Resenha de Quarta: ‘Dançando Sobre Caco de Vidros – K. A. Hancook’

– Lucy, todo casamento é uma dança: complicada às vezes, maravilhosa em outras. Na maior parte do tempo não acontece nada de extraordinário. Com Mickey, porém, haverá momentos em que vocês dançarão sobre cacos de vidro. Haverá sofrimento. Nesse caso, ou você fugirá ou aguentará firme até o pior passar.

O livro que eu escolhi pra resenhar não é nenhum lançamento, mas eu amo falar dele. Acho que é um livro que precisa ser lido pelo maior número de pessoas possível, pois trás muitos ensinamentos e que eu levo para minha vida.

Meu escolhido foi Dançando Sobre Cacos de Vidros de K. A. Hancock que foi publicado por aqui pela Editora Arqueiro. Ele faz parte do meu no meu Top Five e seu tivesse apenas uma palavra para defini-lo seria: SURPREENDENTE. Então, vocês me perguntariam o porquê de defini-lo assim, certo? Eu vou tentar responder sem entrar em tantos detalhes importantes para o enredo do livro, ou seja, sem contar spoilers.

Vamos à sinopse antes…

Lucy Houston e Mickey Chandler não deveriam se apaixonar. Os dois sofrem de doenças genéticas: Lucy tem um histórico familiar de câncer de mama muito agressivo e Mickey, um grave transtorno bipolar. No entanto, quando seus caminhos se cruzam, é impossível negar a atração entre eles. Contrariando toda a lógica que indicava que sua história não teria futuro, eles se casam e firmam – por escrito – um compromisso para fazer o relacionamento dar certo. Mickey promete tomar os remédios. Lucy promete não culpá-lo pelas coisas que ele não pode controlar. Mickey será sempre honesto. Lucy será paciente. Como em qualquer relação, eles têm dias bons e dias ruins – alguns terríveis. Depois que Lucy quase perde uma batalha contra o câncer, eles criam mais uma regra: nunca terão filhos, para não passar adiante sua herança genética. Porém, em seu 11° aniversário de casamento, durante uma consulta de rotina, Lucy é surpreendida com uma notícia extraordinária, quase um milagre, que vai mudar tudo o que ela e Mickey haviam planejado. De uma hora para outra todas as regras são jogadas pela janela e eles terão que redescobrir o verdadeiro significado do amor. Dançando sobre cacos de vidro é a história de um amor inspirador que supera todos os obstáculos para se tornar possível.

O livro conta a história do casal Lucy Houston e Mickey Chandler. Duas pessoas que jamais poderiam se apaixonar, mas que mesmo assim pareceu certo ficarem juntos. Ambos sofrem de doenças genéticas, ela tem um histórico de câncer de mama na família e ele sofre de transtorno bipolar (isso não é spoiler, pois tem na sinopse). Nada disso os impedem de se casarem e principalmente de firmarem o compromisso de fazer essa relação dar certo. Eles têm apenas uma regra nesse contrato: nunca, jamais terem filhos. Eles não querem passar suas respectivas doenças para um filho.

dancing-on-broken-glass
Capas pelo mundo

A Lucy é o tipo de mocinha que eu gosto nos livros. Ela não é a bestinha e mimizenta, muito pelo contrário ela é forte e determinada. Ela é inspiradora. O que ela faz por ela, pelo Mickey e pela família é surpreendente. A cada novo capítulo eu me apaixonava mais pelo caráter dela. Ela tira forças para seguir em frente apesar de todos os problemas que eles enfrentam. Os problemas são difíceis e ela não foge. Eu derramei muitas lágrimas por ela e por suas decisões.

 “Lucy me amava — mesmo com parafusos soltos, peças sobressalentes e partes danificadas. Ela amava o pacote todo — dizia que devia ser assim ou não faria sentido me amar. Jurou, faz uma eternidade, que isso era verdade e fez jus a esse juramento. Quem teria acreditado nisso?”

Mickey é o tipo boa gente, mas que se torna um fraco durante as adversidades que o casamento dele passa. Ele é muito apaixonado por Lucy, mas ele se perde algumas vezes devido a sua doença. Eu tive raiva dele em alguns momentos, mas muito dos seus lapsos são justificados no decorrer da história. Ele me ganha no final do livro porque surpreendentemente ele tenta superar seus problemas a fim de viver melhor com a sua família ou com o que restou dela.

“Lulu, tem três coisas sobre a morte que posso lhe garantir. Juro que a morte não é o fim. Parece que é, e é por isso que as pessoas choram, mas não é o fim. E não dói. Isso é uma coisa muito importante sobre a morte e dá medo se não entendemos. Ela não dói. Finalmente, quando não temos medo da morte, Lu, podemos esperar por ela e estar preparados. Você acredita em mim?”

Dançando Sobre Cacos de Vidro é esmagador, mas eu não deixo de indicar como leitura obrigatória. É um livro para ter na estante. É um livro de cabeceira. É um livro para se buscar um conselho quando achar que sua vida não vai bem. É um livro para ler com várias caixas de lenço. É um livro inspirador. Lucy vai te fazer derramar várias lágrimas, mas também te fará mais forte.

fd8c4a62e9be2a2e6ddc9a0cc055d1c4

Todas as vezes que eu falo desse livro eu me emociono de verdade. Eu sinto tudo de novo como se estivesse lendo pela primeira vez. Eu espero ter conseguido convencer vocês a lerem e amarem esse casal.

**Repostando Resenha de 27 de abril***

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s