado pelo Will. E minha linda Emilia Clarke que incorporou a Lou com total perfeição. O filme acabou comigo, chorei durante quase todo ele e posso – ou não – ter manchado a blusa branca do meu noivo no meio do caminho! Claro que ocorreram mudanças e cortes, se compararmos com o livro. Mas muitas delas, particularmente, eu gostei. A irmã da Lou, por exemplo, é uma pessoa mimada, egoísta e egocêntrica no livro. Mas mudaram a personalidade dela pro filme e eu adorei. Acho que esse foi aquele tipo de filme onde tudo encaixa de uma forma. Os atores foram bons, a história é linda e emocionante, as músicas certas nas horas certas. Destaque para o guarda roupa da Lou que era algo que eu estava super curiosa pra ver como iriam retratar e, sendo sincera, em usaria várias peças dela, só mudaria as combinações. E a meia de abelhinha? Bom, essa eu tenho comigo ♥

 2º lugar: Deadpool

Acho que esse foi o filme mais engraçado do ano. E o melhor filme de heróis dos últimos anos. Acho que meu amor por Deadpool só perde para Guardiões da Galáxia. Enfim, finalmente podemos ver uma apresentação digna do Mercenário Tagarela! Ryan Reynolds é Wade Wilson, assim como Wade Wilson é Ryan Reynolds. Acho pouco provável que algum dia a gente seja capaz de desassociar um do outro, já que Ryan batalhou e muito por esse papel e por esse filme e achou o personagem da sua vida! O filme é um combo de coisas ótimas. Protagonista ótimo, secundários ótimos, um ótimo vilão (aleluia!), história ótima!  E ah, músicas ótimas também! O filme começa acertando desde a abertura até a cena final. Lotado de piadas sexuais, palavrões, cenas de ação bem feitas e sanguinárias, Deadpool mostrou a que veio e conseguiu até indicação ao Globo de Ouro! Temos referências a X-Men, ao próprio Ryan e seus antigos (e fracassados) filmes de heróis e muito mais! É aquele filme que você vai assistir mil vezes e as mil vai se divertir.

1º lugar: Animais Fantásticos e Onde Habitam

Confesso que de todos os filmes que eu vi esse ano, Animais Fantásticos foi logo o que eu tive certeza em que lugar estaria. Acredito que até hoje, depois de mais de um mês que vi o filme pela primeira vez, não sei explicar a sensação que tive ao sentar na poltrona e começar a tocar aquela musiquinha mágica. Retornar ao Mundo Bruxo, mesmo que não seja para Harry Potter, foi como voltar anos na minha vida. Conheci Harry Potter quando eu tinha 09 anos e hoje, tenho 24! É uma vida inteira envolvida nisso. O filme é lindo. Eddie Redmayne é um ator que eu amo e é fora de série, ele deu o toque perfeito ao Newt. Dan Fogler como Jacob foi um dos pontos cômicos do filme,  ele representava todos nós No-Majs/Trouxas ao conhecer o Mundo Bruxo. Katherine Waterston e Alison Sudol como Tina e Queenie são um deslumbro. Ainda temos Colin Farrell, sendo maravilhoso num papel de caráter dúbio e Ezra Miller, arrasando como sempre. Credence é um dos pontos altos do filme. E ainda temos um certo Johnny Depp e sua aparição surpresa. O que é apaixonante e mágico no filme, é poder conhecer a maleta de Newt, onde ele carrega todas as Criaturas ♥ É tão incrível conhecer vários animais que já ouvimos falar. Sabe aquela vontade de ter todas os Animais? Foi isso que aconteceu comigo. Mas o Pelúcio roubou meu coração e um belo pedaço do filme! O bichinho que ama e rouba coisa douradas e brilhantes tem cenas impagáveis junto de Eddie. Com o anúncio de uma série de 5 filmes, com um já tendo sido lançado, começam a surgir teorias e suspeitas do que os próximos filmes devem falar, se ligarmos a datas já apresentadas em Harry Potter. O que eu sei é que eu não vejo a hora de 2018 chegar e a gente conferir a segunda parte dessa história!

Bônus: Rogue One – Uma História Star Wars

 Uma menção honrosa a Star Wars se fazia necessária nesse post! Confesso que não sou a maior fã dos filmes. Inclusive, preciso maratonar (urgentemente) os filmes principais, ainda mais com o novo vindo aí em 2017. A questão, é que eu sou levemente entendida no assunto, então fui com meu noivo ver. A verdade, é que Rogue One poderia ser chamado de Episódio 3,5, apesar de não ter aquela famosa abertura dos filmes da série. O início é mais modesto, já que o foco é outro por aqui. Temos a família Erso em detaque. Começando pelo pai, Galen, que foi o cientista criador da Estrela da Morte. Depois de anos, sua filha Jyn, que é um tanto problemática, acaba resgatada pela Aliança Rebelde. Então começamos a ter a caça ao programa da Estrela da Morte. Os efeitos do filme são muito bons e as referências pra quem é fã, são de endoidar. Mas, isso também é um defeito, já que quem não conhece a história, não consegue acompanhar bem Rogue One. Confesso que eu ainda não sei bem o que pensar da mocinha interpretada por Felicity Jones. Ela não me fez nem gostar, nem detestar ela. Quem me ganhou mesmo foi androide K-2SO e a dupla dinâmica desse filme: Chirrut, um cego que é entendido da Força e seu amigo Baze.  Temos pequenas – pequenas MESMO – participações de Lord Vader, mas o suficiente para causa arrepios. E o final… O final, senhoras e senhores, foi de arrancar muitos aplausos e gritos do pessoal da sessão!

~ * ~ 

Então, chegamos ao fim! Espero que vocês gostem da minha lista. Mas se não gostarem, não tem problema, me contem qual seriam as opções de vocês! Esse ano foi regado a filme bom, então foi difícil escolher um TOP 5.

Anúncios

Um comentário em “Retrospectiva 2016: Os melhores filmes de 2016!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s