Resenha de Quarta: ‘The Sweet Gum Tree – Katherine Allred’

“_Você quer saber o motivo real que eu voltei, Alix? Foi por causa de você. Você é minha raiz. Onde quer que esteja estaria em casa para mim.”

O meu escolhido de hoje é simplesmente um livro incrível. Um romance que faz jus ao gênero, pois tem todos aqueles itens que ajudam a temperar uma boa história. Temos amor, amizade, dor, perda, lealdade e muito mais.

‘The Sweet Gum Tree’ de Katherine Allred não foi publicado por aqui e eu nem sei se pelo menos está na lista de tradução de alguma editora. Eu encontrei dando uma “passeada” pelo site da Amazon, ou seja, infelizmente só existe em ebook e apenas em inglês.

Eu confesso que quando terminei a leitura eu estava tão apaixonada pelo livro que banquei a louca e indiquei para uma editora (desculpa aí a minha loucura rs) como uma possível história a ser publicado por eles.

Vamos conhecer a sinopse?

Chá doce, pão de milho, feijão e sopa representam um dia normal na vida de Alix francês, uma garota de oito anos e a queridinha precoce de uma respeitada família sulista. Mas não houve nada de normal sobre o dia em que ela conheceu Nick Anderson, um menino de dez anos de idade que vivia no lado errado da cidade. Armada apenas com uma lata de erva-cidreira e uma determinação de aço, Alix trata a clara evidência de um machucado recente nas costas do garoto, um ato que muda a vida de ambos para sempre. Através de uma infância desastrosa e uma adolescência repleta de desastres, eles formam uma amizade que logo se transforma em amor. O futuro parece rosado até a noite fatídica, em que Frank Anderson, pai abusivo de Nick, é morto a tiros em seu trailer. Nick então vai embora e deixa Alix, sozinha e grávida. Nos próximos quinze anos, ela luta com a dor do abandono de Nick, um mau casamento, sua família e amigos. Mas, finalmente, ela está começando a colocar sua vida de volta aos eixos. Seu divórcio é quase final, seu negócio está crescendo e ela se ela não está feliz pelo menos ela está contente – até o dia em que ela olha para cima e vê Nick parado do outro lado do balcão. Ele está de volta… e ele não está sozinho. Mas uma vez Alix se vê mergulhada em confusão e dor com Nick tentando conquistar o seu amor, algo que ela resiste com toda sua força. Só uma coisa pode quebrar o muro de proteção que ela construiu em torno de suas emoções: a verdade sobre a morte de Frank Anderson. Mas quando a verdade vem à tona e aquelas paredes desmoronam nem Alix nem Nick estão preparados para a explosão emocional que poderia destruir, bem como curar. (tradução livre)

Então, depois de conhecer a sinopse, vamos falar um pouco da capa? Sabe aquele ditado “Não julgue um livro pela capa”, pois esse livro se encaixa completamente neste ditado. A capa é terrível, mas ela guarda uma história linda demais. Ela tem um significado para a história, pois o carro da capa é muito importante para os personagens principais. Mas essa história merecia uma capa mais bonita.

778069-_sx540_sy540_

Os personagens te conquistam já na primeira página, pois são reais, vívidos e totalmente apaixonantes. É o tipo de romance que te deixa em frangalhos, te faz nadar em lágrimas e seu coração se derrete de tanto amor. Esse livro mexeu demais com a romântica que vive em mim. Aquela que acredita que amor verdadeiro move barreiras e que tudo supera mesmo que sejam coisas feias e dolorosas.

A história é divida em duas partes. Na primeira parte temos Alix French e Nick Anderson com oito e dez anos, respectivamente, e é nessa época que a Alix decide que ela deve salva-ló. Ela é de família respeitada na cidade, já ele é filho do bêbado e escoria da cidade. Ninguém quer ficar perto deles, exceto ela.

Fica muito obvio que Nick é totalmente negligenciado pelo pai e de que não há ninguém que se importe verdadeiramente com ele. Com isso Alix coloca Nick debaixo de sua asa. Ela o trás para o convívio dela e da família e assim se tornam amigos inseparáveis. A força que os une é impressionante e poderosa e só vai crescendo junto com eles.

Alix te cativa plenamente e completamente ainda aos oito anos, pois ela é aquele tipo de criança que nasceu para ajudar e para ter todos ao seu redor. A personagem tem cenas hilárias, principalmente quando criança, pois você ver a inocência dela em várias perguntas e situações. Alix tem uma personalidade forte, decidida e honesta. Ela sobreviveu a todo o furacão que foi a vida dela e saiu ainda mais forte e tenaz.

“_Nick? Você já…

_Não. – Ele levantou a cabeça de novo, me estudou. _Eu pensei sobre isso, mas nunca parecia certo.

A ideia dele fazer amor com qualquer outra pessoa enviou um eixo de dor em linha reta através do meu meio. _É melhor esperar por mim, porra.

_Eu acho que não tem muita escolha. – Ele escovou meu cabelo para trás. _Você é a única que eu sempre quis Alix e a única que eu sempre vou querer. Isso é uma promessa.”

Nessa primeira parte da história temos uma passagem de tempo de cerca de 10 anos, mas elas são contadas aos pouco e apenas aquelas que vão ser essências para o desenrolar da história na segunda parte. Durante as passagens de tempo nós podemos acompanhar a amizade entre eles virar amor. É lindo de ver como o amor de infância se torna o seu amor da vida adulta.

Eles finalmente deixam o amor florescer, mas não contam a ninguém. Eles vivem o amor plenamente e quando decidem contar para todos, uma tragédia faz com que Nick tenha que sair da cidade. A despedida deles acontece e a segunda parte começa 15 anos depois com Nick retornando a cidade.

Confesso que até o último minuto eu queria que não fosse verdade. Que eles iam se acertar e ele não teria que ir embora. Mais se isso acontecesse, então não teríamos todos os eventos que desencadearam dor, perda, lagrimas e recomeços, logo uma segunda parte desse romance.

“_Eu prometo-lhe isso. Eu vou te amar até o dia que eu morrer, mesmo se eu tiver que viver sem você. E se é cinquenta anos a partir de agora, você volta pra casa, Nick Anderson. Você me ouve? Eu estarei esperando por você.
Para minha surpresa, Nick estendeu a mão sob a camisa e tirou o pingente com meio coração. Com o olhar fixo no meu, ele deslizou a corrente sobre a minha cabeça. _Ninguém deveria ter que passar a vida com apenas metade de um coração. Ele sussurrou.”

O livro é todo narrado por Alix e eu achei muito diferente, pois eu tive a impressão de que ela estava aqui sentada no meu sofá e me contando sua história. Tiveram até alguns momentos onde ela solta como se fossem pequenos ‘spoilers’ do que está por vir e isso me prendeu de um jeito que vocês não têm noção. Fiquei totalmente rendida. O legal dessa narrativa é que vamos percebendo que a narrativa dela muda. No começo com a inocência de uma criança e depois como uma mulher madura.

Nick é lindo e protetor e tem a personalidade mais altruísta que já vi em mocinhos. Ele vive tentando não ser seu pai. Sempre querendo fazer as coisas certas e mostrar para a cidade inteira que ele não será mais um bêbado na qual eles têm pena. Ele é tão leal e sua maneira de amar Alix sempre foi além do cavalheirismo. Ele amou Alix desde sempre, mas sempre teve respeito por ela e ambos construíram um amor inabalável.

“_Deus, eu não posso te perder de novo. – Seu sussurro foi duro, cheio de dor. _Não agora, quando eu esperei tanto tempo para prendê-la. Eu acho que me mataria. Mas eu estou tão assustado que você vai me odiar quando você descobrir a verdade.”

Com a volta de Nick para a cidade alguns segredos serão revelados e um baú de dor é aberto. Preparem-se para muitas lágrimas. Eu chorei de soluçar em vários momentos, pois como eu disse é como se Alix estivesse realmente me contando em pessoa a sua história.

Quando eu acabei a leitura desse livro eu estava verdadeiramente e irremediavelmente apaixonada. O amor entre eles me deixou totalmente extasiada. Fui totalmente marcada por essa intensa história de amor e dor.

‘The Sweet Gum Tree’ é um livro sobre amor verdadeiro, amor de infância que não morre na vida adulta, sobre perdas, dor e família. É sobre segundas chances e de como abandonar toda a tristeza e magoa que às vezes carregamos por tanto tempo em nossas vidas. Essa história é carregada de emoção que mesmo depois de terminado você consegue sentir. Eu chorei e sorri por estes personagens tão cheios de vida e que tiveram que suportar uma vida de dor para finalmente se perdoarem e encontrassem seu ‘felizes para sempre’.

“_Eu te amo. Não houve um único dia nos últimos 15 anos que eu não tenha lamentado não dizer a você quando tive a chance.”

#AC #TheSweetGumTree #KatherineAllred #ResenhasDoAlém #ResenhaDeQuarta #AlguemPublicaEsseLivro

***Repostando Resenha de 22 de junho de 2016***

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s