Resenha de Quarta: ‘A Thousand Boy Kisses – Tillie Cole’

“Corações de luar e sorrisos de amanhecer.”

Estamos de volta com mais uma resenha de quarta!

Meu escolhido da semana me despertou amor e ódio ao mesmo tempo. Atualmente está entre os livros mais lidos nos EUA. E foi tão bem recebido que a autora conseguiu um contrato de publicação com uma editora brasileira.

Eu estou falando do romance ‘A Thousand Boy Kisses’ da autora Tillie Cole. Por enquanto só temos o livro em ebook e sua língua original. Ao que tudo indica a Editora Planeta de Livros Brasil vai publica-lo ainda este ano e com sua capa original.

Essa resenha será diferente das outras que eu já fiz, pois nessa eu vou pontuar o lado negativo do livro. Ai Deus, que as fãs da Tillie me perdoem por não dizer que esse livro é perfeito.

Antes de começarmos vamos a sinopse?

Um beijo dura um instante.
Mas, mil beijos podem durar uma vida.
Um garoto.
Uma garota.
Uma ligação que é forjada em um instante e acarinhada por uma década.
Uma ligação que nem o tempo, nem a distância podem quebrar.
Um vínculo que irá durar para sempre.
Ou, assim eles acreditam.
Quando Rune Kristiansen de 17 anos retorna da Noruega para pacata cidade de Blossom Grove, Geórgia, onde fez amizade com Poppy Litchfield quando criança, ele tem apenas uma coisa em sua mente. Por que a menina que era a metade de sua alma, que prometeu esperar fielmente por seu retorno, cortou-o de sua vida sem uma palavra de explicação?
O coração de Rune foi quebrado há dois anos quando Poppy ficou em silêncio. Quando ele descobrir a verdade, entenderá que a maior dor ainda está por vir.

Eu não poderia começar essa resenha antes de falar dessa capa. Eu já disse que sou apaixonada por capas né? Essa capa então é uma verdadeira perfeição. Eu realmente me apaixonei pela capa antes de tudo e espero sinceramente que a nossa edição brasileira venha com ela.

atbk
O livro tem três partes bastante definida. Na primeira parte conhecemos a aventureira Poppy. Ela tem cinco anos quando conhece o menininho loiro que se muda para a casa ao lado da sua. De cara ela acredita que Rune será seu mais novo companheiro de aventuras. Ele se parece com os maravilhosos Vikings que ela tanto ama e até mesmo veio da Noruega e isso basta para que ela o torne seu melhor amigo. A partir daí eles se tornam inseparáveis e com uma amizade pura e verdadeira.

Sua maior companheira de aventuras é a sua avó. Ela estava doente, então veio morar com eles por um tempo. Poppy está com oito anos quando recebe da avó o ponte com o nome de ‘Mil beijos de menino’. É um presente de despedidas para a sua última aventura, pois a avó não poderá mais acompanhá-la em suas aventuras porque está voltando ‘pra casa’. Dentro do pote tem mil corações de papel rosa. Poppy tem que escrever em cada coração os beijos que fizeram seu coração quase explodir. Será a coleção de momentos inesquecíveis que ela contará para seus netos.

“Este frasco é para você gravar seus beijos de menino, Poppy. Todos os beijos que fazem seu coração quase explodir, os que são os mais especiais, os que você quer se lembrar quando você estiver velha como eu. Os que vão fazer você sorrir quando você se lembrar deles.”

E aí que Rune entra na história. Ele é seu melhor amigo desde que tinham cinco anos e ele não vai permitir que Poppy colecionasse beijos com outra pessoa que não fosse ele. E assim começa uma nova aventura em busca de ‘mil beijos de menino’.

A segunda parte começa com ambos com quinze anos. Eles namoram e vivem livremente o grande amor que sentem um pelo outro e já estão reunindo memórias para o pote de Poppy. Rune registrar todos os momentos com sua Poppymin através de suas lentes e os dois aproveitam cada minuto para estarem juntos. Tudo para o casal está há mil maravilhas até que o pai de Rune é transferido de volta para Noruega e o casal precisa se separar.

“Eu não acho que, em toda minha vida, eu vi duas crianças tão novas se amarem tão intensamente, e ainda mais profundo quando adolescentes.”

Eles sofrem muito com a separação, mas prometem um para o outro que vão manter contato constantemente. Poppy percebe que seu doce Rune já não é mais o mesmo e durante dois meses eles tentam se falar todos os dias. Um belo dia Poppy se muda e corta todo tipo de relação com Rune. É nesse momento que o antigo Rune tem seu coração totalmente arranco do peito. O leitor também fica sem entender porque Poppy fez isso e eu até fiquei com um pouco de raiva dela nesse momento, mas tudo é explicado quando a terceira parte da história começa.

A terceira e última parte começa dois anos depois da partida de Rune para a Noruega. Ambos estão de volta à cidade e agora chegou o acerto de contas. Ninguém nunca soube porque Poppy saiu da cidade e muito menos porque cortou relações com seu melhor amigo. Rune volta, mas agora ele não é o mesmo. Ele é frio, triste e cheio de raiva. Quando finalmente temos a revelação do grande segredo de Poppy, Rune tem seu coração completamente quebrado. Passada toda a surpresa os dois passam todos os minutos de todos os dias juntos. Cada um com sua missão.

“- Você quer saber para onde o seu Rune foi? — Seus lábios se curvaram em desgosto… — Esse Rune morreu quando você o deixou sozinho…”

Eu li com muita expectativa, então acabei me frustrando. Eu esperava muito mais da história por todos os comentários positivos que li sobre ele. O livro é lindo, tem uma bela mensagem, mas eu fiquei decepcionada em vários momentos. Um deles foi o final (não vou dar spoilers, calma! Rs) e que o livro tem um buraco enorme no meio. Ele começa empolgante, depois fica tão chato que eu deixei de ler e parti para outra história (me desculpem por dizer isso) e só lá para 150 últimas páginas ele se torna novamente interessante até que a Tillie me mata com aquele epílogo. Nunca vou perdoá-la por isso.

Eu esperava que a fase bad boy de Rune fosse realmente diferente. Ele não fez nada demais para merecer esse título de menino mal e isso me deixou bastante insatisfeita. Ele era um adolescente, então era aceitável que ele aprontasse todas já que seu coração estava partido. Fora o fato de que ele alimentou uma raiva por Poppy por dois anos e eles fizeram as pazes muito rapidamente. Eu teria gostado mais se ela tivesse demorado mais para contar seu grande segredo. Após o segredo ser revelado eu comecei a achar a história toda muito previsível. Até o epílogo nada que aconteceu me surpreendeu. Eu tive aqueles momentos que fiquei bastante emocionada e até mesmo nadei em lágrimas, mas foi porque as cenas foram muito bem escritas e não por ter me surpreendido.

“Poppy e Rune. Duas metades de um todo. Por fim reunidos. Quando mais importava.”

Uma das coisas que eu mais gostei foi como esse livro tem frases de efeito e que nos marcam para sempre. Várias delas ficam gravadas na memória e você se pega citando em alguns momentos sem mesmo se dar conta. São tão perfeitas que eu tive dificuldade de escolher algumas delas para ir postando aqui rs.

“…tão especial quanto especial pode ser.”

‘A Thousand Boy Kisses’ mesmo com suas falhas tem uma das mensagens mais bonitas que já li num YA (Young Adult). É impressionante como duas pessoas tão jovens podem se amar tão fortemente. Eles são verdadeiras almas gêmeas e é tão especial quanto especial pode ser ler tudo isso. Esse livro vai te ensinar a viver cada momento como se fosse o último, a valorizar e amar aqueles que estão ao seu lado, a ver que cada beijo com o amor da sua vida é lindo e deve ser recordado. Esse livro vai te levar as lágrimas em muitos momentos, então leiam preparados para isso. A história não tem nenhuma cena de sexo descritiva entre os personagens, então eu também indico sem medo para as meninas que estão descobrindo o amor pela primeira vez.

***Repostando Resenha de 29 de junho***

Anúncios

8 comentários em “Resenha de Quarta: ‘A Thousand Boy Kisses – Tillie Cole’

  1. Olá, tudo bem?

    Ultimamente tenho visto muitas pessoas falando muito bem desse livro, então confesso que minha expectativa estava lá em cima. A capa é realmente um espetáculo a parte. Uma pena que você se decepcionou de certa forma. Fiquei curiosa sobre a mensagem, gosto de livros neste contexto!

    Beijos!

    Curtir

    1. Oi Alice!!
      Eu li com altas expectativas, então acho que foi isso que poder ter me deixado um pouco frustrada. Eu só li comentários favoráveis, então quando li e vi que não era tudo isso veio aquele pezinho de decepção.
      Mesmo assim eu indico pelas mensagens, pelas frases que não saem da cabeça após a leitura!!
      Bjs

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s